A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/01/2013 17:57

Laudo sobre rapaz que morreu com suspeita de dengue sai em 15 dias

Nícholas Vasconcelos
Laudo vai apontar se rapaz morreu vítima de dengue ou diabetes. (Foto: Reprodução/Facebook)Laudo vai apontar se rapaz morreu vítima de dengue ou diabetes. (Foto: Reprodução/Facebook)

Deve sair em 15 dias o laudo do IML (Instituto Médico Legal) sobre a causa da morte de William Carpejani Júnior, 27 anos. A SES (Secretaria de Estado de Saúde) foi notificada na início da tarde de hoje sobre o caso do rapaz, que morreu ontem após ter sido diagnosticado com dengue.

Este é o quarto caso em investigação em Mato Grosso do Sul, três de moradores de Campo Grande e uma de Sidrolândia.

Segundo a Secretaria, um exame apontou que William estava com dengue, ainda não é possível afirmar se a doença foi a causadora da morte já que, segundo órgão, ele era diabético.

No dia 31 de dezembro William apresentou os primeiros sintomas e veio para tratamento em Campo Grande e já no dia 6 o caso dele foi notificado para as autoridades estaduais. Ele recebeu alta no dia 10 começou e retornou para Aquidauana.

Conforme o relatório apresentado pela secretaria, em Aquidauana ele começou a apresentar dores abdominais e os médicos descobriram que ele tinha uma necrose nos rins, o que ocasionou a hemorragia. O exame vai apontar se essa necrose foi em decorrência do diabetes ou de dengue hemorrágica.

William passou por três internações desde o dia 2 de janeiro deste ano. Ele morreu na tarde de ontem durante cirurgia, no Hospital do Coração, em Campo Grande.

De acordo com a família, no Hospital do Coração, os médicos confirmaram a dengue, mas descartaram o tipo hemorrágico, e disseram que o rapaz estava com uma infecção nos rins.

Ainda de acordo com os familares, é cedo para falar se houve negligência, mas reclamam que o diagnósticos foi demorado.

A administração do Hospital do Coração informou que não irá se pronunciar sobre o caso porque o “código de ética médica não permite fazer nenhum tipo de declaração sobe o caso do paciente”.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions