ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Motorista embriagado que matou motociclista vai cumprir pena no semiaberto

Acidente aconteceu em maio de 2023 e vítima foi arrastada por quase 100 metros após ser atingida na BR-262

Por Ana Paula Chuva | 23/06/2024 13:55
Motocicleta de Bruno ficou presa no veículo que só parou após andar 500 metros (Foto: Reprodução)
Motocicleta de Bruno ficou presa no veículo que só parou após andar 500 metros (Foto: Reprodução)

Diego Ferreira de Souza, 33 anos, passou por julgamento na última semana e vai cumprir pena em regime semiaberto. A sentença é pela morte do motociclista Bruno Wender de Lima, 30 anos que morreu após ser atropelado e arrastado quase 100 metros pelo réu na noite do dia 23 de maio de 2023.

O acidente aconteceu na BR-262, em Campo Grande. Diego estava sob efeito de álcool e contou à polícia que trabalhou até às 11h daquele dia. Depois, passou na casa de um amigo onde ingeriu bebidas alcoólicas. Por volta das 19h, pegou o carro emprestado para ir embora e acabou causando o acidente ao fazer ultrapassagem indevida na rodovia.

Na época, ele foi preso em flagrante por conta da embriaguez, mas passou por audiência de custódia dois dias depois e teve a liberdade provisória concedida pela justiça. Em janeiro deste, Diego foi denunciado pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) por dirigir sem permissão ou habilitação e por embriaguez ao volante, além do homicídio.

Diego passou por julgamento na quinta-feira (20). Na ocasião, a defesa sustentou as teses de absolvição da acusação de homicídio culposo na direção de veículo automotor, bem como a desclassificação do crime para dirigir com a capacidade psicomotora alterada. Além da substituição da prisão por restrição de diretos.

O juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida absolveu Diego das acusações de dirigir embriagado e sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação), no entanto, o condenou a 6 anos e oito meses de reclusão pelo homicídio culposo na direção de veículo automotor. O magistrado determinou que a pena seja cumprida em regime semiaberto. Além de proibir o réu de tirar a CNH nesse período.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias