A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

15/08/2017 11:53

Nem telefone funciona em Conselho Tutelar, segundo investigação do MPE

Órgão da região norte relatou que o telefone no local não funciona

Guilherme Henri
Imagem anexada no inquérito demonstrando as condições precárias do prédio do Conselho Tutelar da região norte (Foto: MPE/MS)Imagem anexada no inquérito demonstrando as condições precárias do prédio do Conselho Tutelar da região norte (Foto: MPE/MS)

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul instaurou inquérito civil para apurar possíveis condições precárias nos três conselhos tutelares de Campo Grande, que, por lei, devem atuar para proteger os direitos das crianças e dos adolescentes. Em um dos conselhos, nem o telefone funciona direito.

Isso acontece no Conselho Tutelar Norte, cujos integrantes reclamam que a estrutura física do prédio está deteriorada, os banheiros públicos precários, falta iluminação adequada e material básico de trabalho, como resmas de papel, canetas e outros matérias de escritório.

Além dos problemas de estrutura, o órgão ainda disse por meio de ofício, que para desempenhar melhor suas funções precisa de mais um psicólogo, assistente social, motorista, além de uma linha telefônica que funcione e um veículo em condições de uso.

A mesma situação também foi relatada pelo Conselho Tutelar da região Sul de Campo Grande, onde também há a falta de profissionais para atender a demanda constante, além de melhorias na estrutura física do prédio.

Ainda no inquérito foram anexadas ao menos 60 fotos que comprovam a falta de estrutura dos prédios. A publicação foi feita no Diário Oficial do MPMS, desta terça-feira (24).

Secretaria - A SAS (Secretaria Municipal de Políticas e Ações Sociais e Cidadania) já foi informada pelo órgão no início de julho deste ano sobre as reivindicações, porém nada foi feito.

Em resposta, a titular da secretaria, Maria Angélica Fontanari de Carvalho e Silva, informou que, desde sua posse, realizado manutenção e melhorias nos conselhos tutelares e outros setores que estão vinculados a eles.

Reunião – Os coordenadores do conselho tutelar norte, sul e do centro da Capital foram convocados pelo promotor Paulo Henrique Camargo Iunes para uma reunião, que irá tratar sobre o inquérito. A ação será realizada na próxima segunda-feira (21), na Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude.

Justiça isenta dívidas eleitorais para aumentar adesão de cadastro biométrico
A Justiça Eleitoral determinou que os eleitores em dívida estão isentos do pagamento das multas eleitorais no período de 18 de setembro de 2017 até 1...
Crescem o número de casos de crianças com sífilis em Campo Grande
Os casos de crianças com menos de 1 ano contaminadas com sífilis congênita, doença sexualmente transmissível, aumentaram em 2016. É o que afirma a Se...



Que absurdo! Cadê as prioridades deste governo? Nossas crianças não podem ser desamparadas desta forma. Quanto descaso! Como um órgão deste em condições precárias pode ser efetivo em amparar as crianças e adolescentes que estão em situações tão delicadas?
 
Ananda em 15/08/2017 13:41:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions