A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/02/2016 09:33

Merenda escolar será licitada somente depois de início das aulas do município

Pais denunciaram falta de alimentos nas creches; atividades começaram hoje

Mayara Bueno

As atividades nos Ceinfs (Centro de Educação Infantil) começaram nesta quinta-feira (11) e as aulas nas escolas municipais iniciarem em 15 de fevereiro, mas, o pregão para escolha da empresa que fornecerá a alimentação dos alunos acontecerá somente em 16 de fevereiro.

Conforme publicado no Diário Oficial do Estado, desta quinta-feira (11), na área destinada a publicações da Prefeitura de Campo Grande, o aviso de continuidade do pregão presencial nº 004/2016 chama as empresas participantes do processo licitatório “no dia 16 de fevereiro de 2016, às 8 horas, na sala de reuniões da Central Municipal de Compras e Licitações”.

O Executivo Municipal lançou a licitação em 20 de janeiro deste ano, fixando a data do pregão em 2 de fevereiro. Em 2015, a merenda escolar foi marcada por superfaturamento e até produto estragado em 2015. Questionada, o Executivo Municipal, por meio da Central de Licitação, não apresentou detalhes, nem explicou a qual fase se refere a convocação das empresas no dia 16.

Enquanto isso, alguns pais de crianças que voltaram as atividades nas creches, nesta manhã, denunciaram falta de alimentos e arrecadação ilegal de dinheiro, que seria usado para compra de brinquedos, em outras a situação parece ser diferente e até mesmo festas foram organizadas para receber as crianças no primeiro dia de aula.

A reportagem do Campo Grande News acionou a Prefeitura de Campo Grande. Em reposta, a assessoria de comunicação afirmou que o pregão em andamento não interfere no fornecimento de alimentos, "pois o município possui estoque suficiente em seu depósito". Acrescenta, ainda, que, caso outros alimentos sejam necessários, existe, em vigência, uma ata de compras para aquisição.

Relatório CGU - Em dezembro, relatório da CGU (Controladoria-Geral da União) referentes a meses anteriores – visitas de auditores a unidades de ensino foram feitas em meados de agosto, por exemplo – apontou sobrepreço de R$ 3 milhões na merenda escolar, na ata de preços 09/2015, que poderia resultar em prejuízo aos cofres públicos porque o contrato tem vigência até abril deste ano.

Kit escolar - A licitação do kit escolar também foi adiada. Prevista, inicialmente, para dia 5 de fevereiro, a data foi remarcada para 19 deste mês. A justificativa publicada no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) foi de o edital precisou passar por correção.

Com as fases do pregão que têm de ser cumpridas, como apresentação de propostas, análise e homologação, dificilmente o material escolar será entregue este mês para os alunos da rede municipal. Nos últimos três anos, as gestões municipais repassaram os kits somente depois de quase 100 dias de aula.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions