A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 08 de Dezembro de 2019

11/11/2019 19:59

Morre bebê vítima de acidente que envolveu PM e família doa órgãos

A colisão aconteceu por volta das 18h30 de sábado (9), no KM 473,2 da BR-163

Viviane Oliveira e Adriano Fernandes
Carro que era ocupado pela família. (Foto: Divulgação/PRF) Carro que era ocupado pela família. (Foto: Divulgação/PRF)

A criança de 1 ano que ficou ferida em acidente envolvendo o policial militar Ezequias Martins dos Santos, de 44 anos, teve morte cerebral confirmada às 18h desta segunda-feira (11), na Santa Casa de Campo Grande. A família autorizou a doação dos órgãos da bebê e a unidade já iniciou a busca de potenciais receptores. 

Conforme a Santa Casa, a prioridade é de pacientes que estejam em Mato Grosso do Sul, mas caso haja compatibilidade com bebês de outros estados a família também será consultada. 

O acidente - A colisão aconteceu por volta das 18h30 de sábado (9), na BR-163 no KM 473,2, próximo a transportadora Lotano, em Campo Grande. Segundo boletim de ocorrência, um motorista de caminhão contou à polícia que o autor seguia num Hyundai HB20 prata, quando fez ultrapassagem proibida, forçou outro veículo em sentido contrário a sair da pista e acabou se envolvendo em acidente contra um VW Polo conduzido por Flávio Henrique Cordon Vieira Rosa, 29 anos.

Além do motorista, o carro tinha como ocupantes, a esposa de Flávio, Iara dos Santos da Silva, 31 anos, e as duas filhas de 9 e 1 ano. Em razão do acidente, as crianças foram arremessadas. A família foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada à Santa Casa. 

A menina mais velha passou por cirurgia nas fraturas do braço esquerdo e se recupera na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) consciente e orientada. Ainda conforme a testemunha, o policial estava visivelmente embriagado, precisou de amparo para não cair, chegou a sacar a pistola .40 e apontar para as pessoas que estavam no local.

O sargento foi convidado pela equipe policial a fazer o teste do bafômetro, mas se recusou. Hoje, o PM deveria passar por audiência de custódia, mas, por ainda estar internado no Prontomed da Santa Casa, o juiz Carlos Alberto Garcete adiou para amanhã a decisão de manter a prisão, impor alguma outra restrição no lugar da detenção ou conceder a liberdade.

O que era rápido, melhorou! Seja exclusivo, cadastre o telefone (67) 99981 9077 e receba as notícias mais lidas no Campo Grande News pelo seu WhastApp. Adicione na sua lista de contato, mande um "OI", e automaticamente você será cadastrado.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp


Procurei um nome para isso no dicionário e achei assassino. Infelizmente vai ser julgado com crime sem intenção de matar. Nossas leis de trânsito precisam ser corrigidas com urgência. Bebeu e dirigiu tem que assumir a culpa é não ficar alegando que não tinha intenção de matar. 30 anos no mínimo.
 
Alex André de Souza em 11/11/2019 21:47:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions