A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/02/2011 19:30

Moradores fazem “barricadas” para evitar prejuízo com as chuvas

Marcio Breda e Paula Vitorino

No bairro Santo Antonio, enxurrada invadiu casas e empurrou carros

Na casa do médico veterinário Humberto Brigato Junior, objetos são colocados na porta para evitar que casa seja inundada (Foto: Simão Nogueira)Na casa do médico veterinário Humberto Brigato Junior, objetos são colocados na porta para evitar que casa seja inundada (Foto: Simão Nogueira)

As constantes inundações no bairro Santo Antonio, em Campo Grande, fizeram com que os moradores criassem alternativas para não perderem mais móveis a cada temporada de chuvas. Barricadas e elevações na entrada das casas impedem prejuízos maiores, mas os alagamentos nas ruas continuam sem solução, como ocorreu nesta tarde (17).

Na casa do veterinário Humberto Brigato Júnior, de 43 anos, a água entra no terreno, mas não na casa. Ele teve de elevar a entrada do imóvel para que a inundação não alcance mais os móveis. Porém, em chuvas mais fortes, a água chega a brotar pelos ralos por falta de drenagem adequada.

Na Rua Antonio João Ferreira, o bar de Sebastião Francisco da Silva ficou parcialmente alagado. A água subiu pela calçada, invadiu uma varanda onde ficam as mesas e cadeiras para os clientes, mas não chegou a entrar no estabelecimento, local onde fica mesas de sinuca.

Sebastião disse que a situação é frequente. "A rua sempre vira um rio, mas já me previno quando começa a chover", relata o comerciante.

A dona de casa Marvina Pinheiro Mariano inaugurou hoje seu armário novo. No último sábado, a enxurrada entrou na casa dela e destruiu o móvel. Para impedir novos prejuízos, ela tapou os ralos do banheiro - por onde a água invade sua residência - e montou comportas improvisadas nas entradas da casa.

Uma comporta de ferro, com vedação de borracha, custa R$ 800, valor que Marvina não dispõe no momento. A dona de casa está se programando para instalar o recurso e evitar transtornos quando a próxima chuva vier.

“Mesmo assim a rua enche de água, que vem do Colégio Militar. A Prefeitura é omissa e o IPTU caríssimo”, desabafa Marvina.

Mas mesmo com o trabalho dos moradores, a enxurrada causou prejuízos ao proprietário do GM Corsa placas NRJ-6163. O carro estava estacionado na esquina das ruas Promissão e Taquari quando a enxurrada o atingiu. A água chegou a alcançar 15 centímetros dentro do carro. Ao ser rebocado, deixou uma poça de óleo no local.

Por conta do problema constante com as enchentes, uma moradora, que preferiu não se identificar, já decidiu que vai mudar de bairro.

Amanhã, um grupo de moradores se reúne amanhã (18), às 19h30, com representantes da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) para discutir o que pode ser feito juridicamente para que o problema seja resolvido.

Chuva alaga casas e faz carros baterem em árvores no bairro Santo Antonio
A chuva da tarde desta quinta-feira, que atingiu algumas regiões de Campo Grande, causou transtornos e prejuízos para famílias dos bairros Santo Anto...
Homem é agredido e sofre afundamento de crânio na Júlio de Castilho
Márcio Ferreira dos Santos, 31 anos, foi agredido e sofreu afundamento de crânio, na noite de ontem (13), na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Gra...
Ceinf recebe nesta quinta parque de pneus construído por detentos
Acontece nesta quinta-feira (14), a partir das 8h no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Rafael Abraão - CAIC Aero Rancho, a entrega do parque constr...


É uma vergonha,
Será que na obra tão sonhada da Avenida Julio de Castilho está previsto um tratamento melhor das águas fluvial que desce da parte alta da Julio de Castilho?????

 
Alberto Burlamaqui em 18/02/2011 10:18:45
Isso são as consequências de um modelo que privilegia o asfalto e o petróleo, o cimento e a argamassa, o lucro e a exploração. Enquanto todos (cidadãos e Poder Público) não se conscientizarem da necessidade de medidas que contribuam para a conservação do meio ambiente, sentiremos na pele, cada vez mais, a força da natureza.
 
Gilberto Ramos em 18/02/2011 08:52:44
Nossa, moro no santo antonio em uma parte alta, mas mesmo assim a agua eleva. Ficams com medo, pq a prefeitura está vendo isso, e não faz nada para ajudar os moradores quando ficam nessas cituações. O dinheiro dos impostos estão servindo para que? Se muitos bairros tbm ficam assim. É prefeito tem q tomar uma bela atitude para q essas inundações em casas q são prejudicadas acabe, pq é uma vergonha para todos nós... Espero q essas famílias sejem atendidas o mais rápido possivel com o escoamento dessa água. Pagamos o IPTU para que, para aumentar o salários dos deputados, e os moradores q necessitam de ajuda ficam de escanteio, falta de respeito com todos nós!!!!
 
Ana Paula de Arruda Oliveira em 18/02/2011 02:35:38
Em 2012 tem eleições não vote neles que ja estão ai, e faça uma campanha forte contra o candidato do prefeito e os 21 vereadores que ai estão e só vão nas vilas na hora de pedir voto.Diga não a esses vereadores que não representa os menos favorecidos, só pensão em quem financiou a campanha deles.esses eles defende.Quero ver a população em 2012.
 
Edmar Correa em 17/02/2011 08:22:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions