A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/12/2013 09:35

Mulher abandona 7 filhos por três dias, sai com o oitavo e é presa pela Polícia

Graziela Rezende

Uma adolescente de 13 anos denunciou ontem (1) o abandono da mãe, que há quatro dias não aparece em casa, na rua da Conquista, no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

L.C.S., 30 anos, estava em uma residência na rua Bartolomeu Mitre esquina com a avenida Alexandre Herculano, com o oitavo filho. Todas as crianças foram encaminhadas para um abrigo.

Assim que recebeu o chamado, a adolescente disse a Polícia que os irmãos de 12, 10, 6, 5, 3 e 1 ano e seis meses estavam sozinhos, vivendo em condições insalubres, sem higiene, segurança e alimentação.

O fato foi registrado como abandono de incapaz e está sendo investigado pela Polícia.

Dados - Desde o início do ano até hoje, 28 pessoas foram indiciadas por abandono de incapaz, de acordo com as estatísticas da Sejusp/MS (Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado). A pena para este crime é de seis meses a três anos de reclusão.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


bom eu tenho seis filhos me orgulho muito por isso nem por isso larguei so .e se pudesse teria mais minha mae ensinou criar filhos independente de ter pai ou nao, nao e bicho de 7 cabeça e uma dadiva de deus e se tivermos dignidade e coragem tudo da certo.infelizmente muitas pessoas nao tem estrutura e nem apoio e uma pena q isso ainda acontece.
 
adriana vicente em 02/12/2013 23:46:39
Teve 8 filhos para abandonar com fome nao da para comentar me da nojo
 
Everaldo da silva oliveira em 02/12/2013 21:44:23
falaram-se tanto em castrações, em operação, da mãe q abandonou seus filhos, eles ficaram 4 dias sozinhos, sendo o mais novo ainda um bebê , quem lembrou deles? e a integridade física, moral e emocional dessas crianças? eu os queria p/mim, se isso fosse possível. Nunca fiquei longe dos meus filhos nem q seja por alguns segundos, mas deve-se estudar a fundo esta família, seus anseios, sua realidade de vida, p/depois jogar pedras... fica a dica
 
Ilsa Rita em 02/12/2013 17:34:08
Tem 2 comentários sobre essa matéria que pelo amor do guarda!!!
 
cris alves em 02/12/2013 17:19:00
Olha, mas o que mais pega em situações como esta, sem sombra de dúvidas e a falta de cultura, de educação, de informações, de investimentos pesados na área de Educação, saúde e Segurança. Aquela educação que falamos que vem do berço não existe mais. A maneira como as crianças são educadas nos dias de hoje deixa muito a desejar. É comum você ver crianças de colo batendo na cara dos pais e eles acham graça, com dois anos chutando os pais, crianças que mechem em tudo e os pais fazem vista grossa. A Lei da palmada te leva ao conselho tutelar. É preciso mudanças urgentes em nossa Constituição.
 
Erasmo Bael Garcia em 02/12/2013 14:04:47
Chega ser cômico como responsabilizam somente a mulher sendo que para se fazer um filho precisa do homem. Que a polícia vá atrás também dos pais, porque, com certeza cada um é de um homem diferente. E tem mais, existe a vasectomia, que capem os homens também.
 
Dina Divina em 02/12/2013 13:47:41
Infelizmente vivemos num pais que nossos governantes cria projetos de lei como bolsa família, bolsa vale renda, previdência presidiaria (para filhos que tem pai preso), cada vez incentivando as pessoas a terem mais filho pra não precisar trabalhar....invés de criar um projeto de lei para mãe com mais de 2 filhos ou 3 filhos, para ver as condições dessa família (criando projetos de punições com essas pessoas)...pois nós que trabalhamos quanto mais ganhamos mais impostos pagamos. Por quê não pode ser aplicado nessas pessoas também que só pensa em ter filhos sem condições...???
 
Ângela da Costa em 02/12/2013 13:18:04
um pai das crianças esta morto e o outro esta preso!!!!
 
Guilherme dos Santos em 02/12/2013 13:10:06
Quanta gente hipócrita, eu tenho 3 filhos, minha esposa tem 28 e ambos somos graduados, sofremos preconceito por que temos 3 filhos...muito gente pergunta, como vcs conseguem? O que me deixa pasmo é mulheres e alguns homens (dos homens até esperava isso) defendendo a "castração" forçada, eu creio que essas mesmas pessoas que defendem sejam "castradas" tbm. O problema é a falta de justiça e políticas públicas, o ser humano é produto de seu meio (fora algumas excessões). Quanta ignorância e preconceito, hoje em dia ter filho é errado, cuidado...a humanidade sempre deu certo e chegou até aqui com muitos filhos, essa experiência de "evitar" filhos é relativamente nova, e no curto prazo (historicamente falando) pode gerar catastrofes inimagináveis.
 
Jober Gold em 02/12/2013 13:03:58
Ô gente Hipócrita !!!
Que as ovelhas tenham rancor às grandes aves de rapina não surpreende: mas não é motivo para censurar às aves de rapina o fato de pegarem as ovelhinhas. E se as ovelhas dizem entre si: ‘essas aves de rapina são más; e quem for o menos possível ave de rapina e sim o seu oposto, ovelha – este não deveria ser bom?’, não há o que objetar a esse modo de erigir um ideal, exceto talvez que as aves de rapina assistirão a isso com ar zombateiro, e dirão para si mesmas: ‘nós nada temos contra essas boas ovelhas, pelo contrário, nós as amamos: nada mais delicioso do que uma tenra ovelhinha” (NIETZSCHE, 2003, I, § 13, p. 36).
 
Maria Correia em 02/12/2013 12:56:42
INFELIZMENTE AS FAMILIAS ESTÃO CORRENDO RISCOS SERIOS SE CADA UM NÃO TOMAR SE PAPEL DEVIDO NA SOCIEDADE, DÓ DAS CRIANÇAS E MUITA POIS QUANDO VIERAM AO MUNDO NÃO SABERIAM QUE UM DIA IAM SER RENEGADOS
 
cleide santana em 02/12/2013 12:53:47
Tem que castrar... 8 filhos...caraca!!!!
 
Carlos Netto em 02/12/2013 12:44:55
Conheço vários casos como esse. Os médicos não operam porque são mulheres novas, e outro problema, quanto mais filhos, mais bolsas do governo... mais dinheiro fácil...
 
Ester T. Y. Rees em 02/12/2013 12:32:21
O Estado tem que tomar uma providência para uma mulher não ter mais que dois filhos . No terceiro no caso dela já tinha que ser ligada. Uma pessoa dessas não tem condições de ter tantos filhos (alguém tem que pensar por ela).
 
Placida Barros em 02/12/2013 12:05:50
O problema desse país não é falta de educação, como virou clichê repetir. O problema é falta de vergonha na cara mesmo. São as pessoas achando que o errado é certo e o certo é errado. Exemplo disso são os funcionários públicos de alto escalão e políticos que passaram a vida estudando e, mesmo assim, cometem atos absurdos de corrupção. Por outro lado, a gente vê tanta gente que não sabe nem ler mas que não pegam nada de ninguém nem prejudicam os outros.
 
Claudia Souza em 02/12/2013 11:32:31
Cada criança deve ser de um pai diferente. Talvez nem saiba quem é o pai da criança. Cadê os avós? Será que não tem nenhum familiar?
 
Elisangela Carla em 02/12/2013 11:26:25
O "x" da questão não é operar, nem o econômico, mas a perversão moral. "Mas como, se tem anticoncepcional de graça nos postos?" Então é sinal de que dar pílula não funciona! Conheço famílias de 8 filhos ou mais (todos do mesmo pai e da mesma mãe, ok?) que, com algum esforço, dão conta de manter a todos. Já essa notícia é típica de mulher que vive às custas de muitas pensões alimentícias.
Se for para adotar medidas de cariz nazista (e não defendo o nazismo), em vez de esterilização forçada, que se proíbam a TV e as novelas (que ensinam o troca-troca de casais e os casamentos "de algodão doce") e se force uma educação para criar famílias à moda antiga. Muita gente reclama das "opressões do passado", mas garanto que ao menos antigamente casos como este se contavam nos dedos...
 
Marcel Ozuna em 02/12/2013 10:58:06
Sou da mesma opinião do Lucas Sarcozi, a partir do segundo filho, a mulher deveria ser esterilizada e na hora do nascimento, pq depois elas não voltam para ser operadas. Imagino a situação dessas crianças....
 
Sonia Abreu em 02/12/2013 10:52:58
Não estou aqui defendendo uma mãe que teve oito filhos, e tão nova. Estou aqui acusando o Estado( como nação), que não proporciona uma educação formal adequada, e os cuidados necessários à sua população carente de tudo, principalmente de cultura. E tem a ausência do Estado.
Tiramos um exemplo da China, que tem um controle sobre a população de mais de 1.300.000.000 (um bilhão e trezentos milhões) de habitantes, e aqui, numa cidade que não é tao grande assim, as autoridades deixam "escapar" de seus cuidados, 8 inocentes? Só quando morre alguém, ou alguém corre o risco de se ferir, é que tomam providencias. Isso também é abandono de incapaz.
 
jonas inocencio da silva em 02/12/2013 10:39:33
Porque o governo não faz um programa para operar essas mulheres????? analisa a idade, a quantidade de filhos e a renda familiar. Não tem condições, não toma remédio...operaaaaa. Chega de crianças passando fome e necessidades!!!
 
Elaine Martinez em 02/12/2013 10:34:33
Podem me criticar, mas se o "Estado" tivesse esterilizado essa mulher quando ela teve seu segundo filho, pelo menos seriam seis crianças a menos para sofrer nas mãos desta inconsequente.
 
Lucas Sarcozi em 02/12/2013 10:29:33
MAS QUEM SÃO OS PAIS? CADE ELES? TEM QUE RESPONSABILIZAR OS DOIS.
 
maximiliano nahas em 02/12/2013 10:26:05
Uma senhora de 30 anos, com 08 filhos? Com tantas facilidades de prevenção, com tantos milhões gastos para colocar a disposição de medicamentos e camisinhas grátis em postos de saúde.O que esta faltando é conscientização deste povo. Colocar um monte de filhos no mundo para viver nestas condições, é no mínimo irresponsabilidade.
Fala serio !!!!!
 
neusa batista em 02/12/2013 10:09:08
Senhor, 8 filhos? isso pq nos postos de saúde fornecem gratuito camisinha e pilulas...quanta irresponsabilidade, e o pai cadê?
 
cristina alves em 02/12/2013 09:57:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions