A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/12/2010 18:14

Mãe de garoto que deu mordida em outro se diz surpresa com a decisão do TJ

Viviane Oliveira

A Mãe do garoto que mordeu o vizinho durante briga de crianças se diz surpresa com a decisão do Tribunal de Justiça, que por unanimidade negou o pedido de trancamento de processo, após denúncia do Ministério Público Estadual.

Em entrevista ao Campo Grande News, a mãe do menino de 8 anos envolvido na confusão, disse que acha essa decisão lamentável. “É um absurdo dar continuidade para esse fato”, disse.

“Só espero que a justiça seja feita em ambas as partes e que a justiça de Deus também seja feita”.

A mãe do menino conta que não mora mais no condomínio, no Jardim São Bento, para evitar confusão.

Ela avalia que o TJ deveria se importar com casos mais relevantes. “Tem coisas muito mais importante para eles fazerem, estão dando muita importância por conta do parentesco”, diz, sobre a relação que o pai da criança agredida teria com magistrados.

O advogado pai do garoto que levou a mordida foi procurado pelo Campo Grande News, mas não quis falar sobre o assunto.

A briga ocorreu em 5 de outubro deste ano. O caso da mordida dada pela criança de 8 anos em outra de 7, chegou até o Ministério Público Estadual, após denúncia feita pelo pai do menino agredido.



Tribunal de Justiça! Um belo nome pareçe q impõe respeito, soberania "justiça", mas depois dessa decisão infântil que qualificações devemos atribuir, eu ñ sou nem louco de cita-lás pois posso ser condenado a pena máxima, Artigo? mordida de criança em outra criança; pena prisão para os pais e pagamento de multa: uma opção de artigo para o codigo penal.
 
Welligton francisco em 22/12/2010 12:30:44
GENTE ISSO TUDO É MUITA PALHAÇADA, QUE CULPA UMA MAE TEM , DO FILHO IR JOGAR BOLA NA QUADRA , AI VEM UM FILHO MIMADO, AS CRIANÇAS BRIGAM E O PAI SO PORQUE TEM INFLUENCIAS RESOLVE MOVER UM PROCESSO , POR UMA BRIGUINHA DE CRIANÇA QUE NEM TEM NOÇAO DO QUE ESTAO FAZENDO, REALMENTE ISSO É MUITO VERGONHOSO PRA UM ADVOGADO.
 
ROSEMEIRE OLIVEIRA em 20/12/2010 10:24:32
Sabe toda aquela falácia que os nossos juízes vivem atarefados, sobrecarregados, etc, etc? Taí a prova de que é tudo balela. Caso estivessem mesmo sobrecarregados, não perderiam tempo com uma besteira dessas.
Aliás, hoje, nem com sentenças perdem tempo mais. Está tudo salvo no computador. É só mudar o nome das partes e pronto. E isso quem faz são os acessores.
É preciso sobrar tempo para para outras coisas, como dia o Ary Rigo.
 
sergio ricardo em 20/12/2010 09:15:33
Acho que este advogado deveria procurar o que fazer, pois pelo que vejo fica se beneficiando de situações para se auto promover ate mesmo pelos contatos que tem...
O advogado tem que tentar conciliar da melhor forma possivel ou ele nao teve infancia ou realmente nao tem nada pra fazer... pois o judiciario tem outras coisas bem mais importantes para solucionar do que um simples briguinha de crianca...senao aonde vamos parar...
 
juliana cardoso em 20/12/2010 04:39:55
A verdade é que a mãe desse menino agressor não deve estar muito atarefada para ficar procurando a mídia e expor (ainda mais!!!!) seu filho quando na verdade deveria se esforçar em dar um pouco de EDUCAÇÃO para ele.
 
Renata B. Raid em 19/12/2010 01:16:37
Gastar o dinheiro do contribuinte com esta bobagem é uma vergonha, deveriam ter resolvido na semana de conciliação.
 
Eduardo Aguiar em 18/12/2010 12:49:27
Tj, MP, vamos julgar os casos dos politicos corrúptos que estão parado no tribunal ha anos sem respostas a população, deixa as crianças que elas mesmas resolvem os seus problemas, não envolva gente grande não que vira coisa de policia, aquilo que é coisa de criança
 
Paulo Silva em 18/12/2010 09:35:30
Fomos assaltados por um menor com uma faca... encontramos o adolescente 12 horas depois, preso, ele foi solto no outro dia. Pena que meu tio não é desembargador..
 
Eder Samaniego em 18/12/2010 09:24:02
Não sei que lei estão aplicando, cade o pessoal do eca?Sinceramente que me desculpe as autoridades mas esse processo deveria ser arquivado.
 
marone em 18/12/2010 08:40:28
isso é uma pouco vergonha...ou melhor é uma grande vergonha!!!!!!
 
raquel em 18/12/2010 08:31:07
a frase que cabe "A verdadeira igualdade consiste em tratar-se igualmente os iguais e desigualmente os desiguais a medida em que se desigualem "
Aristóteles


 
marcia cristina em 18/12/2010 08:16:36
E se fosse ao contrário? Se o menino que mordeu fosse a vítima, será que esse caso teria essa repercussão?
 
Anderson Ferreira do Nascimento em 18/12/2010 08:16:29
É uma falta de vergonha!!! Gastar dinheiro público sem motivo!!! Só porque o pai da crianca tem parentesco com o Promotor!!!
 
michely ortega em 18/12/2010 08:15:28
Qualquer leigo sabe que as crianças mordem, batem, se testam, faz parte do crescimento delas, e a própria família pode resolver isso tranquilamente. Agora se um pai precisa ir à justiça, gastando tempo, dinheiro, e ocupando o lugar no judiciário de uma causa que realmente precise desse poder.... tem algo errado ai. Só falta condenarem uma criança, que absurdo.
 
Kátia Rosana em 18/12/2010 07:54:32
Morder não é correto,a mãe com certeza vai corrigir o menino que mordeu.
Mas o que levou a mordida, "espero que meu comentariofique gravado,para que quando este menino crescer e for um homem" ,e aprontar algo pesado,os magistrados que forem julgar ele no futuro,o absolva,e condene o pai dele,pois somente o pai deste menino vai ser o responsavel pelo futuro mau caratismo que ele vai ter.
Não é uma questão de genética,mas sim de formação.
Bons exemplos é questão de berço,cabe uma pesquisa detalhada nos Avós e Bisavós deste menino,se procurar com certeza vai achar algo"isto é fisica,a lei da reação e porque não da formação."
 
CARLOS BEIRA em 18/12/2010 07:52:12
Falta do que fazer da justiça, tanto politico ladrão sendo diplomado, tantos casos mais importantes que elem não agem, é o despedicio do dinheiro público, derespeito.
 
rogerio oliveira em 18/12/2010 07:45:41
Infelismente o cooperativismo impera, e os senhores que deveriam dar exemplo de justiça so tem sido lembrados em casos vergonhosos, de venda de senteça, e vamos mostra que ningiém pode mexer com filhos ou parentes de magistrados. Que vergonha, que revolta saber que sai dos nossos bolsos o valos paraque paga profissionais desse nivél.
 
Maria Madalena souza em 18/12/2010 07:20:54
Se todos os adolescentes que cumprem pena hj , tivessem sido barrados em alguma problemática que tenha vindo a acontecer nos seus 08 anos talvez não estivessem hj na situação em que se encontram. Parabéns ao Ministério Público, seres humanos precisam conhecer limites desde crianças.
 
Keila Camargo em 18/12/2010 07:20:30
Vergonha é a palavra certa,com tanta coisa para fazer.E eles os Doutores da lei se prestando a um serviço deste, meu Deus omde nos vamos parar.

 
jarbas luiz da cruz em 18/12/2010 07:11:41
Sabem quando a pessoa não dá educação aos filhos, dai quer levar a justiça,... pessoa recem formada,... deve ser isso!... outra coisa, se uma criança revidou algo, é porque deve ter partido alguma coisa do outro lado. Resumindo... ganhar notoriedade é fácil, basta ser nenhum conhecido, dai é só colocar alguma polêmica na imprensa, e "pirlim-pim-pim"! Pronto,... você já fica conhecido! ... DÚVIDAS???
 
Marcelo Max em 17/12/2010 11:41:09
Se ele mordeu sabe que doi.
Atitude acertada do MP, se esta criança tivesse educação não morderia ninguém.


 
Erothildes B. Dias em 17/12/2010 10:46:09
E que venha o recesso de natal, ano-novo, carnaval, escolar e ferias maiores que as ferias de qualquer trabalhador. Eles nem tem pilhas de processos relevantes a serem julgados. Mas como deixariam de julgar algo tão temeroso e relevante quanto uma briga de filho de advogado com parentes tão "importantes" (pra eles próprios é claro). Algo de tal valor tem força de medida provisória e deve ser julgado ainda esse ano se possivel.
Tenho VERGONHA do nosso sistema judiciário. Aliás, não só do judiciário!!!!!!!
 
christopher zalenski nogueira em 17/12/2010 10:12:47
Esse "adevogado", pai do garoto que foi mordido, poderia muito bem ter resolvido amigavelmente a situação, sem envolvimento do "Parquet"(o Ministério Público). Entretanto, fez valer sua condição de cunhado de Promotor de Justiça e genro de Desembargador do TJ/MS.O dotô deu a famosa carteirada...
 
CARLOS RENATO LOPES em 17/12/2010 08:07:00
Meu deus que vergonha....Levar esse caso a esfera judicial....É muita falta do que fazer!
 
Marcos Vinícius Benitez em 17/12/2010 07:39:00
Acredito que o TJ tenho casos e mais casos muito mais importantes e interessantes p/ julgar .Neste caso fico tranguilo por essa criança ( o acressor) morar aqui no Brasil ,porque se esse caso fosse em outro pais exp. Estados Unidos esta criança estaria em um presidio,emfim tomara que o TJ com todo o meu respeito não tome essa atitude.
Como pai que sou,acho que por se tratar de crianças nada melhor que uma boa conversa de seus pais p/com seus filho.
Afinal quem de nóis pais,quando criança não brigou?.
 
Antonio carlos ( carlinhos) em 17/12/2010 07:07:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions