A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

30/06/2013 16:33

Mesmo com filho pagando material, cirurgia é adiada 10 vezes no HU

Helton Verão
Família já desembolsou quase R$ 2 mil nos materiais para a cirurgia do seu Ivanir (Foto: Clber Gellio)Família já desembolsou quase R$ 2 mil nos materiais para a cirurgia do seu Ivanir (Foto: Clber Gellio)

Um senhor de 70 anos já está há 30 dias esperando cirurgia no HU (Hospital Universitário). Neste período, a operação foi desmarcada 10 vezes, primeiro por falta de material, diz a família. Para resolver o problema, o filho do paciente comprou o que era necessário. Mas agora, a justificativa é que parte do teto quebrado no Centro Cirúrgico impede o procedimento.

O paciente, Ivanir Gonçalves, tem uma fratura no fêmur. Ele veio de longe, de uma fazenda próxima a Costa Rica, quase na divisa com o estado de Goiás. Ele sofreu um acidente enquanto podava uma árvore em sua propriedade.

“Ele ficou por oito dias no corredor do (HU), agora está no quarto, mas sempre fica nesta promessa que a cirurgia irá acontecer amanhã de manhã. Ele fica de jejum todo dia esperando que ela aconteça”, desabafa o filho, Adevanio Gonçalves, de 28 anos.

Segundo ele, médicos e enfermeiros falaram a princípio da falta de materiais e da demora que aconteceria para licitar novos. Então a família se propôs a comprar do próprio bolso.

“Pedi a lista de materiais e mesmo sem condições eu comprei. Aí não queriam aceitar por uma questão de burocracia. Tive que mandar pela empresa que distribui ao HU para chegar os materiais até ele. Agora aconteceu o problema do teto. Mas diz que vão operar meu pai amanhã (1º) cedo”, conta Adevanio.

A esposa de Ivanir tem revezado com o filho todos esses dias nas visitas e no acompanhamento do marido. A família dependeu de “vaquinha” e ajuda para primeiro trazer o paciente para a Capital e agora para a mulher ficar aqui. “Vários amigos e conhecidos precisaram ajudar”, conta a esposa.

A família disse que tentou desde o início falar com a diretora do HU, mas após duas semanas conseguiu falar apenas com a assessoria do hospital. “Estou muito revoltado, a minha vontade é de protestar, já que é um serviço público. Mas se fizer isso é pior para minha família que tem um paciente para cuidar lá dentro”, comenta Adevanio.

 

 

Jussara lembra que no ano passado, quando ele ficou no HU, chegou a passar  21 dias nos corredores (Foto: Cleber Gellio)Jussara lembra que no ano passado, quando ele ficou no HU, chegou a passar 21 dias nos corredores (Foto: Cleber Gellio)

Nas macas - O cenário descrito por mãe e filho é o pior possível dentro das instalações do HU, são macas e pacientes espalhados pelos dois lados do corredor.

“É assustador os corredores do hospital. Graças a Deus ele já está no quarto onde é melhor assistido”, conta a esposa do paciente Flávio Cirino, de 38 anos, a autônoma Jussara Ortiz, de 43 anos.

Segundo Jussara, várias macas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do Corpo de Bombeiros estão retidas com pacientes pelo corredor. “Isso prova que está faltando estrutura ao hospital”, ressalta a autônoma.

O marido de Jussara sofre com pedras na vesícula e agora está com pneumonia também. Sobre a informação das macas retidas, o Campo Grande News tem a informação que pelo menos quatro do Samu estavam retidas na tarde de hoje no HU.



ola amigos e amigas isso e mais que uma vergonha onde ja se viu gastar quase quarenta e dois bilhões isso foi o valor que eu e vocês pagamos para fita só para a divulgação e construções dos estádios dos jogos e outra coisa construir um aquário em campo grande te pergunto e melhor isso ou uma saúde melhor. hospital como o hu deixar te fazer cirurgia porque não tem material cirúrgico e ai nossos representantes que eu e você votamos neles para resolver este tipo de situação outra coisa que nós tenos que resolver e nossos políticos ganhar o tanto que ganha sera que o dinheiro de comprar os material que falta nos hospital pode estar ai.
 
Adevânio Souza em 02/07/2013 21:54:49
Vocês não vão falar sobre a matéria com a Secretária de Saúde????
 
Fernanda Souza em 01/07/2013 14:46:00
EU SEI BEM OQUE VOCÊS ESTÃO PASSANDO ISSO É UMA VERGONHA ,MEU PAI FRATUROU O BRAÇO EM 4 LUGARES NO FINAL DO ANO,FICOU 18 DIAS INTERNADO COM 15 DIAS NINGUÉM RESOLVIA NADA .FUI EM BUSCA DE INFORMAÇÕES MAS COM CALMA NÃO RESOLVE NADA PRA COMEÇAR A DIREÇÃO FICA BEM ESCONDIDA É UM LABIRINTO PRA VOCÊ CHEGAR ATÉ LA , NEM TINHA LICITADO A PLACA E NÃO TINHA PREVISÃO DE QUANDO IRIA FAZER ME PROPUS A COMPRAR A PLACA CUSTAVA 5 MIL,MESMO ASSIM NÃO QUERIA ACEITAR SÓ SE EU FIZESSE UM TERMO DE DOAÇÃO CLARO PRA NÃO FERRAR ELES DEPOIS.ME INFORMEI ESSA PLACA TINHA EM UMA OUTRA UNIDADE HOSPITALAR QUE PODEIRA FAZER O EMPRÉSTIMO ELES QUERIA QUE O PACIENTE INTERMEDIASSE O EMPRÉSTIMO PENSA NÃO FOI FÁCIL MAS SÓ SAI DE LÁ QUANDO FINALMENTE VEIO A CONFIRMAÇÃO DA CIRURGIA, EU ESTAVA MUITO BEM ORIENTADA ANTES IR ATÉ LÁ
 
Fátima P. Ferreira em 01/07/2013 14:37:52
Temos que ir as ruas pessoal so la nossa voz ecoa,nao adianta fazer comentarios ficar se lamentando ninguém vai ligar ,quando tds os brasileiros não so uma pequena parte ,forem as ruas ganharemos forças,vamos revindicar vamos protestar de forma pacifica e claro!
 
crsitiannne lima em 01/07/2013 13:43:40
crimes que causam prejuizo à vida humana nao devem ser tratados como erro de gestao
ou desvio de recursos sào simplesmente crimes cometidos por pessoas que devem ser tratados como criminosos . E a pergunta é quantos pacientes morreram por casa desses
" erros de gestão".
 
carlos moreira em 01/07/2013 13:13:49
Sou servidora no HU, fazem 30 anos, e realmente, estamos vivendo num caos, queremos trabalhar, mas estamos impedidos de faze-lo, uma vez que varios setores estao interditados, os centros cirurgicos, estao alagados, caindo o gesso..camas no corredor, maternidade vazia, sem poder dar atendimento as pacientes que procuram o Serviço. NAO 'E SO A POPULAÇAO QUE ESTA INDIGNADA, NOS TAMBEM..Nao sei se conhecem nosso REFEITORIO e um barracao, daqueles tipo usados em situaçao de emergencia ou de guerra( em tempos passado).Gente sao tantas coisas, que se for descrever, voces vao cansar de ler. Pensa na tristeza, sabe parece ser o final do tunel e sem luz,O CAOS ESTA INSTALADO NO HU E.
 
ana nogueira em 01/07/2013 12:26:22
O hu vem sendo administrado por pessoas totalmente despreparadas, que nunca administraram nem uma banca de revistas, são pseudos gestores, que estão ali não se sabe porque. Saúde é coisa seria, requer gestores preparados, experientes e com profundo conhecimento de gestão hospitalar. Chega de incompetência, de enganação, cadê o MPF nestas horas? cadê o Ministério da Saúde? cadê o respeito pelos pacientes, cidadãos e usuários do hospital? É uma vergonha.
 
josue alessandro em 01/07/2013 09:52:42
E o Ministério Público Federal?
 
BRUNO RIBEIRO VILLELA em 01/07/2013 09:30:37
Trabalho no HU. Realmente o centro cirúrgico está interditado, pois apesar de terem gastos milhões com a troca da cobertura do hospital, incluindo a do centro cirúrgico, está chovendo mais nas salas cirúrgicas do que la fora.
É fácil constatar, pois logo no corredor de entrada do centro cirúrgico há um grande tambor embaixo de uma goteira, bem visível para quem passar pelo corredor principal do hospital. É só fotografar e verão.
 
Carlos henrique em 01/07/2013 08:49:54
Este senhor Ivanir é meu sogro, e nós da família estamos todos revoltados porque, simplesmente somos enganados todos os dias, ficamos na esperança que ele seja operado, mas dias após dias e nada acontece, você pode imaginar o que é uma pessoa ficar deitada por mais de trinta dias, sem poder se mexer, não conseguimos entender o que está acontecendo, no hospital o risco do sr. Ivanir pegar uma infecção é muito grande, nós queremos uma solução para estes problemas, afinal pagamos impostos a vida inteira e quando precisamos de um retorno é isso que nos acontece, QUE PAÍS É ESTE, QUE SÓ TEM DINHEIRO PÚBLICO PRA FUTEBOL, ISTO É UMA VERGONHA, precisamos de uma resposta urgente!
 
Andre Luiz Ferreira em 01/07/2013 06:21:49
Com a palavra, a nova administração.
 
Alicio Mendes em 01/07/2013 02:58:45
TETO QUE CAI, VAZAMENTOS, SUJEIRA, MACAS POR TODOS OS LADOS. VAMOS CONSTRUIR UM HOSPITAL NOVO, É BEM MELHOR.
POR QUE ESSE AÍ... TÁ DIFÍCIL, SÓ TEM PROBLEMA.
 
JULIO JUNIOR em 01/07/2013 00:32:17
"Tive que mandar pela empresa que distribui ao HU para chegar os materiais até ele".
Alô CPI da Saúde...olha o golpe aí...onde já se viu um hospital do SUS exigir que o paciente compre material pra cirurgia!!!!!
 
Marcos Silva em 30/06/2013 23:40:33
Isso é uma vergonha, num país que vai sediar COPA DO MUNDO, por isso estão todos revoltados e com razão, pra investir em saúde falta verba, mais pra COPA DO MUNDO estão esbanjando. E quando a copa do mundo acabar as pessoas vão se tratar onde, em um ESTÁDIO??
 
Daniele Leite em 30/06/2013 22:21:45
Será que o povo não estão percebendo que nossa capital cresceu. Precisamos de mais leitos, os hospitais não estão suportando tanto doentes. Criaram os upas para desafogar e solucionar e acabaram achando outro ( samu) trazendo doente, não importando se tem vaga ou não, se vai ficar no corredor, sentado ou nas macas, o que ninguém merece. Acorda povo, tem muitos políticos pra ser sustentados, e não são baratos não. Senhor governador pra quê mais 3 secretarias. Porque não pensar na saúde e construir mais hospitais em nossa capital. O povo merece respeito. Cadê o dinheiro da saúde. Reforma política já. Menos políticos e menos partidos.
 
Vera Souza em 30/06/2013 21:28:51
Isso vergonhoso, absurdo a saúde em Campo Grande! Falta de respeito com ser humano! Vamos lá Bernal, ta na hora interromper obra do aquário, parque, chega de lazer. Pra quê lazer, cidade bonita, se povo tá morrendo nos corredores de hospital. Vamos investir na saúde, faz a diferença aí! Mostra para o povo que você pode e consegue, lá junto ao Secretário de Saúde fazer algo por essa cidade.
 
Rosilene Leonel em 30/06/2013 20:25:07
É UMA VERGONHA, TÔ REVOLTADA, MEU MARIDO FICOU UMA SEMANA NOS CORREDORES, O POVO TERÁ QUE PROTESTAR LÁ DENTRO, DAR UMA DE LOUCO! QUEM SABE OS MÉDICOS E AS AUTORIDADES TENHAM UMA SOLUÇÃO, ISSO É MUITO TRISTE.
 
Joaquina Alves em 30/06/2013 20:18:27
Eu conheço de perto as condições desse hospital, é desumano, triste, lamentável as condições que os pacientes são atendidos. Sujeira se espalha, macas pelos corredores, mau cheiro. Tive a oportunidade de assistir tudo isso quando meu sobrinho estava lá internado. É triste e lamentável assistir a propaganda que o Governo do Estado fabricou e pagou para ser transmitida via televisão que o Hospital Regional recebeu altos investimento s e que os pacientes são felizes com as condições ofertadas. ACORDA BRASIL, PRECISAMOS DE SAÚDE COM QUALIDADE, HUMANIDADE...
 
METILDE PAZINI em 30/06/2013 18:59:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions