A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

20/01/2015 17:51

Monitor que tentou salvar estudante em rio vira "papai herói" em casa

Ricardo Campos Jr.
Apesar da atitude corajosa, Jurandir não se considera um herói (Foto: Marcos Ermínio)Apesar da atitude corajosa, Jurandir não se considera um herói (Foto: Marcos Ermínio)

Enquanto muitos filmavam e outros apenas assistiam a estudante Victória Nunes Fretes, 17 anos, ser levada pela correnteza do rio Anhanduí após um acidente de trânsito, em Campo Grande, o monitor de segurança Jurandir Ferreira dos Santos decidiu fazer a diferença e tentar dar à vítima pelo menos uma chance de sobreviver. Agarrou-se à raiz de uma árvore, saltou no fosso por onde passa a água e retirou a jovem, que infelizmente não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois, no hospital.

Agora, o trabalhador recebe elogios por onde passa, virou o orgulho da família e o “papai herói” para o filho de 7 anos.

“Fiz apenas o que todo cidadão deveria ter feito”, disse em entrevista ao Campo Grande News. A vítima estava na garupa de uma moto guiada pelo namorado Tiago Ângelo de Lima, 22 anos, com quem tinha um relacionamento há cerca de um mês. Testemunhas dizem que o rapaz empinava o veículo quando perdeu controle da direção e bateu em uma árvore. Com o impacto, a passageira foi lançada.

“Eu estava a trabalho. Estava passando pelo local. Vi aquela aglomeração de pessoas e perguntei o que era. Eu olhei e questionei se ninguém ia fazer nada. Não pensei duas vezes em pular lá dentro e dar um jeito de tirar ela de lá”, relata.

Durante o salto, ele machucou um dos pés. “Na hora, foi só uma dor. Eu estava mais preocupado com a moça”. A vida de Victória estava nas mãos dele, por um triz. “Eu não estava pensando em mais nada. Na hora em que eu a tirei de lá, ainda estava viva, tinha pulso”, conta.

Jurandir trabalha como monitor de segurança (Foto: Marcos Ermínio)Jurandir trabalha como monitor de segurança (Foto: Marcos Ermínio)

Sem querer virar centro das atenções, foi embora logo após a chegada do resgate, com sentimento de dever cumprido. À noite, já em casa, recebeu ligação de amigos contando que a mídia já estava divulgando a morte da garota. “Fiquei bastante triste. Eu estava torcendo muito por ela. Tinha esperanças de que sobrevivesse”.

O monitor atribui a atitude ao instinto e diz que a história poderia ter sido diferente se outra pessoa tivesse feito o mesmo com mais antecedência. “Eu não vi o acidente, mas se eu tivesse visto, já teria tirado ela de lá e talvez ela não morreria, mas é a conduta de cada um, de todo cidadão. Mesmo que tenha um pouco de medo, ver uma pessoa naquela situação, não pode ficar só olhando”, conclui. Jurandir diz que foi ao velório da adolescente e lá recebeu agradecimento dos parentes dela pela atitude.

Revolta – Victória foi enterrada nesta segunda. Parentes dela, além de abalados, cobram Justiça diante da atitude do condutor da moto. “Nós ficamos sabendo que esse rapaz é irresponsável e inconsequente”, lamentou a tecnóloga em Radiologia, Gisele Fretes Rodrigues, 43 anos, tia da vítima.

Segundo ela, parentes viram a jovem com vida no almoço de domingo na casa de parentes da mãe. O namorado foi buscá-la de moto no local e então houve o acidente. Tiago foi encaminhado para a Santa Casa e não corria risco de morte. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Bombeiros chegaram logo após o monitor retirar o corpo da menina de dentro do rio (Foto: Marcelo Calazans)Bombeiros chegaram logo após o monitor retirar o corpo da menina de dentro do rio (Foto: Marcelo Calazans)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions