ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 13º

Capital

Lei criada há 8 anos na Capital será divulgada a estados no combate a pandemia

Lei de sanitização foi sancionada por Nelsinho Trad (PSD) em seu último dia como prefeito da Capital, em 2012

Por Adriano Fernandes | 03/03/2021 21:48
Sanitização do Mercadão Municipal de Campo Grande, durante a pandemia. (Foto: Kísie Ainoã)
Sanitização do Mercadão Municipal de Campo Grande, durante a pandemia. (Foto: Kísie Ainoã)

Há pouco mais de 8 anos, quando ninguém podia imaginar que um vírus iria mudar a rotina das cidades em todo o mundo, lei criada na Capital estabeleceu medidas de biossegurança que se tornaram ainda mais primordiais em tempos de pandemia.

Em seu último dia de mandato como prefeito, em 31 de dezembro de 2012, o atual senador Nelsinho Trad (PSD) publicou a Lei 5.179, que dispõe sobre a obrigatoriedade de realização de processo de sanitização em edifícios públicos ou privados e locais de grande movimento, como cinemas, hospitais, hipermercados e shoppings do município.

Naquela época, o senador que inclusive foi o primeiro parlamentar infectado pelo coronavírus no Brasil, colocou como regras o processo de sanitização em 2012 em Campo Grande, devendo ser feito por empresas cadastradas em órgão público competente e com o uso exclusivo de produtos registrados pelas instituições que não sejam nocivos à saúde e ao meio ambiente podem ser utilizados.

O não cumprimento da lei prevê multa de R$ 10 mil reais, duplicando-se em caso de reincidência. Com a retomada das aulas presenciais e o aumento de registros de covid-19 no país, o senador Nelsinho Trad pretende divulgar sobre a existência da lei a outros estados brasileiros, para que possam replicar a iniciativa.  “Toda tentativa de redução de casos de contaminação é válida para evitar mais tragédias, estou muito preocupado”, comentou o senador Nelsinho Trad.

O Brasil bateu, ontem (03), um novo recorde na pandemia: 1.726 mortes em 24 horas. Já a Capital chegou a marca de 1.487 vidas perdidas para a covid-19. Desde o início da pandemia, foram confirmados 75.517 casos positivos da doença, mas 72.652 dos infectados conseguiram se recuperar.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário