A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

27/12/2011 09:44

Em abaixo-assinado, professor pede punição a taxista que atropelou namorada

Francisco Júnior

Alessandra Larrea Barcelos da Silva, 25 anos, morreu atropelada na noite do dia 20 no centro de Campo Grande

Velório de Alessandra realizado na casa onde morava. (Foto: Pedro Peralta)Velório de Alessandra realizado na casa onde morava. (Foto: Pedro Peralta)

Abalado com a morte da namorada Alessandra Larrea Barcelos da Silva, 25 anos, atropelada na noite do dia 20 no centro de Campo Grande, o professor David José Pereira, 32 anos, criou um abaixo-assinado pedindo punição a taxista que provocou o acidente. Até a manhã desta terça-feira (27), 34 pessoas já assinaram o documento disponível na internet.

De acordo com David, o acidente foi mais grave do que o relato por testemunhas. “Minha namorada teve fraturas em todo o corpo. Ela ficou muito machucada. Foi uma pancada muito violenta”, disse.

A jovem foi atropelada no cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua 14 de Julho por um táxi, conduzido por Aparecida Dantas dos Santos, 42 anos. A vítima saia do trabalho acompanhada de algumas amigas. “Ela atravessava na faixa. As amigas dela só não foram atingidas pelo veículo porque correram”.

O professor afirma que criou o abaixo-assinado com o objetivo de mostrar as autoridades que a população não se conforma com a impunidade. “Esse caso não pode ser considerado como mais um. Foi grave, uma pessoa morreu. Queria ver se fosse a filha de um juiz, de coronel, de um delegado. Eu quero justiça”.

O documento disponível no site www.peticaopulblica.com.br é direcionada para a Policia Civil, Ministério Público, Governo Estadual e Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). Nele, David pede pena máxima para a taxista. “Pena máxima para a taxista APARECIDA DANTAS DOS SANTOS, 42 por homicídio culposo em dirigir em alta velocidade em uma conversão, atropelando ALESSANDRA LARREA BARCELOS DA SILVA, 25 anos ocasionando a morte”, frase que consta no abaixo-assinado.

A morte de Alessandra está sendo investigado pelo 1º Distrito Policial.

O link para acessar o documento é o



os acidentes em campo grande,cada dia aumenta mais, existe varios fatores para isso imprudencia, bebida, mas as autoridades tem que se alertar para um fato acidentes intencionais, alguns acidentes tem que ser investigados de forma diferente.
 
ester silva em 30/12/2011 12:44:40
infelizmente ainda vivemosa esses casos no nossso brasil,ja vivi caso igual na familia,,oq não entendoé porq as pessoas tem liceça p dirigir e ainda acontece esse tipo d coisa,oq vejo é q as pessoas tiram uma cnh e acha q só isso basta,porq vejo pesssoas com 20 anos de habilitação fazendo absurdos,e acham normal
 
valdirene coimbra em 28/12/2011 08:28:57
vejo este acontecido acidente; que campo grande haja mais conciência da parte dos condutores de veículos. percebo tambem que taxistas sem querer generalizar dirigem em alta velocidade pelas vias de trânsito da capital. minhas condulências a familia enlutada. esperamos mais educação, cidadânia no trânsito cruel do País chamado Brasil.........
 
osias pereira da silva em 27/12/2011 11:31:59
Esses taxistas sao malucos, pq nao respeita moto e nem carro vai respeitar pedrestres eles passam por cima mesmo os taxistas do aeroporto nao respeita acho que tem que haver mudança meus sentimentos pela familia da moça....
 
Daiane Esquian em 27/12/2011 11:26:43
QUERO VER AGORA PORQUE OS TAXISISTAS NAO FAZEM PASSEATAS PROTESTANDO A VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO? A SIM DESCULPA, AGORA O CULPADO FOI UM DELES !!!!
 
RODRIGO DUARTE em 27/12/2011 11:07:04
pelo que sei , elas passaram no sinal vermelho, e outra ela estava trabalhando, não estava alcoolizada , como acontece muito por ai e não acontece nada, porque com ela teria que acontecer.
 
francisco prado em 27/12/2011 10:36:11
Pessoal, na Av.: Marechal Derodoro por exemplo criaram uma pista exclusiva para ónibus e táxi, mas o que se se vê é uma pista de corrida para os taxistas, principalmente os que atendem o Aeroporto que na ganancia de pegar mais corridas colocam a vida das pessoas inocentes em risco. Como foi o caso desta moça que teve um acidente desta proorção em pleno centro da cidade.
 
Eres Figueira da Silva em 27/12/2011 10:12:26
É verdade, não vamos retaliar a categoria dos taxistas mas, é a mais pura verdade que eles andam feito loucos no transito, e ninguem morre atropelado e todo quebrado se a pancada fosse devagar, tem algo errado nisto tudo. este profissional saiu em alta velocidade com certeza.
 
joao de souza em 27/12/2011 09:40:07
gente!nao existe isso da taxista estar em alta velocidade,pois do local de onde ela saiu ao local do acidente so da pra colocar a segunda marcha e um veiculo em segunda nao atinge velovidade,sou vizinha aqui do ponto de taxi e essas barbaridades acontecem todos os dias,foi uma fatalidade.
os pedestres agora andam na faixa com o sinal pro veiculo aberto e eles te olham de cara feia,estao abusando
 
rosangela alves em 27/12/2011 09:28:38
(cont.) E se realmente o táxi saiu do ponto da esquina da 14 com a Afonso Pena, não há tempo do carro pegar uma velocidade considerável. Mas em todo caso, espero que a manifestção dê resultado e traga realmente justiça não só nesse caso mas também a todos os outros que ficaram para trás.
 
Antonio Carlos Azuaga em 27/12/2011 09:01:01
Compreendo a indignação da família, mas uma coisa é fato, com a nova lei os pedrestes acham que podem atravessar qualquer hora a rua, e a lei é bem clara quando diz que o pedestre tem preferencia onde não há sinalização (semáforos), e em relação ao caso é improvável que mais de uma pessoa minta dizendo que o taxista estava parado no ponto e ai saiu em direção a Afonso Pena.
 
Antonio Carlos Azuaga em 27/12/2011 08:59:30
eu apoio esse abaixo assinado, esses taxistas só sabe correr ontem levei um susto por causa de um desmiolado quase passou por cima da moto em que estava eu e meu esposo naquela rua nova que da la na costa e silva do lado do atacadão ele embalou e se meu esposo não jogasse a moto p/ lado o cidadão ia patrolar agente eu apoio
 
greissiele gonzales villalba em 27/12/2011 05:04:39
Quando é que as autoridades comaçarão a dar mais atenção para esses motoristas? Os taxistas, motoristas de onibus e moto-taxistas se acham donos das ruas, desobedecem regras de transito, andam em alta velocidade por toda a cidade. É so dar uma passada na avenida do aeroporto perto da chegada ou logo apos a chegada dos voos e verão o que eu estou dizendo. Meus sentimentos a familia da moça.
 
nikko flores em 27/12/2011 03:00:25
Lamento muito pela perda inestimável da moça e sou solidário com a família bem como o namorado que perdeu sua amada mas, Se ela foi atropelada atravessando o sinal vermelho para pedestre, a família é que deve indenizar a taxista e não o contrário. A rua é para os carros e o pedestre deve esperar a sua vez de atravessar a rua com o sinal vermelho para os carros e com total segurança.
 
Carlos Roberto em 27/12/2011 02:58:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions