A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

13/06/2011 08:15

Mulher atropelada na BR-262 ainda não foi identificada

Francisco Júnior e Viviane Oliveira

Corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal)

Caminhonete atingiu mulher que morreu na hora. (Foto: Pedro Peralta)Caminhonete atingiu mulher que morreu na hora. (Foto: Pedro Peralta)
Vestígios de sangue ficaram no local do acidente.Vestígios de sangue ficaram no local do acidente.

A Polícia Civil ainda não identificou a mulher que morreu atropelada na madrugada desta segunda-feira na BR-262, na saída para Três Lagoas, em Campo Grande. O motorista fugiu do local do acidente, mas foi localizado pela Polícia.

A vítima foi atropelada pela caminhonete F-250, de placa ENF-2636, conduzida por Henry Harfuchi, 48 anos, que estava acompanhado do filho de 13 anos e de um funcionário.

Marcas de sangue ficaram no local do acidente.

O corpo foi localizado as margens da rodovia por policiais militares, que foram acionados por populares.

O motorista disse que seguia pela rodovia no sentido Três Lagoas quando a mulher atravessou na frente do veículo e acabou atingida pela caminhonete.

Ele afirmou à Polícia Militar que não parou no local para prestar socorro porque ficou muito nervoso.

A caminhonete foi localizada minutos depois, na entrada do bairro Jardim Noroeste, com um amassado na lateral direita. Detido em flagrante, o motorista foi levado para a Depac/Piratininga (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e deve respoder por homicídio culposo (sem intenção de matar), agravado por evasão do local.

A pericia encaminhou o corpo da mulher para o IML (Instituto Médico Legal).



Antes de julgar, as pessoas deveriam pensar bem no que falam, hoje é o Dr Henry amanhã poderá ser um de nós, porque eu não consigo ver ninguém jogando o carro em cima de alguém pra matar e acidentalmente quando isso acontece, somente quem já passou por isso saberá explicar o que sente. Sinto muito pela família que perdeu uma ente e que Deus console seus corações, e feche a boca do imbecís.
 
JUCELI ANTUNES MORAES GOMES em 16/06/2011 12:22:44
uma fatalidade. esse dentista é uma pessoa responsavel e um excelente pai de familia. Que Deus abençõe a familia da vitima e do Dr. henry.
Com certeza não tinha intenção do ocorrido. uma fatalidade.
 
joão carlos scaff em 13/06/2011 11:23:01
pode ser que tenha sido uma fatalidade mesmo, mas mesmo que nao tenha sido, o cidadão tem que prestar socorro imediato, pois nem sempre a pessoa morre na hora e os primeiros socorros são essenciais nesses casos.
 
Rodrigo Guerreiro em 13/06/2011 09:49:30
pois é, vai da nada não, o cidadão já deixou o veiculo em um local que é sempre ponto de desova de veículos roubados, quando assim já estava montando a historia que teria sido vitima de assalto, alem do mais, olha o sobre nome do cidadão, tem gente grande com esse sobre nome por ai, sera que vai ter briga de promotores, tenho dito Brasil sil sil sil
 
jose carlos em 13/06/2011 02:53:50
Fiquei surpresa com esse acidente,que infelizmente fez uma vítima fatal.
Conheço o Henry,não esperava tal atitude diante do ocorrido.
Que Deus tranquilize a família da vítima,dando forças nesse momento difícil.
 
neyde de oliveira em 13/06/2011 01:46:55
Infelizmente esse veículos grandes, são utilizados por muitos como forma de "status", como não é difícil vê-los se exibindo pela cidade toda. Não me refiro a esse caso, quem foi culpado. Mas a polícia deveria voltar os olhos para esses acontecimentos, em que transformam um veículo de mais 2,5 toneladas em arma letal, sem chance de escapatória para o atingido !!! Reparem nos acidentes nas estradas como há desses veículos envolvidos. Um bom senso de ser permitido o uso de veículo desse porte apenas para trabalho acho ser o mínimo. E fiscalização !!!!
 
Rodrigo Augusto em 13/06/2011 01:36:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions