A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

06/05/2015 09:49

MPE manda prefeitura retomar área onde funciona depósito de Bueno

Juliana Brum e Edivaldo Bitencourt
Depósito chegou a ser interditado pela Semadur em maio do ano passado (Foto: Arquivo)Depósito chegou a ser interditado pela Semadur em maio do ano passado (Foto: Arquivo)

O MPE (Ministério Público do Mato Grosso do Sul) recomendou a tomada, em 30 dias, da área onde funcionava o depósito do ex-vereador Alceu Bueno. A promotora de Justiça, Bianka Mendes, ameaça de processo por improbidade administrativa contra o prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), e o procurador-geral do Município, Fábio Castro Leandro.

A empresa Bueno Transportes e Comércio LTDA funcionava sem licença ambiental de operação e em uma área do município. O depósito, conforme a denúncia, expõe a população a poluição sonora e atmosférica. 

A promotora destaca que a prefeitura deveria revogar o termo de permissão de uso. No entanto, o município optou pela ação de reintegração de posse, que é mais demorada. 

A empresa de Bueno, que renunciou ao mandato após ser indiciado por exploração sexual de adolescentes, chegou a ser interditada pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano). No entanto, o empresário conseguiu regularizar e o imóvel foi liberado.

Segundo o MPE o procurador Fábio Castro Leandro demonstrou total descaso por não tomar atitudes que inibissem e coibissem a continuidade da atividade explicitamente ilegal da empresa.

Se a medida não adotada, a promotora ameaça ingressar com ação de improbidade administrativa contra o prefeito e o procurador-geral do Município.

O Campo Grande News ligou para o ex-vereador e Fábio Leandro, mas não os dois não atenderam.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions