A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/08/2015 22:03

Médicos mantêm greve e exigem negociação salarial em agosto

Thiago de Souza e Alan Diógenes
Presidente do Sinmed-MS quer negociação salarial  em agosto. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Presidente do Sinmed-MS quer negociação salarial em agosto. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

O comando de greve dos médicos que atendem pela Rede Municipal de Saúde decidiu, no final da noite desta segunda-feira (24), manter a mobilização iniciada no último dia 15. A decisão saiu após assembleia na sede do Sinmed-MS (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. 

A reunião, com cerca de 70 profissionais, aconteceu à portas fechadas, para avaliar uma proposta feita pelo executivo municipal, na manhã de hoje (24), durante reunião na sede da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

O documento apresentado hoje para a comissão de greve propõe que a data para negociação salarial será em outubro, além da parceria de um grupo de seis médicos, sendo três da Sesau e três do Sindicato dos Médicos para, em conjunto, preencherem as escalas de plantões nas unidades 24 horas da Capital. 

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Jamal Salém foi apresentada uma proposta documentada do que é possível ser feito para a categoria acabar imediatamente com a greve, que dura 10 dias. A secretaria se baseou nas solicitações feitas pela categoria na última sexta-feira (21).

No entanto, os médicos grevistas exigem negociação salarial no mês de agosto e não em outubro, conforme proposto pela Prefeitura. Além disso, pedem que seja cumprida a Lei 190, artigo 70, que prevê o pagamento dos salários até o quinto dia útil, de cada mês. 

O presidente do Sinmed-MS, Valdir Siroma, falou pouco ao término da reunião. Ele não entrou em detalhes sobre o que ficou decidido em relação às escalas de plantões em aberto, outra reivindicação da categoria. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions