A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

25/06/2013 19:01

Moradores perdem móveis e roupas com alagamentos no Ramez Tebet

Viviane Oliveira e Evelyn Souza
Geladeira foi colocada em cima das cadeiras para não estragar. (Foto: Cléber Gellio)Geladeira foi colocada em cima das cadeiras para não estragar. (Foto: Cléber Gellio)
Casa ficou totalmente alagada. (Foto: Cleber Gellio)Casa ficou totalmente alagada. (Foto: Cleber Gellio)

A chuva desta terça-feira (25) alagou quatro casas e trouxe transtornos aos moradores da rua Martinez, no residencial Ramez Tebet, em Campo Grande. A chuva começou na região por volta das 15h50 e cerca de 1h depois já estava tudo alagado e a rua intransitável.

Joanilson de Oliveira, de 53 anos, dono de uma das casas que foram mais atingida pela água, disse que no momento em que a residência dele começou a alagar chamou o Corpo de Bombeiros e também apelou para a Polícia Militar.

Como a água não tinha para onde escorrer, os militares disseram que teria que fazer um buraco na parede do fundo, porém a vizinha não aceitou e houve até uma discussão entre as famílias.

“No fundo da minha casa a água ia até a cintura”, diz Joanilson, acrescentando que depois de muita conversa a mulher autorizou o Corpo de Bombeiros a fazer o buraco no muro. 

Á água entrou em quatro peças da casa, na cozinha, na sala, no quarto e no banheiro, que ficou totalmente alagado. “Estragou armário da cozinha, guarda-roupa e algumas roupas”, lamenta.

Ruas ficaram alagadas no bairro. (Foto: Cléber Gellio)Ruas ficaram alagadas no bairro. (Foto: Cléber Gellio)

A geladeira foi colocada em cima de quatro cadeiras para evitar que estragasse com a água da chuva. “Esta é a segunda vez que chove e inunda tudo. Eu ainda não tive coragem de avisar a minha esposa que está trabalho. Ela tem pressão alta e eu tenho medo de acontecer alguma coisa”, conta.

As duas casas que ficam ao lado da residência de Joanilson também foram alagadas. “A água ficou acumulada no quintal, por pouco que não invade a nossa casa”, relata a vendedora Lisandra Ribeiro, de 26 anos, que mora com o marido, Amarildo Domingues, de 30 anos.

O casal conta que no começo do ano chegaram a perder várias coisas como computador e guarda-roupa por causa da chuva. “Aqui é assim um pouco que chove já é suficiente para a água entrar nas casas. Sem contar que a rua não é asfaltada e o barro invade as casas, sem falar no risco de doenças por conta da sujeira”, reclama Amarildo.

Amarildo afirma que vai recolher assinaturas dos moradores da região para fazer um abaixo assinado e procurar a Prefeitura para resolver o a situação dos moradores.

Chuva rápida inunda casas nos bairros Campo Nobre e Alves Pereira
A chuva de cerca de 20 minutos na tarde desta terça-feira, em Campo Grande, foi suficiente para alagar casas em, pelo menos, dois bairros na cidade. ...
Homem é baleado nas costas enquanto caminhava na 14 de Julho
Jovem de 23 anos foi baleado nas costas enquanto caminhava na Rua 14 de Julho, no Bairro Cabreúva, em Campo Grande. Hugo Vinícius Crisanto de Lima fo...


Só tem uma maneira deste povo do Ramez Tebet ser ouvido, juntem-se a nós nos protestos e nas manifestações, e em 2014 nas urnas.
 
Joao Bastos em 26/06/2013 13:59:44
Isso mesmo Karla, porém se fosse nesses bairros veria que a limpeza não é feita, e tem galhos na rua, sujeira muita sujeira, o que prejudica e muito escoamento da água.
 
Wallace Rosa Reis em 26/06/2013 11:23:04
Karla, você disse TUDO.
Ainda bem, que nosso povo esta aprendendo e exigir seus direitos.
 
Neyde de Oliveira em 26/06/2013 10:48:07
Moro nesta rua, necessitamos se unir e pedir que seja feita a canalização e asfalto nesta rua, quando está seco é a poeira do ônibus, e quando chuva é essa situação toda. Vamos fazer um abaixo assinado. Conte comigo.
 
joel brito miranda em 26/06/2013 10:30:52
É isso ai mesmo Karla, cobrar mesmo, e não vender o voto por alguns litros de gasolina. Isso faz toda a diferença.
 
jose carlos em 26/06/2013 09:50:25
Isto é o resultado dos impostos que pagamos.
Constrói-se casas sem a menor infra estrutura, às pressas pra aumentar as vendas do setor imobiliário. E para quem tem uma renda hiper baixa , casas o mais longe possível do centro, em lugares com falta de segurança , transporte e saneamento básico. E agora povo campo grandense? Cobrem de quem vocês elegeram, o asfalto , o esgoto a infraestrutura para estes bairros, enfim, o campo grandense está cada dia mais sendo tratado conforme a manipulação destes políticos inescrupulosos.
 
Karla Cavalcante em 26/06/2013 06:40:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions