ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Morto atropelado, Edson deixou alerta sobre direitos de pessoas com deficiência

Acidente aconteceu próximo ao cruzamento da avenida com a Rua Ângela Espíndola Queirós

Por Aletheya Alves | 28/08/2020 17:09
 Edson Carlos da Silva Carvalho, de 54 anos, morreu atropelado na manhã desta sexta-feira (28). (Foto: Reprodução/Facebook)
 Edson Carlos da Silva Carvalho, de 54 anos, morreu atropelado na manhã desta sexta-feira (28). (Foto: Reprodução/Facebook)

Em luto, o Ismac (Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos) Florisvaldo Vargas acende o alarme para direitos básicos de pessoas com deficiência na cidade. A entidade e amigos ficaram indignados com a morte de Edson Carlos da Silva Carvalho, após atropelamento na Avenida Guaicurus.

Com baixa visão, Edson, de 54 anos, tentava atravessar a avenida quando foi atropelado no Jardim Colibri. Comunicando sobre a morte no Facebook chama atenção para uma ironia. “Fechamos a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência com essa triste notícia”.

Professor de Edson há cerca de três anos, Samuel Belém Gomes conta que a dedicação era traço marcante do aluno. “Um cara fenomenal, atuante, tocava muito bem o surdo. Ele foi um dos primeiros integrantes do grupo de percussão e era meu braço direito”, diz.

De fora do Estado, Edson trabalhava no ramo industrial e era conhecido pela alegria, de acordo com Samuel. “Ele contava piadas, sempre colocava um samba para a gente escutar enquanto a aula não começava. Muito triste pensar no que aconteceu”.

Acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Guaicurus com a Rua Ângela Espíndola Queirós. (Foto: Silas Lima)
Acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Guaicurus com a Rua Ângela Espíndola Queirós. (Foto: Silas Lima)

Além da tristeza, o professor de percussão fala sobre a atenção que é necessária com casos do tipo. “De um lado temos essa tristeza com a morte, de outro vem o pensamento que existem outros como ele. A gente precisa dar atenção para sinalização e necessidades que pessoas com deficiência precisam na cidade”, explica.

Diretor do Ismac, Marcio Ramos diz que o momento é de luto, sem muitas palavras, “é o sentimento de tristeza pela perda de uma pessoa próxima. A gente nem consegue falar muito, mas pensamos também na acessibilidade”.

Entre os dias 21 e 28 de agosto é realizada a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. O tema escolhido para este ano foi "protagonismo empodera e concretiza a inclusão social".

Acidente - O atropelamento aconteceu por volta das 11h desta sexta-feira (28), no cruzamento da Avenida Guaicurus com a Rua Ângela Espíndola Queirós. Mesmo com o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentando manobras de ressuscitamento, Edson não resistiu e morreu no local.

Sem habilitação, o motorista dirigia um Nissan Livina e relatou à polícia que trabalhava em uma oficina próxima, por isso fazia um test drive.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário