A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

06/05/2018 11:10

Marquinhos diz que falta de pessoal atrapalha fiscalização de prédios

A Câmara de Dirigentes Lojistas vai acionar a Prefeitura e o Corpo de Bombeiros para que os prédios antigos abandonados sejam vistoriados

Viviane Oliveira e Anahi Gurgel
Marquinhos Trad e André Puccinelli (PMDB) saboreando um suco de laranja no Undokai (Foto: Anahi Gurgel)Marquinhos Trad e André Puccinelli (PMDB) saboreando um suco de laranja no Undokai (Foto: Anahi Gurgel)

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), disse que a falta de pessoal atrapalha fiscalização de prédios abandonados na cidade. A declaração foi nesta manhã (6) durante o Undokai, gincana promovida pela comunidade de origem japonesa na sede da Associação Nipo Brasileira.

Indagado sobre a questão de imóveis antigos abandonados na cidade a exemplo do que aconteceu em São Paulo, quando um prédio em condições assim ocupado por sem-teto desabou, o prefeito admitiu que a situação é complicada. “Tem muito a ser feito. Tem que manter uma rotina de fiscalização com seriedade. Porém, a Prefeitura não consegue fazer isso porque não tem efetivo de pessoal”, afirmou.

Ele falou também sobre o rombo da previdência que chega a ser de R$ 10 milhões em relação a pagamentos dos inativos. “Além desse rombo, 40% da população não paga imposto. Campo Grande poderia ter um aumento significativo da receita e serviços como pavimentação asfáltica de qualidade e postos de saúde de primeira linha. No entanto, muita gente não paga porque não acredita que haverá retorno.

Providência - Na última sexta-feira (dia 4), a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Campo Grande disse que vai acionar a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana) e o Corpo de Bombeiros para que os prédios antigos abandonados no Centro sejam vistoriados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions