ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Motorista abandona SW4 após bater em veículo durante perseguição

Casal em um Corolla foi perseguido, mas conseguiu fugir depois de ser atingido pelo condutor de uma SW4

Por Adriano Fernandes e Suzana Servian | 21/06/2021 23:55
A parte frontal do veículo ficou parcialmente destruída. (Foto: Suzana Servian)
A parte frontal do veículo ficou parcialmente destruída. (Foto: Suzana Servian)

Uma perseguição envolvendo dois veículos assustou moradores da Vila Margarida, na noite desta segunda-feira (21), em Campo Grande. Depois de colidir na traseira de um Toyota Corolla o motorista de uma SW4 abandonou o utilitário sobre a calçada da Rua Carneiro de Campos. No outro veículo estava um casal, que conseguiu fugir do local e acionar a polícia.

A situação pegou a vizinhança de surpresa. "A SW4 passou em alta velocidade por todos os cruzamentos seguindo um outro carro preto até que eu ouvi um barulho, semelhante ao de um tiro e vi umas faíscas saindo entre os carros", conta um morador, que pediu para não ter a identidade divulgada.

Policiais militares no local onde o veículo foi abandonado. (Foto: Suzana Servian)
Policiais militares no local onde o veículo foi abandonado. (Foto: Suzana Servian)

Durante o trajeto, a SW4 bateu na traseira do outro veículo e na sequência saiu da pista. O utilitário ficou com a parte frontal parcialmente destruída. Já o Corolla, fugiu do local.

"Quando eu me aproximei o motorista pediu para eu levar ele de moto embora daqui lá para o Sóter, mas eu disse que não. Daí ele entrou no carro, pegou alguma coisa e saiu a pé", completa o morador.

Cerca de 20 minutos após a batida, a Polícia Militar chegou ao local onde o veículo foi abandonado, junto das duas pessoas que estavam no Corolla. O casal é quem teria acionado os militares e há suspeita de que o condutor da SW4 de fato tenha atirado em direção ao outro veículo. Uma das hipóteses de investigação é de que a confusão tenha motivação passional, conforme apurou a reportagem.

O irmão do condutor da SW4 também esteve no local, mas não soube explicar as circunstâncias da perseguição. "O carro pertence ao meu pai, mas quem estava dirigindo era o meu irmão. Ele só me ligou, disse que havia batido o carro e que estava indo para o hospital", comentou o homem, que também pediu para não ter a identidade divulgada.

Os policiais militares ainda estão no local apurando os detalhes do caso.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário