A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

09/10/2012 09:03

Médicos iniciam amanhã suspensão de atendimentos a planos de saúde

Paula Vitorino

A partir de amanhã (10), os médicos de Mato Grosso do Sul interrompem os atendimentos aos planos de saúde. A iniciativa é nacional, mas no Estado a categoria decidiu encerrar a paralisação antes, no dia 17. O término sugerido nacional era o dia 25.

Os profissionais também decidiram que o atendimento de urgência e emergência será realizado normalmente, sem interrupção. O retorno ao atendimento completo acontecerá no dia 18, data em que comemora-se o dia do médico.      

O presidente do Sinmed-MS (Sindicato dos Médicos), Marco Antônio Leite, explica que entre os principais motivo da paralisação está o baixo valor dos honorários pagos aos médicos, a interferência das operadoras na relação médico-paciente, e a definição de índices e periodicidade de reajuste, a serem previstos em contrato.

Em carta destinada à população, as entidades médicas esclarecem que “o movimento médico brasileiro tem buscado incessantemente o diálogo com as empresas da área de saúde suplementar, mas os avanços ainda são insatisfatórios, pois o que está em jogo é o exercício profissional de 170 mil médicos e a assistência a quase 48 milhões de pacientes”.

O Sinmed-MS afirma que nos últimos 10 anos os reajustes dos honorários médicos foram irrisórios, enquanto os planos aumentaram suas mensalidades bem acima da inflação.

Homem é baleado nas costas enquanto caminhava na 14 de Julho
Jovem de 23 anos foi baleado nas costas enquanto caminhava na Rua 14 de Julho, no Bairro Cabreúva, em Campo Grande. Hugo Vinícius Crisanto de Lima fo...
Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...


Não recrimino a reivindicação, mas sim, a forma de se fazer. Porque sempre quem é prejudicado é o cidadão.
É com tristeza que vejo quem um dia se formou e fez um juramento, tomar uma atitude dessas.
É lamentavel senhores doutores, porque não pensam uma maneira de prejudicar os planos e não o cidadão?
É minha opinião.
 
Adelibio Azambuja em 09/10/2012 15:51:11
Concordo com a reivindicação dos médicos, mas espero que este impasse seja logo resolvido, pois como consumidora/paciente sinto cada vez mais dificuldade em ser atendida utilizando o plano de saúde. Na verdade, os maiores prejudicados são os médicos e pacientes. Os médicos por não terem seu trabalho remunerado de forma justa e os pacientes que demoram para conseguir atendimento que, muitas vezes, é de qualidade questionável. Já o lucro das administradoras dos planos acredito ser, no mínimo, satisfatório.
 
Thaisa Lopes em 09/10/2012 10:42:00
Já pago muito caro em um plano de saúde que quase não utilizo,tomara que essa solicitação de reajuste não recaia sobre nosso salário.
 
Teresa Moura em 09/10/2012 10:22:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions