A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/02/2015 10:00

Novo vídeo mostra tapa buraco "fictício", mas rua ficou com crateras

Rua no Bairro Amambaí é composta de duas quadras e tem pouco movimento

Juliene Katayama
Câmeras de segurança flagram serviço prestado em local sem buraco (Foto: Marcelo Calazans)Câmeras de segurança flagram serviço prestado em local sem buraco (Foto: Marcelo Calazans)
Erosão ignorada pela empresa de tapa-buraco (Foto: Marcelo Calazans)Erosão ignorada pela empresa de tapa-buraco (Foto: Marcelo Calazans)
Ricardo foi buscou as imagens das câmeras (Foto: Marcelo Calazans)Ricardo foi buscou as imagens das câmeras (Foto: Marcelo Calazans)

Empresa de tapa-buraco em Campo Grande prestou o serviço em uma rua onde não tinha erosões, mas as poucas crateras da rua, foram ignoradas pelos trabalhadores. O flagrante foi feito por câmeras de segurança do Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social, no dia 13 de janeiro deste ano.

A suposta irregularidade foi percebida pelo presidente do sindicato, Alexandre Costa, quando retornou do recesso no início do mês de janeiro. A entidade fica na Rua dos Pinheiros, no Bairro Amambaí. O que chamou a atenção é que a rua tem pouco movimento e, consequentemente, da boa conservação do asfalto.

“No dia estava bem nítido o piche onde foi feito o serviço. Mas ali não tinha buraco”, disse o presidente. Segundo o vice-presidente da entidade, Ricardo Alexandre Correia Bueno, o vídeo, que está editado, só foi divulgado agora porque antes não tinham acesso às imagens do circuito de segurança.

Próximo do local onde a empresa cobriu supostas falhas asfálticas com piche, estão pequenas erosões expostas que também deveriam receber o serviço. Em alguns casos é possível ver a terra abaixo da camada asfáltica.

Os moradores da rua também estranharam o serviço de tapa-buraco na região, já que não havia erosões na via. Ana Mary Ayala, 42 anos, mora na rua há 10 anos e não viu necessidade do serviço. “Não tinha buraco nenhum na quadra de baixo”, afirmou. Ela aproveitou para reclamar de outras regiões mais necessitadas. “Na Bandeirantes o amortecedor, alinhamento e balanceamento vão pro pau”, reclamou.

A aposentada Rosa França, de 78 anos, mora no endereço há 41 anos e jura que também não viu buraco para ser tampado. “Recentemente não tinha buraco. O negócio era recapear todas as ruas”, criticou.

O secretário de Infraestrutura, Valtemir de Brito, disse por meio de sua assessoria, que vai enviar uma equipe técnica ao local para avaliar o serviço. O responsável do caminhão também será entrevistado para dizer o que aconteceu.

Segundo a Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), até o fim da semana o laudo deve ser concluído.

Assista, a seguir, dois vídeos sobre a ação na rua, sendo que o segundo é editado e conta com a narração feita por Bueno:



Nossa e lá em frente de casa tem um buraco enorme faz um tempão e esse pessoal fazendo serviço onde não precisa, vai lá no bairro Joquei clube pra ver o tanto de buraco que tem nas ruas lá, vou passar o endereço rua das margaridas com a rua sol nascente vai lá!!!!
 
Eduardo em 27/02/2015 08:11:39
A rua onde moro não tinha buracos, um dia, já há alguns meses, cheguei do trabalho e surpreendentemente vi vários remendos, onde não me lembro de haver buracos. Mas, a tal operação causou foi problemas que não existiam antes, pois ao passarem com o rolo compressor em cima da lama asfáltica foram abrindo buracos que antes não havia, como quando você passa glacê sobre um bolo e se não tomar cuidado, acaba estragando mais do que arrumando. Tamparam buracos que não existia e criaram buracos onde não havia, e devido ao tempo que isso aconteceu, e com essas constantes chuvas, esses buracos estão ficando maiores. Adianta reclamar, denunciar? Agora que os buracos realmente estão lá, não aparece mais ninguém pra arrumar o estrago.
 
Mariana Carvalho em 26/02/2015 22:56:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions