A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/09/2013 18:02

Moradores acusam Base Aérea de aterrar córrego e destruir área de lazer

Lidiane Kober e Elverson Cardozo
Moradores querem a recuperação do córrego para manter área de lazer no Bairro São Conrado (Foto: Marcos Ermínio)Moradores querem a recuperação do córrego para manter área de lazer no Bairro São Conrado (Foto: Marcos Ermínio)

Moradores do Bairro São Conrado acusam a Base Aérea de aterrar córrego, conhecido como Buriti Lagoa, e de acabar com a diversão da população da região. Com uma cascata, somada a área verde, o espaço é ponto de encontro dos moradores para “se refrescar e descansar nos fins de semana”.

A pequena represa, de acordo o aposentado Osvaldo Silva, 62 anos, que mora desde 1991 no bairro, até 30 dias atrás, contava com cerca de dois metros de profundidade e com uma pequena cascata. “A criançada se divertia lá”, comentou. “Agora, eles estão querendo matar o rio”, disse, fazendo menção à Base Aérea.

Segundo os moradores, a Base, que fica a frente do rio, localizado na Rua Praia Grande, próximo ao Ceinf (Centro de Educação Infantil) Irmã Judith Bandeira, está “jogando terra” no local. “O que a gente quer é que a prefeitura veja que estamos à disposição para ajudar a salvar isso aqui”, disse Samir Espindola, de 35 anos e eletricista.

Ele destacou que o espaço é costumeiramente usado pelos moradores para “descansar e se refrescar” em meio ao um ambiente de área verde. “Seria muito bom se a prefeitura desenvolvesse um projeto, em parceria com a comunidade, para garantir a conservação do local”, comentou.

O lavrador Eranildo Martins, 54 anos, mora na região há 15 anos e também almeja a manter o espaço e bem cuidado. Ele, inclusive, admite que moradores não colaboram ao jogar lixo no local. “Aonde não tem cuidado, todo mundo faz errado”, alertou. “O ideal seria ter alguém para cuidar do espaço verde”, emendou.

Procurada, a assessoria de imprensa da Base Aérea não atendeu ligação da reportagem do Campo Grande News para se manifestar sobre a acusação dos moradores.



e da sua tambem MARIA JOSE, não sabe oq comentar? não comente, não perca seu tempo...
 
ronaldo aranda em 28/09/2013 11:07:20
Acredito eu que ambas as partes estão erradas,os militares de aterrar o local,e a população toma banho la,pois ali pelo visto teria que ser uma reserva natural e não um termas para o povo.
 
rodrigo rocha em 28/09/2013 08:03:11
Cabe uma boa multa aos destruidores da natureza. Multa pesadíssima. Vai ser duro receber, mas acho que a prefeitura vai notificar os destruidores do córrego. Será que os responsáveis não têm conhecimento da gravidade do fato???
 
jose rodrigues em 27/09/2013 23:15:08
Amigos, estão loucos? Esse local é DENTRO da Base Aérea, não tem como desenvolver uma "área de lazer" ali. Além disso, a água não é limpa, cai todo tipo de sujeira. Frequentemente o pessoal da Base vai lá e toca o povo, que acaba voltando. No final dos anos 90 um menino se queimou com um objeto usado em instruções militares. Cuidado, não deixem seus filhos irem lá, não é um local seguro! É ÁREA MILITAR!
 
João Dias em 27/09/2013 21:33:25
Aproveitando o ensejo, procurem saber o que aconteceu com a mina de água que tinha atrás do murro da Base no começo do Bairro Oliveira....a Base comeu???
 
cristiana rosa em 27/09/2013 21:13:47
PRIMEIRO AREA MILITAR NÃO É LUGAR PARA DIVERSÃO.
SEGUNDO ALI SÓ SERVE DE ACONCHEGO PRA VAGABUNDO FUMAR MACONHA
TERCEIRO PRA GURIZADA NAMORAR EM BAIXO DA PONTE
QUARTO E ULTIMO ALI NAUM DA PRA TOMAR BANHO TEM COBRA E UM MONTE DE BICHO MORTO, SEM CONTA O LIXO QUE A PRÓPRIA VIZINHANÇA JOGA.
 
ELAINE CRISTINA DA SILVA em 27/09/2013 19:37:23
O que ninguém fala é que essa área que reclama, esta DENTRO da área militar. A terra vem de ANOS de acumulação na calha d'água que vem desde o aeroporto. São detritos que apareceram com o tempo e que naturalmente descem a essa "calha" que direciona a água para o local. Essa área sempre foi de muita briga entre população e militares. O que se deve fazer é um local de lazer novo e bem planejado para a população. A água deste córrego é carregada por detritos de borracha da pista de pouso e resíduos de óleos diversos que podem ser oriundos de vazamentos ou suspiros das aeronaves que utilizam a pista do aeroporto. Repito, deve se fazer um local apropriado para o lazer da população que cerca a Base Aérea e não simplesmente reclamarem que uma área MILITAR não esta propiciando o lazer do povo.
 
Williams Gomes em 27/09/2013 18:46:35
Lindo ponto turístico da cidade do prefeito Alcides Bernal!
 
Maria José em 27/09/2013 18:33:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions