A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/06/2012 12:00

Lançada hoje, licitação do transporte coletivo recebe propostas até agosto

Aline dos Santos

Concessão bilionária será válida por 20 anos

Transporte coletivo terá nova licitação. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)Transporte coletivo terá nova licitação. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)

A prefeitura publicou nesta quinta-feira a licitação do sistema do transporte coletivo de Campo Grande. O critério de julgamento será a combinação de maior oferta pela outorga da concessão com o de melhor técnica e a menor tarifa.

Ou seja, as concorrentes vão pagar à prefeitura para explorar o serviço por 20 anos. Desta forma, a licitação não tem teto. De acordo com a prefeitura, as empresas vencedoras deve ter faturamento de aproximadamente R$ 2,6 bilhões.

De acordo com o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade, o edital, com 3 mil páginas, é recheado de especificações técnicas, como quantidade e tipos de veículos que serão utilizados no transporte coletivo.

Os concorrentes vão disputar todo o sistema. “Não fizemos por lotes, porque isso dá problema. Abre um bairro novo, uma rua nova e pode misturar a área de atuação de uma ou outra”, explica.

Caso o vencedor seja um consórcio de empresas, ele terá autonomia para dividir as linhas entre os participantes. A empresa terá que atender as necessidades atuais e futuras de deslocamento da população por ônibus.

A documentação e as propostas devem ser entregues até o dia 14 de agosto. O edital custa R$ 3 mil.

Fim - O rompimento da parceria entre a prefeitura de Campo Grande e Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo), que reúne as cinco empresas do transporte coletivo urbano, foi anunciada em 14 de setembro do ano passado. Na ocasião, a previsão era que o edital da nova concorrência fosse publicado em seis meses.

Até a definição da vencedora, a Assetur continua no setor. A associação também garantiu que não recorreria à Justiça, apesar de o contrato com o poder público só acabar em 2014.

A prefeitura e a Assetur ficaram em pé de guerra devido à exigência que as empresas investissem R$ 40 milhões para que Campo Grande receba recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) de Mobilidade Urbana.

O Sistema Integrado de Transportes, que começou a ser implantado em 1991, conta com oito terminais. Conforme a Agetran, o sistema totaliza 166 linhas, com uma média de 225.203 passageiros/dia.



Se faz um contrato antes da mudança na administração municipal, espero que existam metas estabelecidas para melhoria do serviço. Ou fica a impressão que esta mudança e providencial para as ricas empresas exploradoras do sistema.
 
Juarez Goncalves em 21/06/2012 12:55:17
Gostaria encarecidamente de saber onde encontro esse tal edital, que a tempos venho procurando, ligando na Agetran e ninguém me passa uma posição sobre tal. Gostaria muito de ler o mesmo e dar minhas opiniões sobre melhorias no transporte publico de Campo Grande/MS. Em matéria feita pelo jornal Correio do Estado do dia 08 de maio, diz que o edital ficaria a aberto para consulta publica até dia 28.
 
eduardo meyer em 21/06/2012 02:53:16
Nossa! Até que enfim o povo da Cidade Morena serão respeitados. Pagam uma porcentagem de seus salários todos os meses e são tratados com tanto descaso.
Imaginem o lucro deles com o sistema que "totaliza 166 linhas, com uma média de 225.203 passageiros/dia". Precisamos SER respeitados, estamos pagaaaando.
 
Neuci Augusta Fonseca em 21/06/2012 02:33:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions