A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/05/2011 14:34

Família conta luta para prefeitura pagar CTI particular a paciente

Aline dos Santos
Família recorreu à justiça para que Ana Maria conseguisse vaga no CTI. (Foto: Arquivo Pessoal)Família recorreu à justiça para que Ana Maria conseguisse vaga no CTI. (Foto: Arquivo Pessoal)

A família da técnica de enfermagem Ana Maria de Paula da

Silva, de 30 anos, enfrentou angústia e sofrimento para conseguir que a paciente fosse transferida da sala de emergência da Santa Casa de Campo Grande para um hospital particular que lhe oferecesse um CTI (Centro de Terapia Intensiva) e, por tabela, chances de sobreviver.

Irmã da paciente, Ingrid Laura de Paula e Silva, de 24 anos, conta que na tarde do ultimo dia 18 encontrou a irmã na sala de emergência do maior hospital público do Estado.

A realidade a impressionou. “Tinha umas vinte pessoas numa sala pequena. Os enfermeiros usavam respirador manual. Toda hora morria gente”, relata. Ana Maria passou mal pela manhã, com parada respiratória e convulsão. Ela estava no primeiro dia de trabalho e foi socorrida por colegas, que acionaram o Samu.

No hospital, a família só conseguiu falar com o médico no fim do dia. Neste período, a paciente fez apenas um exame. “O médico disse que minha irmã sofreu traumatismo craniano. Mas argumentei que ela não tinha sofrido queda. Então, ele disse que poderia ser epilepsia”, relata Ingrid.

Depois, outro duro golpe. A irmã entraria na fila com outros 17 pacientes que esperam por uma vaga no CTI do hospital. “Meu marido é advogado e entrou na justiça para que a prefeitura pagasse uma internação na rede pública”, explica.

A mãe, diz que só chora, por conta do drama da filha.A mãe, diz que "só chora", por conta do drama da filha.

Luta - A liminar foi obtida na manhã do dia 19, mas a paciente só foi transferida para o Hospital do Pênfigo na noite de sexta-feira. Ingrid conta que ligava para os hospitais e verificava a existência de vagas. Já a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informava que não conseguia achar leito para internar a paciente.

A família pagou uma taxa de R$ 200 e levou um oficial de cartório até o hospital, que documentou que o Hospital do Pênfigo tinha três vagas para internação no CTI. Somente então a transferência foi feita.

“A parte mais difícil foi a resistência das pessoas em cumprir a determinação da justiça. Cada hora colocavam uma dificuldade, mesmo com a liminar nas mãos”, conta o advogado Sílvio de Almeida Silva. Somente a estadia na CTI custa R$ 4 mil por dia.

Ana Maria está sedada e passa por bateria de exames para descobrir o problema de saúde. Ela não está mais entubada e apresenta quadro de infecção pulmonar.

Ingrid lembra que a família tinha conhecimento sobre as leis e o caminho correto para acionar a justiça. “A impressão que dá é que é que as pessoas acham que a Santa Casa está fazendo um favor”.

A Santa Casa está com 12 leitos de CTI (Centro de Tratamento Intensivo) desativados por conta da falta de planejamento da direção do hospital na reforma do centro cirúrgico cardíaco e CTI 3.

Santa Casa está com 12 leitos de CTI inativos por falta de planejamento
A Santa Casa de Campo Grande está com 12 leitos de CTI (Centro de Tratamento Intensivo) desativados por conta da falta de planejamento da direção do ...
Justiça obriga Prefeitura a pagar hospital particular para paciente
Decisão da Justiça obrigou o Município de Campo Grande a pagar uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital particular para uma paciente que...


Acompanhei de perto a angustia da familia foram 3 dias de completo desespero, e a falta de respeito que o serviço público demonstra é inadmissível. Um detalhe que não sei se esqueceram de acrescentar, a infecção que ela apresenta, nos pulmões, foi adquirida na Santa Casa, ela não apresentava quadro algum de pneumunia.
 
Natasha Arraes em 27/05/2011 09:11:01
TUDO ISSO CITADO NESSA REPORTAGEM É VERDADEIRO, VIVENCIAMOS ESSA ANGUSTIA, ENTRAMOS NA EMERGÊNCIA E REALMENTE É UM CAOS, CONFORME VINCULA NUM MEIO DE COMUNICAÇÃO( AS IMAGENS) OS MATADOUROS ESTÃO COM MAIS HIGIENE, QUE ESSE LOCAL CHAMADO DE "SANTA CASA" QUE NA VERDADE PARECE UM INFERNO, PESSOAS AGONIZANDO. FIQUEI REVOLTADO, NÃO DÃO NOTICIAS, É PRECISO IMPLORAR PARA TER NOTICIAS FALAR COM UM MÉDICO, MUITAS VEZES NEM SABE DE QUEM FALA E MUITAS VEZES COM MUITA GROSSERIA ESTUPIDEZ. É UMA VERGONHA. FORA AS INFECÇÕES ADQUIRIDAS NAQUELA LUGAR. QUEM ESTA PASSANDO POR ISSO PROCURE SEUS DIREITOS, VÁ A JUSTIÇA. " MELHOR É CONSTRUIR O MAIOR AQUÁRIO DE AGUA DOCE DO MUNDO E ESQUECER DA SAÚDE. não se esqueça que prefeito e governador são médicos.
 
roberto mateus em 26/05/2011 10:59:21
Espera-se que tudo isso que está sendo divulgado pela imprensa não fique no esquecimento. É bom que todos se lembem na hora de votar nesses médicos que comandam nossa cidade e nosso Estado. Enquanto o povo morre nos hospitais públicos por causa da MÁ GESTÃO, o governo estadual gasta 80 milhoes no aquário.
 
Nelson dos Santos em 26/05/2011 10:04:58
Realmente é uma vergonha o que esta acontecendo com a saúde. Um jogo de empurra, uma pena, pois recursos para manutenção acho que são entregues. Na verdade é falta de competencia na administração e falta de ética mesmo, falta de comprometimento com o que se propos a fazer. Pena que a administração " diretores" não vão precisar de ser atendidos por eles mesmos, o dinheiro acumulado vai servir para que paguem pelo atendimento. Mas de uma coisa podemos, nós simples mortais, ter certeza, o julgamento de Deus. Essas pessoas não estão nessa posição por acaso. O que estão aprendendo nessa existência? O que vieram resgatar?
 
silvia dos santos pereira em 26/05/2011 07:33:02
Realmente estamos enfrentando uma crise sem igual na nossa saúde pública!!
 
Alex de souza em 26/05/2011 06:31:28
Ingrid, realmente lamento o que aconteceu com sua irmã, isso que vc falou é fato " vcs conhecem o caminho utilizando a lei................e os que mal sabem ler ?........continuam morrendo" mas não concordo em vc dizer que a Santa Casa está fazendo um favor, NÓS SIM ESTAMOS FAZENDO O FAVOR E SENDO CUMPLICES DESSA INTERVENÇÃO QUE NADA MELHOROU PARA NÓS CAMPOGRANDENSES.......UMA VERGONHA........
 
Dany Oliveira em 26/05/2011 05:44:57
Será que a família se atentou ao fato de que a pneumonia pode ser devido ao precário atendimento que teve no hospital? Mais gente vai pegar infecção e morrer se algo não for feito rápido. AMBU FOI FEITO PARA EMERGÊNCIAS, NÃO PARA SUPORTE VENTILATÓRIO PERMANENTE.
 
João Júnior em 26/05/2011 04:26:19
Verifica-se que na Santa Casa de Campo Grande está havendo um jogo de empurra-empurra político, visando o mal atendimento e com descaso da vida humana. Tal situação deve ser melhor apurada por um Conselho de Ética Médica do CFM (Conselho Federal de Medicina) pois, é inadimissível o uso de respirador manual (onde o técnico de enfermagem fica proibido de fazer suas necessidades fisiológicas), sendo que existe respiradores artificiais disponíveis e sem uso.
 
Jane Oliveira em 26/05/2011 04:17:46
isso é uma vergonha.onde esta o dinheiro do nosso imposto?
 
teresa veloso em 26/05/2011 03:27:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions