A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

31/08/2018 08:33

No último dia de vacinação, procura em postos é intensa

Ação nacional termina hoje, mas quatro unidades da Capital aplicarão vacinas neste fim de semana

Danielle Valentim e Bruna Kaspary
Área de espera no CRS Tiradentes, na manhã desta sexta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)Área de espera no CRS Tiradentes, na manhã desta sexta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo termina nesta sexta-feira (31) e a manhã começou com movimentação intensa em UBSFs (Unidades Básicas de Saúde da Família) e CRSs (Centros Regionais de Saúde) de Campo Grande.

Por volta das 7h30, a fila no CRS do Bairro Tiradentes contava com ao menos 17 crianças. A unidade foi um dos principais pontos de vacinação da Capital.

Segundo a gerência do posto, a procura pela imunização foi constante durante a campanha, mas na reta final o movimento se intensificou. A unidade funciona das 7h às 17h.

A movimentação na UBSF da Vila Carlota também é visível, mas segundo a gerência duplicou nesta sexta-feira, último dia da campanha. A unidade é pequena, mas a fila é constante com ao menos 10 crianças aguardando a imunização.

Cerca de 52% das crianças do público alvo foram imunizadas em Campo Grande. A campanha se encerra nesta sexta-feira, mas quatro unidades continuarão aplicando as vacinas neste fim de semana. Em princípio, serão Tiradentes, Aero Rancho, Nova Bahia e Coophavilla.

Mato Grosso do Sul  -  Estado é um dos 12 Estados brasileiros que registram índices abaixo da média nacional de cobertura na Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo. Dados divulgados ontem, pelo Ministério da Saúde indicam que, até o momento, 72,9% das crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 foram imunizadas, o percentual é de 70%. 

Em MS, faltam ser imunizadas cerca de 45 mil crianças na faixa obrigatória de vacinação, dentro do público-alvo da campanha, de 158.083. O Estado recebeu pouco mais de 400 mil doses de vacinas. Do total, foram aplicadas 112,1 mil contra a pólio, uma cobertura de 70,93%, e 111,8 mil contra o sarampo (70,76% de cobertura vacinal).

Crianças aguardando na vila Carlota.  (Foto: Henrique Kawaminami)Crianças aguardando na vila Carlota. (Foto: Henrique Kawaminami)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions