A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/06/2013 11:09

Número de famílias endividadas sobe e de inadimplentes desce em Campo Grande

Jéssica Benitez

Após dois meses consecutivos em queda, o endividamento entre famílias campo-grandenses voltou a subir em junho, conforme aponta a PEIC (A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), divulgada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Serviços, Bens e Turismo). Em maio o percentual era de 59,3%, mas agora passou a ser 61,7%, totalizando alta de 2,4%.

Entram na soma de “endividados” famílias que têm contas parceladas por meio de cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimos, prestações de carros e seguros. O aumento, porém, não causa preocupação, conforme adiantou o presidente da Fecomércio do Estado (Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul), Edison Ferreira de Araújo.

Isso porque datas comerciais, como o Dia dos Namorados comemorado em 12 de junho, por exemplo, estimulam vendas parceladas. “Um aumento já esperado uma vez que tivemos em junho o Dia dos Namorados, uma das datas mais importantes do ano e 37% indicaram que iriam fazer suas compras a prazo, conforme nossa pesquisa”, explicou.

Em contrapartida, ainda segundo a mesma pesquisa, o número de famílias que não conseguirão quitar suas dívidas caiu 2%. Em maio 9,3% dos entrevistados disseram que não teriam condições de pagar os débitos feitos pela família. Em junho o número apresentado foi 7,3%.

Também houve redução considerável no índice das famílias endividadas e com contas em atraso, que de 30,2% passou a 27,8%. Sobre o tipo da dívida, 70,4% têm compromissos no cartão de crédito, 19,2% com carnês e 13,2% pagam financiamento de carro. Para 37,4% o compromisso vai durar por mais de um ano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions