A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/03/2011 08:47

Marcada data para júri de mandantes de assassinato de empresário

Nadyenka Castro

Serão julgados ex-esposa e advogado

Cynthia, apontada como mandante do assassinato do ex-marido, quando foi presa em 2008. (Foto: Minamar Júnior/ Arquivo)Cynthia, apontada como mandante do assassinato do ex-marido, quando foi presa em 2008. (Foto: Minamar Júnior/ Arquivo)

Apontados como mandantes do assassinato do empresário Alci Pedro Arantes, ocorrido em outubro de 2006, em Campo Grande, Cyntia Carvalho Martins e o advogado Gilson Gomes da Costa, vão a júri popular no próximo mês. A vítima era irmão do prefeito de Rochedo.

Ele, que era advogado dela no processo de separação com Alci, será julgado dia 15 de abril e ela no dia 29, ambos a partir das 8 horas. O casal é acusado de ser amante e planejar a morte do empresário e aguardam o julgamento em liberdade.

Os dois são os únicos dos seis envolvidos no crime que ainda aguardam o julgamento, o mês. Todos os outros já foram condenados.

João Batista Domingos, o João Quentura, a 16 anos e seis meses; Carlos Vieira Gonsalez, a nove anos e seis meses; André Lima Silva, a 17 anos, e Carlos Ximenes Paiva, o autor do tiro, a 18 anos.

O crime- Alci foi assassinado a tiro dentro da própria caminhonete, em frente à casa de Cyntia, no bairro São Francisco, quando buscava os filhos para levá-los à escola, pro volta das 6h50min do dia 26 de outubro.

Ele e Cynthia estavam em litígio judicial e também brigavam sobre a paternidade do filho mais novo do casal. Alci teria descoberto que o menino não era filho dele.

O caso foi investigado duas vezes, sendo a segunda após a família da vítima ter descoberto provas contra os envolvidos.

Novas provas levam 6 à prisão por morte de empresário
Novas provas sobre o assassinato do pecuarista e empresário Alcir Pedro Arantes, ocorrido em 2006, levaram à prisão na semana passada de seis acusado...
Em MS, chance de ser morta é 34% maior para mulheres negras
Mulheres negras de 15 a 29 anos correm 34% mais risco de serem assassinadas que mulheres brancas, na mesma faixa etária, em Mato Grosso do Sul. O dad...


O julgament deste crime ja fora em seu 1º episodio julgado em transitado, tendo Cintia como inocente... porém por motivos politicos (como sempre) o caso teve um novo inicio, sendo que quem solicitou a prisão preventiva de Cintia foi o Andre Puccinelli, nao foi nem o juiz... esse crime é mais um caso politico e finaceiro... as pessoas que acusam Cintia, tem muito mais pontos positivos para serem os mandantes... mas a Justiça do Homem, ao Homem pertece e pelo Homem é administrada...
JUSTIÇA de verdade somente DEUS é quem faz ...
 
José Henrique em 16/03/2011 12:11:16
Nós homens de bem esperamos que esta safardana mofa na cadeia....
 
Marcelo Caldas silva em 16/03/2011 11:12:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions