A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

30/09/2018 21:13

Mulher encontrada morta em matagal tinha 24 anos e estava desaparecida

Vítima foi reconhecida pela irmã, que havia registrado boletim de ocorrência por desaparecimento neste domingo, na Depac Piratininga

Liniker Ribeiro
Acesso ao local onde corpo da vítima foi encontrado (Foto: Liniker Ribeiro)Acesso ao local onde corpo da vítima foi encontrado (Foto: Liniker Ribeiro)

Foi identificado como Sorraira Cabritta Campos, de 24 anos, o corpo encontrado na manhã deste domingo (30) em uma área de mata, no bairro Zé Pereira, em Campo Grande. Ferimentos pelo corpo da vítima indicam que ela foi morta a facadas e a polícia investiga se a jovem foi vítima de estupro antes de ser assassinada.

De acordo com o boletim de ocorrência, a irmã da vítima foi quem identificou o corpo levado para o Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal). Ela havia registrado o sumiço de Sorraira, que é natural do município de Corumbá - a 419 quilômetros da Capital - na manhã de hoje, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Segundo a irmã, a jovem estava desaparecida desde o dia 25 de setembro, última terça-feira. O corpo da vítima já foi liberado e está sendo levado para Corumbá, onde será realizado o velório.

O caso - A vítima foi encontrada por um catador de raiz no meio do matagal, a cerca de 150 metros da Rua Prudêncio Tomaz. Segundo testemunhas, ela estava com a cabeça em cima de um tronco e tinha vários ferimentos pelo corpo. Conforme o boletim de ocorrência, os cortes eram no rosto, nuca, braços, mãos, canela e pescoço.

Apesar de estar vestida com uma blusa laranja e short jeans, a perícia constatou que a mulher estava sem calcinha, o que para a polícia indica que ela seja “uma possível vítima de violência sexual”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions