A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/03/2015 19:28

Menina que furou o olho em escola até hoje não recebeu auxílio da prefeitura

Alan Diógenes
Menina furou o olho em uma cerca danificada dentro da escola. (Foto: Arquivo)Menina furou o olho em uma cerca danificada dentro da escola. (Foto: Arquivo)

O caso da menina de 5 anos, aluna da Escola Municipal Bernardo Franco Baís, em Campo Grande, que perdeu a visão ao furar o olho direito em uma cerca danificada dentro da escola em novembro de 2013, ainda está correndo na Justiça. A família entrou com um processo para receber da prefeitura auxilio para o tratamento da menina.

Conforme o advogado da família, Leonardo Gasparini Nachif, a processo de reparação de danos morais aguarda análise do juiz e uma audiência ainda deve ser feita para estudar o caso. Segundo ele até hoje a menina frequenta o oftalmologista e precisa de uma ajuda de custo para continuar com o tratamento. “A prefeitura só disponibilizou o psicólogo para ela fazer um acompanhamento. Para não arcar com as despesas, a prefeitura sempre apresenta uma defesa quase nunca plausível”, comentou.

No dia do fato, a menina brincava com outras colegas no pátio da escola, durante intervalo de aula, quando esbarrou o rosto em uma cerca de arame que estava danificada e tinha uma ponta aguda sobressalente. A criança furou o olho e teve que ser socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Ela foi encaminhada para a Santa Casa, onde passou pela primeira cirurgia, a qual foi realizada peloSUS (Sistema Único de Saúde) e não teve custos. A operação foi feita no mesmo dia, algumas horas após o acidente.

A terceira e última cirurgia que a criança passou foi para retirar um ponto e custou R$ 2,5 mil, bancada por doações de amigos. Na declaração, a mãe afirma que não tem condições de arcar com todo o tratamento da filha. Ela e o marido são autônomos e trabalham com prestação de serviços.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Prefeitura para esclarecer a situação, mas as ligações não foram atendidas na noite desta quinta-feira (12).

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions