ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Mato alto toma conta do Bairro Parati e moradores cobram prefeitura

Por Filipe Prado | 29/11/2013 17:55
Matagal toma conta da região do Bairro Parati (Foto: Cleber Gellio)
Matagal toma conta da região do Bairro Parati (Foto: Cleber Gellio)

O grande número de margens de vias públicas e terrenos tomado pelo mato alto no Bairro Parati está atrapalhando a vida dos moradores. Eles reclamam que o excesso de matagal nos canteiros, terrenos baldios e até na escola da região, pode trazer doenças, animais peçonhentos e cobram um programa de limpeza da prefeitura.

Na rua da Divisão, uma das vias mais movimentadas do bairro, os moradores comentam sobre o perigo, que os matagais trazem. “O mato está bem alto aqui, as árvores também atrapalham bastante. Esses dias eu fui atravessar a rua e não consegui ver uma moto, que estava vindo, e quase fui atropelada”, relata Adriana dos Santos, 36 anos.

Nos arredores da Escola Estadual Maestro Heitor Villa Lobos o matagal também já está tomando conta. Rhôda Barbosa, 50, comenta que só fazem a limpeza do terreno uma vez ao ano. “Depois que arrancaram umas árvores aqui, o mato começou a nascer no local. Então eles só limpam a área no começo do ano, quando começam as aulas”.

Ela ainda comenta que os moradores têm que limpar os terrenos da escola e também dos vizinhos. “Eu mesmo já carpi muito essa área, até a dos vizinhos também, mas hoje já não faço mais isso”, relata Rhôda.

Mas em todo o bairro há terrenos baldios com matagal alto, que, muitas vezes, são limpos pelos próprios moradores. “Há mais de seis anos a situação do bairro é essa, eles, normalmente, chamam meu avô para limpar os terrenos”, relata o estudante Marcos Paulo Lacerda, 15.

O estudante acha que a grande quantidade de mato no bairro pode trazer doenças para a população. “Ano passado meu cachorro ficou doente e morreu, e desconfio que ele contraiu alguma doença vinda destes matagais. Além das cobras, aranhas, e outros bichos que nós vemos aqui”.

A equipe do Campo Grande News não conseguiu entrar em contato com a Prefeitura, para saber sobre a limpeza no bairro.

Nos siga no Google Notícias