ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Mortes por atropelamentos nas BRs crescem 166% e põe PRF em alerta

Por Mariana Lopes | 09/05/2013 15:20
Operação da PRF no Indubrasil (Foto: PRF)
Operação da PRF no Indubrasil (Foto: PRF)

O número de vítimas de atropelamentos nas rodovias de Mato Grosso do Sul aumentou em 2013. De 1 de janeiro a 8 de maio deste ano, foram oito mortes, mesmo número registrado durante todo o ano de 2012. No mesmo período do ano passado, foram três atropelamentos que resultaram em morte, o que significa aumento de 166%.

No total, em 2012, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrou 46 acidentes. De 1 de janeiro a 8 de maio do ano passado, foram 12 atropelamentos. No mesmo período deste ano, já foram registrados 20 pessoas atropeladas nas rodovias, quase a metade do número de acidentes ocorridos durante todo o ano de 2012.

Em alerta com a situação, a PRF realizou na manhã de hoje mais uma etapa do Cinema Rodoviário, no Indubrasil, em Campo Grande. O local foi escolhido por conde de a região ter um alto índice de acidentes. Em abril deste ano, dois jovens ficaram feridos em um acidente com moto, na BR-262 (trecho que corta Indubrasil).

Cinema Rodoviário é realizado com um ônibus da PRF, com estrutura de áudio e vídeo, no qual são ministradas palestras e mostrados filmes (TAC Australiana) para alertar os condutores e pedestres do tipo de acidente que feriu ou levou a óbito os usuários da via naquele local.

O evento, que já é desenvolvido em vários Estados do país, teve como foco a segurança do pedestre. A PRF também aproveitou a Semana Mundial da Segurança do Pedestre, definida pela ONU.

PrivatizaçãoA situação se agravou neste ano. Uma das soluções pode vir com a concessão de 1.423 quilômetros de três rodovias federais (BR 163, 267 e 262), que prevê a duplicação e a construção de passarelas para pedestres.

No entanto, o edital de licitação deve ser lançado neste semestre e a abertura das propostas deve ocorrer só em setembro. O Governo prevê o início das obras de melhorias apenas em 2014.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário