ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Moradora denuncia policial por atirar em rottweiler

Cadela teria fugido de casa e ao se aproximar do pitbull de casal foi atingido por tiro

Por Mirian Machado | 16/05/2022 15:53

Dandara Fernandes Luiz, de 26 anos, está transtornada após a cadela de estimação da família, a rottweiler Zarah, de 4 anos, ser atingida por tiro, na manhã de domingo (15), no Bairro Nova Campo Grande. Segundo a mulher, um policial militar foi quem disparou contra o animal.

Ao Campo Grande News, Dandara contou que o casal, o PM e a esposa, passeava pela rua com um pitbull, quando por circunstância ainda desconhecida, Zarah saiu fugiu e foi em direção ao outro cão. “Não sei se abrimos o portão sem querer, ou o que aconteceu, mas escutei o tiro. Achei que tivesse sido pra cima, mas quando cheguei perto, vi que ele tinha atirado na minha cachorra”, contou ainda desesperada com a situação.

A família explicou que nunca tinha visto o casal, porém descobriu que eles moram no bairro. A dona do animal disse ainda que a família foi ameaçada pelo dono do pitbull. “Ele começou a gritar dizendo que minha cachorra quase matou o dele e que ele voltaria pra pegar a gente”, contou.

A polícia foi acionada e o pai de Dandara, assim como o casal, foram levados para a delegacia. Zarah foi levada ao veterinário. “Eu estou aqui com ela. O tiro atingiu a barriga dela. Ela vai passar por raio-X e vai fazer exames”, explicou.

"Somos pessoas de bem e este indivíduo é um policial completamente despreparado. Vamos procurar a Corregedoria. Estamos com medo porque ele fez ameaça dizendo que 'depois ia voltar lá'. Nós vamos procurar um advogado para que essas pessoas desequilibradas paguem todo o tratamento da nossa cachorra", concluiu.

Zarah foi atingida por dois tiros e levada ao veterinário. (Direto das Ruas)
Zarah foi atingida por dois tiros e levada ao veterinário. (Direto das Ruas)

Outro lado - Em depoimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, o policial militar afirmou que passeava na rua com o pitbull e quando passou em frente à casa de Dandara, o portão estava aberto. A cadela atacou o cachorro dele, um filhote de 5 meses, e para apartar a briga, ele atirou no chão. O PM alega não ter visto que a rottwailler ficou ferida e diz que avisou os donos da cachorra que "voltaria mais tarde" para conversar, depois de socorrer o pitbull.

*Matéria alterada no dia 20 de maio de 2022 às 15h34 para correção de informação e acréscimo da outras versão dos fatos.

Nos siga no Google Notícias