A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/04/2016 16:43

Mistério ronda caso de incêndio em apartamentos de casa noturna

Antonio Marques
Na boate, além do muro alto, portões e portas  estavam fechados durante o dia (Foto: Marcos Ermínio)Na boate, além do muro alto, portões e portas estavam fechados durante o dia (Foto: Marcos Ermínio)

O incêndio ocorrido no início da noite de terça-feira (19) em três apartamentos da Boate Enigma, na Vila Manoel Taveira, região norte de Campo Grande, está cercado de mistérios. Além dos donos não falarem com a imprensa, nem a Polícia Civil quer comentar o assunto. As informações até o momento estão restritas ao boletim de ocorrência e indicam uma ação criminosa.

A reportagem esteve no local pela manhã e à tarde, mas os portões da boate estavam fechados e os vizinhos não sabiam de nada. Um apenas informou que houve movimentação dos Bombeiros na noite de ontem e da polícia na manhã de hoje.

Conforme o boletim de ocorrência, o delegado João Eduardo Santana Davanço esteve no local do incêndio acompanhando o trabalho da equipe de perícia. No levantamento feito, os peritos encontraram uma caixa de fósforo no estacionamento e um frasco de alcool próximo a um dos quartos que foi atingido pelo fogo.

Segundo relato da pessoa que registrou o boletim na Depac Centro, na noite de ontem, o incêndio teria acontecido por volta das 18h30min dessa terça-feira. A comunicante disse que o fogo atingiu três apartamentos e a parte externa próximo à piscina da boate. Foi comunicado ainda que havia no local vários palitos e caixas de fósforos jogados pelo chão, o que denunciava ser um ato criminoso.

A reportagem esteve na Depac Centro na tarde desta quarta-feira procurando o delegado João Eduardo Davanço, mas ele informou por meio de um agente não poderia falar sobre o assunto por estar em outro atendimento no momento, orientando a equipe a se dirigir à 7ª Delegacia de Polícia, que está responsável pela investigação do caso.

O Campo Grande News ligou na 7ª Delegacia, mas a atendente disse que o delegado titular Geraldo Marim Barbosa não poderia falar com a imprensa em razão de estar em atendimento a um flagrante de prisão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions