A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

19/02/2016 10:55

Ministra diz que estudantes podem ser eficazes no combate a dengue

Leonardo Rocha e Antonio Marques
Ministra e Bernal lançam projeto que pede ajuda de estudantes no combate a dengue (Foto: Fernando Antunes)Ministra e Bernal lançam projeto que pede ajuda de estudantes no combate a dengue (Foto: Fernando Antunes)
Ministra Tereza Campello durante discurso na escola Senador Rachid Saldanha Derzi (Foto: Fernando Antunes)Ministra Tereza Campello durante discurso na escola Senador Rachid Saldanha Derzi (Foto: Fernando Antunes)

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, afirmou, durante o lançamento do projeto "Agente Mirim Antidengue", na Escola Municipal Senador Rachid Saldanha Derzi, no bairro Noroeste, que os estudantes podem ser muito eficazes na fiscalização e cobrança aos pais, para façam a devida limpeza nas residências, evitando focos do mosquito Aedes Aegypti.

Campello ressaltou no discurso que os estudantes podem ser o "melhor Exército" para combater o mosquito da dengue, já que, além de fiscalizar sua própria casa, podem conscientizar os pais sobre ações que contribuam para o combate a epidemia. "São 56 milhões de estudantes que irão fazer este trabalho dentro de casa, cobrando os familiares, para não dar espaço para focos da dengue".

A ministra este no evento acompanhada pelo secretário nacional de Educação Básica, Manoel Palácios, pela secretária nacional de Assistência Social, Ieda Cássio, assim como o prefeito Alcides Bernal (PP). Ela ressaltou que estas atividades nas residências podem ser muito eficazes, já que a maioria dos focos estão nas casas e não em terrenos ou áreas abandonadas.

Durante o lançamento do projeto, foi revelado que os estudantes que desempenharem bem estas atividades irão receber um diploma de "agente mirim contra a dengue". Esta ação faz parte inclusive da campanha nacional realizada pelo Ministério da Saúde.

O prefeito Alcides Bernal (PP) também declarou que as atividades de fiscalização continuam, com 2.500 agentes de saúde e seis mil servidores à disposição, lembrando que aqueles que não limparem terrenos e casas serão notificados e podem pagar multa de R$ 2 mil até R$ 8 mil.

A prefeitura ainda prevê a limpeza dos locais, se for necessário, fazendo a cobrança depois ao proprietário. "Eu prefiro ser criticado por sujismundo, do que deixar de fazer o trabalho de prevenção", disse Bernal. Ele ainda citou a importância da parceria entre os poderes, sem qualquer revanchismo partidário.

Bernal apresenta diploma que será entregue aos agentes mirins (Foto: Fernando Antunes)Bernal apresenta diploma que será entregue aos agentes mirins (Foto: Fernando Antunes)
Ministra diz que estudantes podem fazer a diferença e cobrar os pais (Foto: Fernando Antunes)Ministra diz que estudantes podem fazer a diferença e cobrar os pais (Foto: Fernando Antunes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions