ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  07    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Deficiente visual morre atropelado ao atravessar Avenida Guaicurus

Edson Carlos Silva Carvalho tinha 54 anos e foi atingido por carro dirigido por homem que relatou estar fazendo um test drive

Por Jones Mário e Guilherme Correia | 28/08/2020 12:03
Homem de 54 anos foi atropelado na Avenida Guaicurus e morreu, no fim da manhã de hoje (Foto: Silas Lima)
Homem de 54 anos foi atropelado na Avenida Guaicurus e morreu, no fim da manhã de hoje (Foto: Silas Lima)

Homem, identificado como Edson Carlos Silva Carvalho, 54 anos, morreu após ser atropelado na Avenida Guaicurus, no fim da manhã de hoje (28), no Jardim Colibri, região sul de Campo Grande. A vítima tinha baixa visão.

O atropelamento aconteceu próximo ao cruzamento da avenida com a Rua Ângela Espíndola Queirós, por volta das 11h, na pista sentido centro-bairro. O óbito foi constatado ainda no local, por médico do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O profissional tentou manobras de ressuscitamento.

Motorista relatou à polícia que trabalha em oficina próxima e estaria fazendo um test drive (Foto: Silas Lima)
Motorista relatou à polícia que trabalha em oficina próxima e estaria fazendo um test drive (Foto: Silas Lima)

Segundo testemunhas, o homem atropelado é morador do bairro e deficiente visual. Ele carregava uma mochila.

O motorista que atingiu o homem não tem habilitação e iria soprar o bafômetro. Ele será levado à delegacia.

O rapaz dirigia um veículo Nissan Livina cor branca e relatou à polícia que trabalha em uma oficina próxima. Ele fazia um test drive. O parabrisa do carro ficou danificado com o impacto da batida.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e também atendeu a ocorrência. A viatura militar bloqueou o acesso ao trecho da Avenida Guaicurus até a chegada da Polícia de Trânsito. Carro funerário também já está no local.


Homem atropelado era deficiente visual e carregava uma mochila (Foto: Silas Lima)
Homem atropelado era deficiente visual e carregava uma mochila (Foto: Silas Lima)


Nos siga no Google Notícias