ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Ninguém sobreviveu a acidente na BR-163 e polícia busca 6ª vítima, diz delegado

Há indícios de que o condutor da carreta que transportava porcos fez uma ultrapassagem indevida na rodovia

Por Bruna Marques e Antonio Bispo | 10/04/2024 09:44
Carros funerários fazem fila e aguardam retirada de corpos (Foto: Marcos Maluf)
Carros funerários fazem fila e aguardam retirada de corpos (Foto: Marcos Maluf)

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que uma ultrapassagem forçada e proibida possa ter causado a morte de cinco pessoas, na BR-163, na manhã desta quarta-feira (10), em Anhanduí, distrito de Campo Grande. Todas as pessoas morreram na hora, sem chance de socorro e as equipes que trabalham no local ainda buscam uma possível sexta vítima.

De acordo com o delegado Willian Rodrigues de Oliveira Júnior, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada), apesar de a dinâmica do acidente ainda estar sendo apurada, há indícios de que o condutor da carreta que transportava porcos tenha feito uma ultrapassagem indevida e acabou batendo nos outros veículos envolvidos no acidente.

O homem que também morreu com a colisão e a polícia ainda não informou o nome dele. Ele vinha de Anhanduí, sentido a Campo Grande, enquanto o carro Chevrolet Onix ocupado por um casal, Daniel e Fernanda Lopes, e o caminhão que transportava produtos alimentícios e ainda a carreta com milho seguiam no sentido contrário da via.

Com o impacto, o carro de passeio foi esmagado pelas carretas com as cargas de porcos e milho. “Por enquanto não dá para identificar todas as vítimas porque ainda não conseguiram tirar os corpos dos veículos, mas trabalhamos com a hipótese de seis mortos, cinco já confirmados”, esclareceu o delegado.

A perícia coletou informações do tacógrafo do caminhão de alimentos e foi constatado que o condutor estava dentro do limite de velocidade da via.

A carga de milho espalhada na rodovia está atrapalhando o trabalho da perícia, por isso, uma equipe da CCR MSVia está no local fazendo a retirada dos grãos.

Equipes da CCR MSVia retirando grãos de milho espalhados na rodovia (Foto: Marcos Maluf)
Equipes da CCR MSVia retirando grãos de milho espalhados na rodovia (Foto: Marcos Maluf)

Tragédia - A perícia precisou usar um drone para ter acesso às vítimas do carro Chevrolet Onix, envolvido no acidente. A colisão envolveu também uma carreta bitrem, um caminhão que transportava produtos alimentícios e uma carreta carregada com porcos.

Os mortos do carro Onix foram identificados apenas como Daniel e Fernanda Lopes. O casal estava seguindo viagem para Santa Catarina.

Delegado Willian Rodrigues de Oliveira Júnior que atendeu a ocorrência (Foto: Marcos Maluf)
Delegado Willian Rodrigues de Oliveira Júnior que atendeu a ocorrência (Foto: Marcos Maluf)

Com o impacto da batida, o carro ficou esmagado entre carretas que tombaram nas margens da rodovia, por isso, a perícia precisou contar com o apoio de um drone para ter acesso às vítimas. Só após estabilizar o cenário do acidente, as equipes vão conseguir ir até os corpos. As outras vítimas ainda não foram identificadas.

Uma das carretas transportava grão de milho e a carga ficou espalhada pela pista. O outro veículo estava carregado com porcos. Devido à colisão, alguns animais morreram e outros estão agonizando na rodovia.

Corpos ficaram presos às ferragens; veículos foram destruídos com a força da colisão (Foto: Marcos Maluf)
Corpos ficaram presos às ferragens; veículos foram destruídos com a força da colisão (Foto: Marcos Maluf)

Pelo menos cinco mortes foram confirmadas até o momento. Devido à gravidade do acidente, ainda não é possível saber se mais pessoas morreram.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias