A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

22/02/2018 11:47

Número de assaltos até caiu, mas casos estão mais violentos na Capital

Os números são altos, mas se comparados com o mesmo período do ano passado, quando foram 450, houve queda de 26%. Porém, os casos estão mais violentos

Viviane Oliveira e Danielle Valentim
Bandidos que invadiram casa no Tarumã foram presos dias após o crime (Foto: Danielle Valentim)Bandidos que invadiram casa no Tarumã foram presos dias após o crime (Foto: Danielle Valentim)

Nos primeiros 22 dias deste mês, Campo Grande teve 333 roubos. Em média, são 15 registros por dia - dois a cada 1 hora. Os números são altos, mas se comparados com o mesmo período do ano passado, quando foram 450, houve queda de 26%. Porém, os casos estão mais violentos. Em muitos deles, as vítimas são amarradas, agredidas e feitas reféns.

Conforme o delegado da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), Reginaldo Salomão, na última semana, ocorreram quatro a cinco roubos com restrição a liberdade (situação em que as vítimas ficam horas em poder dos bandidos) uns focando roubos a veículos e outros a residências. “Alguns casos já foram solucionados. Em outros, já temos algumas linhas de investigação e a gente vai reprimir.” O perfil das vítimas, pelo menos na maioria, são mulheres e idosos.

O mês de janeiro fechou com 556 crimes dessa natureza. No total, no ano passado foram contabilizados 6.628 roubos. O mês em que houve mais registros nas delegacias da cidade foi em março, com 683 casos. 

Policiais do Garras na casa do casal que foi feito refém no última sábado (17) (Foto: Marcos Ermínio) Policiais do Garras na casa do casal que foi feito refém no última sábado (17) (Foto: Marcos Ermínio)

Crimes - No começo da semana, por exemplo, três bandidos armados e com capuzes invadiram uma casa, amarraram as vítimas de 56 anos e 21 anos - mãe e filha - e fugiram levando o Fiat Uno da família. O caso aconteceu no dia 18, no Jardim Tarumã, saída para Sidrolândia. O automóvel foi recuperado e os bandidos, Isla Cardoso Pereira, 21 anos, e Paulo Henrique Neponucena Viana, 24 anos, foram presos na tarde de terça-feira (20) em uma casa no Jardim Los Angeles.

Na madrugada de quarta-feira (21), em um intervalo de apenas 20 minutos, dois casos de roubo com sequestro relâmpago foram registrados. As vítimas - um motorista do aplicativo Uber e um operador de cobranças da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos). Em ambos os casos, as vítimas foram feitas reféns e depois abandonas em locais hermos. O motorista de aplicativo chegou a ser agredido e teve o carro roubado por quatro pessoas, sendo dois homens e duas mulheres. 

Por volta das 23h30 da noite de sexta-feira (dia 16), casal de namorados - de 21 e 26 anos - foi sequestrado durante roubo de carro, na Rua dos Barbosas, no Bairro Amambaí, região central. Depois de quase 10 horas de aflição e sob o poder dos bandidos, as vítimas foram liberadas no Jardim Campo Belo.

O VW Voyage, de cor prata, levado do casal foi encontrado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) no fim da manhã de sábado. Os criminosos ainda não foram presos. Nos dois casos, os motoristas foram feitos reféns e só foram liberados após horas em poder do criminosos.

Jovem é abordado em praça e tem carro roubado na Bairro Chácara Cachoeira
Rapaz de 22 anos teve o veículo roubado após ser abordado por três bandidos em uma praça no Bairro Chácara Cachoeira, próximo ao colégio Paulo Freire...
Mulher luta com ladrão para impedir roubo em salão e acaba agredida
Após agredir vítima durante roubo e ser perseguido por moradores, Kaio Henrique Silva, 20 anos, foi preso na tarde de ontem (21) na Rua Brigadeiro To...
Polícia registra dois roubos com reféns durante a madrugada na Capital
Em um intervalo de apenas 20 minutos, dois casos de roubo com sequestro relâmpago foram registrados na madrugada desta quarta-feira (21), em Campo Gr...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions