A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Abril de 2019

29/03/2019 12:17

Motociclista morre ao ser atingido por caminhão, a 4ª vítima da semana

Acidente aconteceu no cruzamento das ruas Leão Zardo com a General Ângelo Frulegui da Cunha, no Jardim São Conrado

Viviane Oliveira e Ronie Cruz
Motociclista sofreu ferimentos graves e morreu no local (Foto: Ronie Cruz) Motociclista sofreu ferimentos graves e morreu no local (Foto: Ronie Cruz)

Um motociclista ainda não identificado morreu em acidente de trânsito por volta das 11h desta sexta-feira, no cruzamento das ruas Leão Zardo com a General Ângelo Frulegui da Cunha, no Jardim São Conrado, em Campo Grande. Em dez dias, essa é a quarta morte registrada na Capital.

Conforme testemunhas, o motociclista seguia numa CB 300 em alta velocidade quando colidiu na traseira do caminhão usado para recolher caçamba de entulho. O Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados, mas a vítima morreu antes da chegada do socorro. 

Segundo a versão do motorista de 43 anos, envolvido no acidente, a vítima não chegou a bater no caminhão. "Ele vinha em alta velocidade, se assustou com o veículo, freou por 22 metros, mas se desequilibrou, caiu e morreu na hora", lamentou. O condutor, que pediu para não ter o nome divulgado, passou por teste do bafômetro, procedimento adotado toda vez que tem acidente com morte. O resultado deu negativo. Ele nega que tenha atingido a vítima. 

Dona de um cyber café na região, Ana Paula de Souza Bispo, 35 anos, contou que o motorista do caminhão invadiu a preferencial e como o motociclista estava em alta velocidade acabou batendo no veículo. Ela reclama da sinalização no local e afirma que os motoristas correm muito na Leão Zardo. "Recentemente colocaram um quebra-molas aqui, mas não resolveu o problema", acrescentou. 

Para o mecânico Douglas Henrique Souza, 29 anos, falta um redutor de velocidade no cruzamento. "Acho que se tivesse sinalização, não teria acontecido isso. A Leão Zardo - uma das ruas mais movimentadas da região - dá acesso a vários bairros, como Santa Emília, São Conrado e União. 

Mortes - Em dez dias, essa é a quarta morte registrada na cidade. Ontem (28), o Guarda Municipal Everton Alves da Silva, 30 anos, morreu por volta das 6h após colidir a motocicleta que conduzia contra uma árvore. O acidente aconteceu na Avenida Gury Marques, na região da Vila Concórdia, na saída para São Paulo. 

No dia 19, Marilza Rodrigues da Silva, 50 anos, foi atropelada por uma motocicleta na Avenida Nasri Siufi, no Jardim Tijuca e morreu um dia depois na Santa Casa. No último domingo (24), Vitor Hugo Braga de Souza, 20 anos, morreu após colidir a Yamaha Factor vermelho que conduzia contra poste de energia elétrica, por volta das 6h, na Avenida Júlio de Castilho, na Vila Sílvia Regina, região do Jardim Panamá. Vitor Hugo não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação).



Na verdade a maioria dos motoqueiros são abusados!! É alta velocidade , ultrapassagem proibida " pela direita " ,Corredor !! Tá ai o resultado.
 
Clebe PL em 29/03/2019 13:51:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions