A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/09/2012 10:28

Liberada pelo TJ, obra de ciclovia será retomada na Afonso Pena

Aline dos Santos

A volta será no trecho entre Calógeras e 14 de Julho

Trajeto para ciclovia, que começou a ser aberto, vai ser retomado após decisão da Justiça. (Foto: Fabiano Arruda)Trajeto para ciclovia, que começou a ser aberto, vai ser retomado após decisão da Justiça. (Foto: Fabiano Arruda)

Suspensa há 15 dias, a obra da ciclovia na avenida Afonso Pena será retomada pela Prefeitura de Campo Grande. De acordo com o titular da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), João Antônio De Marco, a obra prossegue no trecho entre a avenida Calógeras e a rua 14 de Julho.

A implantação da ciclovia foi suspensa por liminar do juiz da Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Amaury da Silva Kuklinski. Na decisão, o poder público ficava proibido de destruir, demolir, mutilar, total ou parcialmente, os canteiros centrais ao longo da avenida. A multa em caso de descumprimento era de R$ 1 milhão. No entanto, ontem, o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) derrubou a liminar.

De acordo com o procurador do município, Henrique Anselmo Brandão Ramos, a prefeitura argumentou que a obra está de acordo com o decreto sobre o tombamento do canteiro central da avenida.

Ele explica que é permitida intervenção desde que tenha licença da Fundac (Fundação Municipal de Cultura), Planurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano) e Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano). A liminar foi cassada pelo desembargador Divoncir Schreiner Maran.

Conforme o secretário João Antônio De Marco, a retomada da obra deve acontecer no fim de semana, pelo impacto que vai provocar no trânsito. No trecho entre a Calógeras e a 14 de Julho, serão assentados os blocos de concreto ecológico, que utiliza pneu reciclável. A obra tem valor de R$ 147 mil e faz parte do pacote pelos 113 anos da cidade.

Com cerca de 7,6 quilômetros de extensão, a ciclovia terá um traçado que se estende da Praça Newton Cavalcante até o Parque das Nações Indígenas. O traçado não vai retirar árvores e fará parte do paisagismo da avenida. (Matéria editada às 10h50 para acréscimo de informação)



Essa ciclovia deveria ser reta e prática, parece que é um "passeio no bosque". Agora pergunto a vocês, quem anda de bicicleta na ciclovia já existente na Afonso Pena que vai da Ceará até o Parque dos Poderes? A maioria da população utiliza como pista de caminhada/corrida.
 
Daniel Contos em 13/09/2012 12:12:43
P-A-L-H-A-Ç-A-D-A com o dinheiro público!!. O que deixa clara a falta de planejamento do sr. prefeito, faz calçadas em todo o canteiro e depois as quebra para construir ciclovia?!.. que tal parar de brincar no poder!!..
Parabéns ao Juiz Amaury Kuklinski que tentou impedir esse ato da prefeitura.
 
Ricardo Pereira em 13/09/2012 12:08:32
Só esperamos que depois que estiver pronta a obra, não invente em destruir novamente para construção dos corredores de ônibus.
 
Jose Igatoro em 13/09/2012 11:53:13
QUE FALTA DE PLANEJAMENTO - Recentemente a Av. Afonso Pena sofreu reestrura total ao longo de seus canteiros centrais. Por que será que não aproveitaram o momento das obras e fizeram as ciclovias? Isso é má gestão com o dinheiro público.
 
Marcos Caetano em 13/09/2012 11:17:54
Agora vai começar dinovo o transtorno no trânsito, com caminhões e tratorzinhos parados no meio da pista em pleno horário de pico!
Tinha que mecher nestas obras durante a noite, que nem em grande capitais.
 
Rêmulo Lobato em 13/09/2012 11:12:58
Alguem tinha alguma duvida? que ia ser derrubada?
 
Renato Dutra em 13/09/2012 11:06:38
Por que não realizaram a construção da ciclo via na época em que foi realizada a retirada dos estacionamentos centrais e implantação dos jardins?
Isso é um claro desperdício de dinheiro público. Apesar de ser uma obra importante, sua construção poderia ser melhor planejada.
 
Mohamad Ibrahim em 13/09/2012 10:56:48
Não esquece de rebaixar o meio fio em CADA rua lateral, pois em muitas avenidas com ciclovia as ciclistas continuam na faixa porque não tem como entrar na ciclovia.

Agora a pergunta: o que a prefeitura pretende fazer na educação, para fazer que os pedestres param de impedir os ciclistas de usar a ciclovia, como na via Morena (Av Noroeste) e perto do Parque Soter entre 18:00-19:30?
 
Marcos da Silva em 13/09/2012 10:43:56
Próxima idéia: corredor aéreo exclusivo para onibus???? Só falta esta idéia de asno....
Primeiro retiraram os estacionamentos do canteiro central.....depois,fizeram paisagismo e gastaram muitooooo dinheiro agora vem com esta idéia de ciclovia !!!!

Será que somos tolos?????


 
Tânia Barbosa em 13/09/2012 07:21:05
Porque ao invés de ciclovia, nao se faz um corredor para os onibus da nossa capital, q fica disputando espaço com os veículos, as penso, porq sera q é tao dificil pensar q uma ciclovia em pleno centro da cidade, num tem nada haver, eu penso q a prefeitura tem q fazer uma pesquisa com a população, antes de querer ficar enfeitanto a cidade, e ver o q é melhor para o bem de todos.
 
odair pereira da silva em 13/09/2012 01:43:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions