A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

23/04/2019 20:17

Mãe que incentivou filho a matar padrasto esganado será julgada amanhã

Renata Cristina Vicente da Silva, 35 anos, é acusada de homicídio e corrupção de menores

Adriano Fernandes
Local onde ocorreu o crime. (Foto: Arquivo) Local onde ocorreu o crime. (Foto: Arquivo)

Acusada de ter incentivado o filho, de 17 anos, a matar esganado o padastro, Renata Cristina Vicente da Silva, 35 anos, vai a júri popular por homicídio e corrupção de menores, nesta quarta-feira (24) no Tribunal do Juri de Campo Grande. A audiência deve ocorrer a partir das 08h.

O caso aconteceu no dia 24 de fevereiro do ano passado, por volta das 22h30 na casa onde a família vivia, na Rua Vaz de Caminha, no Jardim Noroeste, em Campo Grande. Cristiano de Jesus Martins, 27 anos, foi morto com golpe conhecido como mata-leão.

Na época do crime, Renata contou à polícia que era agredida pelo marido, quando gritou por socorro e foi acudida pelo filho, que entrou em luta com o padrasto e teve a oportunidade de imobilizá-lo aplicando o golpe.

No entanto, testemunhas relataram que enquanto o adolescente lutava com o padrasto, a mãe o incentivava para que enforcasse a vítima até a morte. Além disso, vizinhos contaram que Renata tem problemas com álcool e no fim do ano passado, pouco antes do Natal, perdeu a guarda dos três filhos filhos pequenos após denúncia de abandono.

Renata chegou a ficar presa no Presídio Feminino Irmã Irma Zorzi, mas foi solta no dia 9 de março e responde ao processo em liberdade. A defesa de Renata sustenta a tese de legítima defesa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions