A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/06/2013 14:49

Laudo indica que jovem morto no Jóquei foi arrastado por 12 metros

Evelyn Souza
Idenilson morreu no dia do show de Munhoz e Mariano. (Foto: Reprodução/Facebook)Idenilson morreu no dia do show de Munhoz e Mariano. (Foto: Reprodução/Facebook)

Idenilson da Silva Barros, de 20 anos, foi atropelado por estar embriagado ou porque sofreu um mal súbito, aponta laudo do levantamento do local, peça que ainda era esperada pela Polícia na investigação sobre morte do ex-soldado no Jóquei Clube de Campo Grande.

Segundo o documento, a vítima deitou no chão do estacionamento por conta própria e foi arrastada por cerca de 12 metros depois de atingida pelo veículo.

O rapaz foi encontrado morto na madrugada do dia 19 de maio, no estacionamento do Jóquei, após show da dupla Munhoz e Mariano. Ele havia ido com a namorada e um grupo de amigos.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Claudio Martins, que recebeu o laudo na manhã desta quarta-feira (12), alguém pode ter atropelado o jovem sem ter percebido. “O local é totalmente inadequado, sem iluminação, nem câmeras. A pessoa que atropelou, provavelmente nem viu”, diz.

Ainda de acordo com o delegado, médicos legistas identificaram alguns ferimentos pelo corpo, mas o laudo não comprovou nenhuma agressão física. “Ele tinha ferimentos, inclusive nos olhos e nas costas. O laudo apontou que podem ter sido provocados porque ele foi arrastado por quase 12 metros”, explica o delegado que diz ainda que pelo resultado, o veículo que atropelou o jovem era “baixo”.

A maior dificuldade agora segundo a Polícia, é identificar o veículo e o motorista. Cerca de 20 pessoas foram ouvidas, mas ninguém relatou nada sobre a morte. Uma jovem que estava a menos de 10 metros de onde o corpo foi encontrado, afirmou na delegacia que não viu nenhuma briga, nem atropelamento.

“A amiga dela teve a bolsa furtada no camarote. Para não roubarem o carro com a chave que estava dentro da bolsa, uma ficou na portaria e a outra cuidando o veículo. Se tivesse acontecido alguma briga, ela teria visto”, conclui o responsável pelo caso.

O laudo necroscópico do Imol (Instituto Médico Odontológico Legal) divulgado no inicio desse mês, apontou que Idenilson da Silva Barros morreu de hemorragia interna aguda.

A Polícia espera que alguém que tenha feito filmagens ou fotos no local compareça a delegacia. Em relação a qual tipo de crime o autor do atropelamento pode responder, o delegado explicou que precisa ouvir o responsável e avaliar o que de fato aconteceu.

A equipe da organização do show foi informada sobre o ocorrido, mas não se dispôs a ir até a delegacia. 

Dias após o crime, um engenheiro prestou depoimento e disse que viu o soldado do Exército Idenilson da Silva Barros, de 20 anos, sendo retirado pelos seguranças do camarote do show.

A testemunha foi até a 5ª Delegacia de Polícia Civil, depois de viu a fotografia da vítima divulgada na imprensa. 



Mais Uma família destroçada pela violência urbana! Infelizmente ficamos a mercê da sorte sempre que esperamos algum resultado concreto por parte da Pericia Técnica, aparentemente neste a situação se repetiu O RESULTADO, nada conclusivo, nada que pudesse apontar de fato a autoria do crime. Esta mais parecendo um palpite técnico do que uma prova técnica.
Cadê o teste de alcoolemia que o mesmo pudesse esclarecer, se o mesmo estava embriagado ou embriaguez total ao ponto de deitar ao chão. O IMOL também deixou a desejar como um “LEGISTA” especialista em medicina legal não pode confirmar se os ferimentos ali produzidos são provenientes ao atropelamento.
O que se pode esperar de um instituto onde não se tem uma geladeira para guardar os corpos?
Os Técnicos do IMOL esta parecendo os médicos dos postos de Saúde da capital, quando chega um problema lá os mesmos já estão coma receita pronta. Sempre a mesma! AÇÃO CONTUNDENTE> HEMORRAGIA INTERNA AGUDA.
Lamentável! Este estado é um dos poucos no pias em que o IMOL é ligado a secretaria de segurança pública e não um órgão independente.
 
Edevanir basilio em 12/06/2013 16:43:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions