A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/05/2015 09:48

MST e sindicatos fazem protesto pela reforma agrária pelas ruas da Capital

Luana Rodrigues

Integrantes de pelo menos cinco movimentos sindicais e sociais realizam uma marcha, neste momento, pelas ruas de Campo Grande. O ato denominado como 'Marcha da Classe Trabalhadora do campo e da cidade' começou por volta das 8h da manhã, no bairro Moreninhas e segue em caminhada pela rua Rui Barbosa, rumo a praça central Ary Coelho.

Desde o dia 1º de maio, o dia do trabalhador, os manifestantes estão em marcha percorrendo o estado, caminhando na BR 163, vindo das proximidades do distrito de Anhanduí. A chegada à Capital foi na manhã deste domingo(03). Conforme a assessoria de imprensa do manifesto, cerca de mil pessoas caminham com faixas e bandeiras dos sindicatos e movimentos representados.

As pautas centrais de reivindicação da marcha são a Reforma Agrária Popular, a Demarcação de Terras Indígenas, contra a PEC 215, a PL 4330 e a redução da maioridade penal. Os marchantes de MS também aderiram a solidariedade aos professores do Paraná que foram espancados ao tentar acompanhar votação referente aos seus direitos na Assembleia Legislativa do estado.

Participam do manifesto o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra de MS (MST/MS), a Central Única dos Trabalhadores (CUT/MS), a Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Mato Grosso do Sul(Fetagri/MS) e lideranças de movimentos indígenas.

Vídeo do leitor Maurício Miranda mostra a marcha do grupo da UFMS até a Praça Ary Coelho:



E esse circo nunca acaba. 50% desse povo nem sabe por que tá marchando.
 
Cyro Escobar Ribeiro Neto em 05/05/2015 13:46:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions