A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/05/2014 06:37

Ladrões invadem casa, agridem casal e crianças e roubam caminhão

Aliny Mary Dias

Em menos 24 horas, bandidos fizeram mais uma família refém e a agrediram para roubar um caminhão em Campo Grande. Dessa vez, quatro pessoas da mesma família, entre elas duas crianças de 4 e 8 anos, foram trancadas em um quarto, agredidas e ameaçadas por dois ladrões. O caso ocorreu no fim da noite de ontem (20), no bairro Jardim Presidente, na Capital.

Segundo o registro da ocorrência, Lúcio Mendieta Lopes, 44 anos, trabalha como caminhoneiro de uma empresa de vidros e faz entregas em todo o Estado. Após passar mais de uma semana viajando, Lúcio voltou para casa nesta segunda-feira.

No momento que entrava na residência no Jardim Presidente, o caminhoneiro foi rendido por dois ladrões encapuzados. Os dois homens estavam armados e iniciaram a sessão de espancamento da vítima. Até a mulher de Lúcio, de 24 anos, foi agredida pelos homens.

Enquanto pediam dinheiro, os homens levaram os quatro moradores para um quarto da casa. As agressões contra Lúcio continuavam e ele foi obrigado a entregar um envelope com o valor de R$ 4 mil referente às entregas da empresa onde trabalha. As crianças não ficaram feridas.

Depois de conseguir o dinheiro e as chaves do caminhão, a dupla decidiu matar a família e avisou em voz alta para os quatro que eles seriam mortos. Foi quando o caminhoneiro conseguiu trancar a porta do quarto e evitou assim a entrada da dupla. Os assaltantes ainda tentaram forçar a porta, mas desistiram e fugiram.

Assustados, os moradores ainda permaneceram cerca de uma hora dentro do quarto até que conseguiram pedir ajuda para vizinhos. A Polícia Militar foi chamada, fez buscas, mas ninguém foi preso. Lúcio foi socorrido até a unidade de saúde do bairro, mas precisou ser transferido para a Santa Casa. O homem teve vários ferimentos entre eles uma fratura no nariz.

Ainda conforme a Polícia Civil, o caminhão foi roubado pelos assaltantes. O caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e será apurado.



A polícia não é onipotente e nem onipresente para dar conta de proteger toda a população. Precisamos é de leis severas que punam com rigor o bandido, para que ele tenha certeza que o crime não compensa!
 
Maria Diniz em 21/05/2014 12:12:18
Precisamos de segurança, precisamos de uma policia ativa, que se preocupe com a população e não com o transito.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 21/05/2014 09:55:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions