A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018

12/06/2013 19:15

Laudo identifica veículo e aponta que jovem foi arrastado por 12 metros

Evelyn Souza e Nadyenka Castro
Peça causou queimaduras no corpo da vítima Peça causou queimaduras no corpo da vítima
Corpo apresentava marcas de esganadura no pescoço. Corpo apresentava marcas de esganadura no pescoço.

Laudo do levantamento do local onde Idenilson da Silva Barros, de 20 anos, foi encontrado morto aponta que o jovem foi agredido, atropelado e arrastado por cerca de 12 metros por um Azera.

O modelo do veículo foi identificado através de uma peça chamada de abafador, que fica no escapamento do carro e que provocou ferimentos e queimaduras no tórax de Idenilson.

De acordo com informações apuradas pelo Campo Grande News, marcas que ficaram no local apontam que a vítima foi arrastada por outra pessoa, antes de ser atropelada. Indícios também indicam que o veículo que atropelou o jovem poderia não estar estacionado no Jóquei Clube, já que a peça do carro estava quente e causou queimaduras na vítima.

Além disso, o documento revela que o soldado do exército tinha ferimentos nas costas a e na lateral do corpo. O olho do rapaz também estava bastante machucado.

Ao contrário do que o delegado responsável pelo caso, Cláudio Martins afirmou na tarde dessa quarta-feira (12), o laudo diz que as características encontradas “indicam uma ação violenta e agressão física”. Trechos também afirmam que “pelas características das lesões, a agressão ocorreu de forma intencional”.

Outra prova de que Idenilson foi agredido, é que a língua dele tinha marcas de dentes e o corpo apresentava sinais de esganadura no pescoço, características de imobilização.

Idenilson da Silva Barros, de 20 anos foi encontrado morto na madrugada do dia 19 de maio, no estacionamento do Jóquei, após show da dupla Munhoz e Mariano. Ele havia ido com a namorada e um grupo de amigos.

Dias após o crime, um engenheiro prestou depoimento e disse que viu o soldado do Exército Idenilson da Silva Barros, de 20 anos, sendo retirado pelos seguranças do camarote do show. 



Eu já desconfiava que tinha playboy envolvido nisso... agora tenho certeza...
 
André Souza em 13/06/2013 11:59:49
Cada hora é publicada uma informação, como que só agora que identificaram essas marcas no pescoço do rapaz? Uma hora dizem que agressão é descartada, agora já mudam dizendo que ele foi agredido e depois atropelado. Vai entender.
 
Carlos Andrade em 13/06/2013 11:15:26
Esse é o maior exemplo da competência da policia do MS.
Uma pena que esse tipo de investigação a fundo aconteça em poucos casos, ou pelo menos poucos são divulgados.
Meus parabéns a todos os policiais do Estado!!!
 
Marcio Fanti em 13/06/2013 10:40:06
Sinto-me extremamente feliz pela atuação de nossa polícia civil.
Isso mostra que com apoio,eles podem trabalhar com imparcialidade para poder elucidar todos os fatos desse triste episódio.
E se houver culpados, que paguem perante a justiça pelos atos de brutalidade que cometeram.
 
Victor Barbosa em 13/06/2013 10:30:10
Não fosse o empenho profissional dos peritos do IPC, talvez não chegaríamos aos autores desse crime. Tudo leva a crer que seguranças que atuaram no local estejam envolvidos e mais o motorista do veiculo. Por ser militar e com e com o porte físico em dias,"sarado" a vitima deve ter reagido a alguma abordagem dos seguranças e entrado em luta corpora, foi espancado, largado no breu e atropelado pelo carro. Parabéns aos peritos do MS, que mesmo sem condições materiais, ainda conseguem fazer um excelente trabalho. Agora vem a morosidade da justiça para punir os autores do crime. Sem antecedentes, residência fixa, carteira assinada, no fim para os assassinos não vai dar em nada.
 
samuel gomes-campo grande em 13/06/2013 08:12:40
Belo trabalho da Polícia Técnica, profissionalismo mesmo! Depois deste trabalho com certeza vão pegar os assassinos. Por isto, que deveriam serem melhor remunerados.
 
Luis Acordado em 13/06/2013 07:42:24
Será que não da para ver que isso foi assassinato,meu Deus!
 
cristina martins em 12/06/2013 23:33:59
Azera então o agressor e homicida tem grana será que esse ai vai ficar na impunidade?
 
sandra lima em 12/06/2013 20:14:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions