ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  23    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Mais uma candidatura ao Conselho Tutelar é impugnada por campanha em igreja

Entendida como abuso do poder religioso, a prática é proibida durante o processo de escolha

Por Cassia Modena | 28/09/2023 10:57

Um dia após a comissão especial do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) publicar a impugnação da candidatura de Indiani Carolini Domingues Mercado da Silva, outra candidata a conselheira tutelar em Campo Grande enfrenta o mesmo devido à campanha proibida em igreja.

Ela é Suelen Leme Serrano, que atualmente ocupa o cargo de coordenadora do Conselho Tutelar Norte da Capital. Pedido de voto a ela na Igreja Batista Imperial, que fica no Bairro Estrela do Sul, sustenta a impugnação.

Atrás de um telão que exibe nome, foto e número eleitoral, o pastor Henrique Finotto pede aos fiéis que a escolham e indica locais de votação para procurarem, inclusive, neste domingo (1º). Suelen é chamada para ficar ao lado do líder religioso e vai.

"A irmã Suelen é conselheira tutelar e precisa do nosso voto para continuar", começa o pastor. Ele continua: "Ela, como membro de igreja, tem a visão de trabalhar com criança, é habilitada para isso, formada para isso".

Finotto finaliza, após falar sobre a candidata por cerca de 4 minutos. "É muito importante elegermos pelo menos ela [...]. É um apoio, um presbitério da igreja [...] para que seja levantada novamente como conselheira tutelar". Em seguida, pede a todos os que assistiam ao culto para orarem pela reeleição da candidata.

Poder religioso - De acordo com as regras eleitorais para a campanha a conselheiro tutelar, é proibido o abuso do poder religioso para promover candidaturas.

Isso se dá quando há veiculação de propaganda em templos de qualquer religião e é feito financiamento das candidaturas pelas entidades religiosas durante o processo de escolha.

Defesa - De acordo com a publicação da impugnação, Suelen tem 24 horas para apresentar defesa. O prazo termina hoje (28).

A reportagem entrou em contato com a Igreja Imperial para ouvir o pastor Henrique. Ele respondeu que não iria se manifestar.

Suelen também foi procurada, mas não retornou às ligações e mensagens. O espaço segue aberto para manifestação.

Eleições - Das 8h às 17h, qualquer cidadão maior de 16 anos que esteja em dia com a Justiça Eleitoral poderá votar para escolher conselheiro tutelar para a sua região. Locais de votação podem ser conferidos aqui. Basta apresentar um documento oficial com foto e o título de eleitor.

São 113 candidatos concorrendo ao cargo em cinco conselhos tutelares de Campo Grande, sendo que cinco assumem cada um deles, ou seja, após o resultado das eleições, 25 novos conselheiros assumirão as entidades. Os demais candidatos ficarão como suplentes.

Apesar de haver aqui a relação de candidatos, não se sabe quem são os de cada região onde os conselhos estão instalados. O perfil e as propostas de cada um também não são detalhados em sites oficiais.

Os conselheiros eleitos tomam posse em 10 de janeiro de 2024. Seus mandatos seguem até 2027.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias