ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Novo toque de recolher e comércio da construção começam nesta segunda

Lojas podem abrir, sem aglomerações, para abastecer indústria que volta aos poucos a operar

Por Izabela Sanchez | 30/03/2020 06:57
Regramento dentro das lojas é de 1 pessoa por 10 metros quadrados (Foto: Maressa Mendonça)
Regramento dentro das lojas é de 1 pessoa por 10 metros quadrados (Foto: Maressa Mendonça)

Em retomada lenta, o comércio volta a abrir as portas e começa pelo setor da construção civil, a partir desta segunda-feira (30). Com novo horário para o toque de recolher, todos os estabelecimentos que tiverem autorização da Prefeitura de Campo Grande para funcionar têm que fechar às 22h.

A lojas que fornecem insumos para os canteiros de obra, acompanham a demanda inicial permitida de canteiro com até 20 trabalhadores e as mesmas regras impostas aos mercados e supermercados, sem aglomerações.

Conforme explicou o titular da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana) Luis Eduardo Costa, a norma é 1 pessoas a cada 10 metros quadrados. As filas, dentro ou fora das lojas, deverão ter espaçamento de um metro e meio entre as pessoas.

A Prefeitura de Campo Grande prevê ao menos mais uma semana de quarentena. Conforme anunciou o prefeito Marquinhos Trad (PSD) em live no Facebook no sábado (29), a retomada de outros setores do comércio será discutida ao longo da semana. Além disso, conforme o prefeito, o objetivo é elaborar um plano estratégico.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Decretos – Ainda que a Justiça Federal tenha suspendido na sexta-feira (27) decreto presidencial da quinta-feira (26), a regulamentação em Campo Grande para lotéricas e igrejas permanece.

Os templos podem receber fiéis em apenas 2 missas e cultos por dia, com higienização completa, inclusive de bancos, antes e depois das celebrações. No caso das lotéricas, a higienização deverá ocorrer a cada 2 horas. Os restaurantes também podem abrir, mas terão de restringir o atendimento a 30% da lotação o que já havia feito muitos fecharem.

Transporte coletivo – Haverá reforço na linha de ônibus para atender funcionários de farmácias, lojas de construção civil e operários de obras, que deverá começar na terça-feira (dia 31). A logística deve ser definida em reunião nesta segunda.

“Terá mais ônibus para atender os trabalhadores”, afirmou o prefeito Marquinhos Trad (PSD) neste domingo (dia 29). O prefeito comentou que obras de construção civil foram autorizadas a partir de segunda, mas, como empresas estavam em férias coletivas, o retorno de fato deve acontecer em 31 de março. “Terão um dia útil para se organizarem”, disse.