A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

30/07/2019 11:03

Na 20ª ocorrência da manhã, fogo atinge restaurante da Dom Aquino

A maior parte das ocorrências foi para combate a chamas em terrenos baldios de Campo Grande

Anahi Zurutuza e Ronie Cruz
Bombeiros no telhado do restaurante (Foto: Ronie Cruz)Bombeiros no telhado do restaurante (Foto: Ronie Cruz)

Na 20ª ocorrência de incêndio da manhã desta terça-feira (30), equipe do Corpo de Bombeiros apagou fogo na chaminé da churrasqueira do Fogão de Minas, restaurante na Rua Dom Aquino, no centro de Campo Grande. A maior parte dos chamados, contudo, foi para combate a chamas em terrenos baldios.

A fumaça tomou conta do local por volta das 10h, segundo funcionários que correram para a rua e rapidamente, chamaram os bombeiros. Pista da Dom Aquino foi interditada para que os militares trabalhassem e o fogo foi apagado antes que se espalhasse e causasse mais prejuízos.

A suspeita é que o acúmulo de gordura na coifa tenha causado o incêndio, segundo o tenente Eduardo Tracz. O proprietário do restaurante, André Luiz da Costa Junior, afirma contudo que a manutenção é feita a cada quatro meses.

O dono acredita que o excesso de carvão tenha provocado as chamas. “O meu churrasqueiro não veio hoje e o substituto pesou na mão”.

O estabelecimento tem alvará regular, segundo os bombeiros. Uma vistoria foi feita no forro e o restaurante foi liberado para abrir ainda hoje.

Condomínio - Mais cedo, fio de ferro de passar roupa pegou fogo e assustou moradores do Condomínio Parque Residencial Coronel Afrânio Fialho de Figueiredo, na manhã desta terça-feira (30), na Rua dos Lírios, no Jardim Petrópolis, em Campo Grande. O incêndio foi no 3º andar. Por sorte, ninguém ficou ferido.

O cheiro de fumaça tomou o condomínio. Uma possibilidade para o fogo é de curto-circuíto, mas a causa ainda será apurada. Mesmo assim, os bombeiros já aproveitaram para alertar sobre costume de deixar esse tipo de eletrodomésticos ligados, inclusive, como como chapinhas para alisar cabelo.

Mais cedo, ferro de passar roupa provocou outro incêndio nesta manhã.Mais cedo, ferro de passar roupa provocou outro incêndio nesta manhã.

Terrenos baldios - Também pela manhã, incêndio em terreno baldio entre a Avenida Ernesto Geisel e a Rua dos Ferroviários mobilizou uma equipe do Corpo de Bombeiros até o bairro Cabreúva.

Para apagar as chamas que já alcançavam o topo de algumas árvores no terreno ao lado, os militares utilizaram aproximadamente 1 mil litros de água esguichados por uma mangueira de 32 metros, acoplada no caminhão.

Metade do terreno de 800 metros quadrados foi queimada no incêndio. No local, além da vegetação, havia galhos de árvores cortados, gavetas de guarda-roupas de madeira e vários pedaços de papelões.

De acordo com o Subtenente Elias Abreu Corrêa, o incêndio em vegetação foi o segundo a ser apagado pela equipe nesta terça-feira. Os bombeiros tinham acabado de sair de outra ocorrência às margens de um córrego no bairro Zé Pereira.

“Não sabemos dizer, mas pode ter sido alguém que jogou uma bituca de cigarro ou viu a vegetação seca e ateou fogo”, disse Abreu.

Fogo em terreno baldio no Residencial Aquários, no bairro São Conrado, também tirou o sossego dos moradores. O Corpo de Bombeiros conseguiu apagar a chamas, mas segundo moradores é inevitável reclamar de problemas que é recorrente no bairro.

O incêndio teve início por volta das 7h e atingiu um terreno na Rua Mabel Terezinha Cavalieri Mura Pedro. De acordo com a aposentada Odália Benites da Silva, 73 anos, as chamas estavam altas e assustou os moradores. "Fiquei assustada com os estalos. Todo ano fazem isso aqui na frente. Eu tenho problema de bronquite e não posso ver fumaça. É uma covardia isso, nem todo mundo é sadio para suportar", disse.

 

Morador do bairro há muitos anos, o aposentado Ronaldo Olmedo, 53 anos, conta que o problema de abandono de terrenos é recorrente no bairro. "Os donos não limpam, o mato fica alto e as pessoas colocam fogo", ressaltou.

O incêndio teve início por volta das 7h e atingiu um terreno na Rua Mabel Terezinha Cavalieri Mura Pedro.O incêndio teve início por volta das 7h e atingiu um terreno na Rua Mabel Terezinha Cavalieri Mura Pedro.
terreno baldio entre a Avenida Ernesto Geisel e a Rua dos Ferroviários.terreno baldio entre a Avenida Ernesto Geisel e a Rua dos Ferroviários.
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions