A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/11/2012 18:05

Mato invade calçadas no Carandá e atrapalha pedestres

Na extensão de pouco mais de 2,2 km da rua Vitório Zeolla, mais de 10 terrenos estão com mato nas calçadas

Helton Verão
Quase todos os terrenos e imóveis tem anúncios de venda (Foto: Rodrigo Pazinato)Quase todos os terrenos e imóveis tem anúncios de venda (Foto: Rodrigo Pazinato)
Praça no Carandá teve playground invadido pelo mato (Foto: Rodrigo Pazinato)Praça no Carandá teve playground invadido pelo mato (Foto: Rodrigo Pazinato)

O espaço que seria destinado ao tráfego de pedestres, quem toma conta é o mato, sem cuidado algum das residências ao longo da rua Vitório Zeolla, no bairro Carandá Bosque.

O Campo Grande News percorreu os pouco mais de dois quilômetros de extensão da via e encontrou mais de dez terrenos ou imóveis sem utilização, além de uma praça com o mato tomando toda a calçada, sem a possibilidade de que alguém caminhe ali.

A maioria deles com o anuncio de venda, e assim passam anos e anos até que alguém se disponha e interesse financeiramente pelo o espaço, que é um dos metros quadrados mais caros da Capital.

 

Dona Maria da Paz lamenta a falta de responsabilidade de alguns proprietários  (Foto: Rodrigo Pazinato)Dona Maria da Paz lamenta a falta de responsabilidade de alguns proprietários (Foto: Rodrigo Pazinato)

“Moro aqui há mais de 20 anos, e esse problema acontece em diversas regiões, não só aqui na Vitório (Zeolla), isso deixa nosso bairro mais feio. O dono desses terrenos deviam ser responsabilizados por esse falta de cuidado”, lamenta e reivindica a senhora Maria da Paz, de 76 anos.

Penalidades - O proprietário do imóvel, seja comercial ou residencial, é responsável pela conservação e manutenção da calçada. A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) fiscaliza e, se houver necessidade, notifica o proprietário para que seja feita a readequação.

Caso não sejam feitas as melhorias, o proprietário do imóvel pode ser multado e os valores variam de acordo com o caso. Além do mato, exigências como a rampa de acesso são responsabilidades do dono da área. A multa pode ultrapassar o valor de R$8.6 mil.



Moro aqui no Albuquerque, e na extensão da av noroeste, o mato já tomou conto da calçada, do ponto de onibus, e começa avançar pela rua. A nossa via morena é assim. Vou reclamar pra quem?
 
Gabriel SIlva em 18/11/2012 08:08:05
Aliás, as calçadas da cidade são horríveis. Se não é o mato, é a inclinição que faz com que os pedestres caminhem nas ruas, além de calçadas quebradas. Nota zero para a fiscalização da prefeitura. Quando será que alguém vai tomar providência?
 
nilza caruso em 16/11/2012 20:20:51
Isso não é só no Carandá,é na cidade toda,moro aqui no Monte Castelo e tem avenida que nem tem calçada e por isso temos que correr o risco andando na via próximo aos veículos.
 
Felipe Benites em 16/11/2012 20:10:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions