A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/07/2011 12:02

OAB denuncia policiais militares que prenderam e algemaram advogada

Ítalo Milhomem

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional de Mato Grosso do Sul) apresentou denúncia contra os policiais militares que prenderam e algemaram uma advogada, de 30 anos, que falava ao celular, enquanto dirigia, quando voltava da Penitenciária de Segurança Máxima na última terça-feira (28), em Campo Grande.

De acordo com presidente da OAB/MS, Leonardo Duarte, foi encaminhado ofício ao juiz-auditor da Justiça Militar, ao Ministério Público Militar e à Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública, pedindo a abertura de processo de ordem criminal e administrativa contra policiais militares da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais), que prenderam a advogada. A assessoria jurídica da OAB/MS também irá ajuizar ação cível contras os policiais.

Duarte afirma que não é do dever dos policiais militares da Cigcoe fiscalizar as questões de trânsito, muito menos a iniciativa que tiveram ao fecharem o carro da advogada, e obrigá-la a descer do veículo para, em seguida, dar voz de prisão.

“Nada justifica o uso de algemas em uma profissional que não representava qualquer perigo para os policiais”, argumenta o presidente da OAB/MS.

“O uso de algemas só pode ser realizado quando presentes os requisitos e objetivos da súmula 11 do STF (Supremo Tribunal Federal): resistência à prisão e perigo de fuga. Como uma advogada iria fugir de quatro policiais de elite da PM, que, ainda por cima, estavam armados?”, questiona Leonardo Duarte.

A Cigcoe divulgou nota, na quarta-feira (29), informando que os policiais militares envolvidos na ocorrência foram ouvidos na Corregedoria e afirmaram a abordagem foi necessária, pois a advogada estava dirigindo e falando ao celular ao mesmo tempo, infringindo o código de trânsito. Ela também teria se recusado a parar o carro, quando solicitado pela guarnição e ainda teria ofendido os policiais.

Quanto ao uso das algemas na prisão da advogada, a legalidade está sendo apurada pela Corregedoria.

Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...
Mau atendimento e buracos em pista atrapalham alunos em prova do Detran
O mau atendimento prestado por alguns dos examinadores e buracos presentes na pista de provas do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato...


Sr. Carmo Rojas para de ser corporativista, se vc não sabe os policiais tem filmagens dos atos praticados por sua colega. Não fale o que não sabe e não viu. MENOS!!!
 
Marcos santos em 03/07/2011 02:50:44
a advogada cometeu uma infraçao de trãnsito até ai concordo com os policiais, mas nada justifica a violência contra a infratora, era bem mais fácil eles passarem a placa dela para a ciptran sem esse caos todo que eles causaram e pararam literalmente o trãnsito no local.

Agora eu me pergunto se eles sao tao "preparados", sao a "ELITE" da policia, porque que eles nao acabam com o tráfico de cocaína ali dos riquinho no MIÇA,BODEGA?

dentre muitos lugares onde eles nao fazem abordagens, esses PMzinhos sao bem despreparados e se acham os donos da cidade, agora vao responde um administrativo ai pra ficar esperto e a advogada pagar pela sua infração e levar adiante seu processo contra o estado.


êêêêbrasil viu, esses como diz a musica do planet hemp, esses porcos far.......
 
Higor Brandão em 02/07/2011 12:39:23
ESTÁ ERRADO OS POLICIAIS PELO ABUSO!
ESTÁ ERRADA A advogada,por falar ao celular dirigindo.
MAS tem muito policial da PM defendendo e mandando mensagens bem em ditames da policia, (girias) que são de uso no meio da corporação !
Mas quando , a corporação é ferida! todos se unem e tomam as dores!
E viram coitados e santos!
mas é covardia quatro homens contra uma mulher! que facilmente poderia ser dominada!
A POLICIA é ABUSADA SIM! FORA OUTROS policiais que são exemplos e não merecem certos comentários !
Há policiais e policiais!
Infelizmente, nem todos são capacitados como deveria!
Falam dos advogados que são cheios de querer!
mas acham alguns policiais que são "rambos" e estão acima de tudo e de todos!
DEIXANDO CLARO QUE NÃO SÃO TODOS!
Pois, conheço policiais que agem com muito profissionalismo e educação!
e esses merecem tanto o nosso respeito!
MAS, tem coisa mal explicada dos dois lados tem?
MAS COMO DIZ O DITADO CADA UM NO SEU QUADRADO!
 
Ariane Leterielo em 02/07/2011 12:09:51
Se essa advoga, que estava dirigindo e falando ao calular tivesse causado um acidende, todos iriam
comentar: olha lá, tinha um viatura da PM que viu e não fez nada; os policiais atuaram na prevenção, como diz a constituição ( cabe a PM o policiamento preventivo e ostensivo).
Mas vamos fazer o seguinte, agora com essa nova lei( 12.403) que vai liberar 80.000 preso; se tiverem um problema liga pra OAB.
 
silva gomes em 02/07/2011 12:08:13
POLÍCIA X ADVOGADO? NÃO, NÃO É ESSA A QUESTÃO!!!

PARABÉNS A OAB POR MOSTRAR UNIÃO E INTERESSE A CAUSA DE UM DOS SEUS!

MAS ME PERMITAM QUESTIONAR, SE NÃO FOSSE ISSO, OU SEJA, SE A VÍTIMA NÃO FOSSE UMA ADVOGADA E SUA REPRESENTANTE DE CLASSE (OAB) TOMASSE PARTIDO, SERÁ QUE TAL ASSUNTO SE TORNARIA TÃO POLÊMICO?

ACREDITO QUE NÃO, SALVO SE AQUELA CIDADÃ (QUE É O QUE ELA ANTES DE SE QUESTIONAR SUA PROFISSÃO) QUE FOI ALGEMA, HUMILHADA, AGREDIDA, SOFRESSE COISA PIOR...

(IMAGINEM SE NA AÇÃO DESPREPARADA DA POLÍCIA A MESMA SOFRESSE UM ACIDENTE... IMAGINEM SE ELES ATIRASSEM CONTRA A MESMA...)

É, COM CERTEZA, SE AQUELA CIDADÃ NÃO FOSSE ADVOGADA E SUA CLASSE NÃO TOMASSE PARTIDO DA SITUAÇÃO, SERIA SÓ MAIS UMA ATITUDE DESPROPORCIONAL, DESEQUILIBRADA, HUMILHANTE, PRATICADA POR POLICIAS SEM PREPARO (NÃO SÃO TODOS) CONTRA UM CIDADÃO, A FINAL ISSO ACONTECE DIARIAMENTE, NÃO É?

ESSA QUE DEVE SER A POLÊMICA: POLÍCIA DESPREPARADA X CIDADÃO INDEFESO.

PODERIA SER QUALQUER UM DE NÓS, DESEMPREGADO, MÉDICO, PEDREIRO, AMBULANTE, ENGENHEIRO, POUCO IMPORTA, O QUE É QUESTIONADO AQUI É A ATITUDE DESREGRADA DAQUELES POLICIAS!

A QUESTÃO NÃO É SER MELHOR DO QUE NINGUÉM PORQUE É ADVOGADO... A QUESTÃO NÃO É SE ACHAR NO DIREITO DE USAR CELULAR ENQUANTO DIRIGE...

TODOS NÓS SABEMOS QUE ISSO É PROIBIDO PELA LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO – E LEMBREMOS É PASSÍVEL DE MULTA E NÃO PRISÃO!

O PROBLEMA É, ATÉ QUANDO AQUELES QUE DEVEM ESTAR AÍ PARA NOS PROTEGER, VÃO AGIR DE FORMA TÃO IMPRUDENTE!


 
Carmo Rojas em 02/07/2011 11:23:54
Vivemos numa capital que infelizmente a policia militar ainda tem muita gente despreparada para lidar com cidadãos, eles sao bons as vezes para matar e colocar um revolver na mao do cara e falar que ele reagiu. Chegam numa ocorrencia e ja formam juizo e tomam partido e so serve se ferrarem outra parte. de qq forma querem ferrar alguém. Não estudam, nao se instruem, nao sabe nada de leis, muito embora trabalhem como operadores da lei e dai se for depender do conhecimento deles muitos inocentes se ferram. infelizmente eles é o que sobrou da ditadura. quando acham alguém para questionar os atos de " rei na barriga' que eles tem a pessoa corre até risco de vida. até quando vamos viver numa sociedade que o perigo vem tanto do bandido como de uma policia despreparada que as vezes nem consegue separar infração leve de uma infração grave. As vezes qdo atendem alguma ocorrencia, ao invés de resolver um problema criam um problema maior. sinceramente eu me sinto envergonhado com esse tipo de polícia de quinto mundo... nao quero aqui entrar no mérito do abuso dos que acham que tem o " rei na barriga". mas esse caso ta muito longe se ser um caso isolado. eles são assim, tornam uma ocorrencia que poderia ser resolvida racionalmente simples, numa guerra... enquanto isso muitos coitadinhos pagam o pato....ai de quem questionar as barbaridades!!!
 
joel pereira em 02/07/2011 09:29:05
Muito bem Sr Leonardo Duarte, o Sr acha um absurdo um guarnição da Policia Militar prender uma advogada, mas acha normal que esta mesma advogada se envolver com criminoso ou o Sr não se lembra???Ha to sabendo tambem que tem filmagens dessa mesma advogada desacatando os policiais.
 
joão cunha em 02/07/2011 09:20:33
Se a Policia errou ou cometeu abuso precisa sim ser apurado. Porem, o Cigcoe pode como qualquer policial pode autuar a advogada por infracoes de transito (primeiro erro do Leonardo). Quanto ao uso da algema eh possivel sim se a advogada causou algum tipo de perigo tanto aos Policiais como a ela mesma ou a terceiros como estah na sumula do STF (segundo erro do Leonardo). Agora virou moda presidente da OAB querer aparecer toda hora neh, desde a epoca do Fabio Trad eh isso. Morre um pernilongo a OAB quer aparecer, meu vizinho estah com a unha encravada tah lah a OAB. Falar dos outros eh muito facil pq nao cuida da propria casa. Lembram daquele advogado de bonito que lesou muitos velhinos, nao responde nada na OAB. Tribunal de Etica, Estatuto da Ordem, isso eh uma piada como a OAB eh uma piada. Ruim isso pq existem bons advogados mas se o exemplo nao vem de cima o que exigir dos outros. Parabens Cigcoe continue pegando bandidos, inclusive, os travestidos de advogados.
 
Ricardo almeida silverio em 02/07/2011 08:44:58
A grande maioria criticaram os policiais em questão, alguém já parou pra pensar ou ate ouviram a versão deles, e muito fácil atirar pedras, pelo que da pra perceber a Advogada esta completamente certa em dirigir e falar ao celular, isso sim e uma infração de transito, mas então eu me pergunto pra que ter a policia nas ruas fazendo ronda se os mesmo não podem autuar uma irregularidade e por estas e outras que o transito da nossa capital vai continuar matando pessoas inocentes por causa dessas pessoas que acham que estão acima da lei.
 
nelson de souza em 02/07/2011 08:31:52
Bem disse o leitor lá em cima. CIGCOE parece BOPE pantaneiro. Quero ver os diplomas dos cursos que eles frequentam para se julgarem policiais melhores que os outros. Por favor PM, vocês tem é que fazer patrulha em todos os plantões. Gerenciamento de crise, quem tem tropa preparada em Brasília é a Polícia Federal e o resto é invenção de algum coronel sem ter o que fazer. Quanto a advogados, creio que se julgam acima do bem e do mal. Verdadeiros sócios do que o cidadão constroi durante uma vida inteira. Precisou de um advogado, processo durando em média 4 anos e lá se vai 40% para o bom moço da sociedade.
 
Rinaldo Ribeiro em 02/07/2011 08:29:09
E tem mais....esta advogada e os responsáveis responderão por falsa acusação de crime e constrangimento ilegal por esta exposição negativa e indevida desses funcionários públicos exemplares que apenas estavam cumprindo seu dever...
 
Paulo Candido em 02/07/2011 07:57:19
O,PRESIDENTE DA OAB/MS ESTA POR FORA O POLICIAL MILITAR AGE EM QUALQUER CIRCUSTANCIA, POR ISSO NO CEFAP TENHE INSTRUÇÃO DE TRÂNSITO.... QUEM TÁ DESPREPARADO E O PRESIDENTE DA OAB... ELE TENHE QUE SE INTERAR -, E A ADVOGADA, E UM PESSIMO EXEMPLO DESPREPARADA.ELA. TENHE CONHECIMENTO DAS LEIS...ELA SABER QUE NÃO PODE FAZER O QUE ELA FEZ... ELA QUE SER MANCHETE (( QUER ASSUNTO )) DEVER DE PORTA DE CADEIA...
 
luiz carlos da silva em 02/07/2011 07:24:26
O QUE É TRISTE E VERGONHOSO DE SE LER NESSES COMENTARIOS QUE PESSOAS COM PODER DE JUIZ PARA JULGAR, FICO REALMENTE TRISTE POIS ESTAMOS PRESTES A COLOCAR NAS RUAS CERCA DE 40% DO SISTEMA PRISINAL, DEVIDO AO NOVO TEXTO CODIGO PENAL, ONDE CRIMES COM ATÉ QUATRO ANOS DE RECLUSÃO, TERA DIREITO A FIANÇA....MAIS ENQUANTO ISSO, VEMOS ESSES COMENTÁRIOS ABSURDOS SOBRE QUEM ESTA CERTO OU ERRADO SOBRE ESSE ASSUNTO, O QUE SEI É QUE O CTB ( CODIGO DE TRANSITO BRASILEIRO ) DIZ QUE DIRIGIR E FALAR AO TELEFONE AO MESMO TEMPO, CONSTITUI INFRAÇÃO DE TRANSITO, O QUE HOUVE COM ESSA ADVOGADA, POREM O QUE ELA DISSE AOS POLICIAIS, SOMENTE ELA E ELES PODEM FALAR, SOBRE A ALGEMA, ACREDITO QUE POR SEREM BEM TREINADOS, A CIGCOE, EM HIPOTESE ALGUMA, USARIAM ALGEMAS EM SITUAÇÕES EM QUE NAO FOSSE NECESSÁRIO, NÃO SOU JUIZ PARA JULGAR, QUEM ESTA CERTO OU ERRADO, O QUE TEMOS QUE PARAR É DE SERMOS HIPÓCRITAS DE FICARMOS DANDO MUITA ENFASE EM COISA PEQUENA, QUE É ESSE FATO...ISSO É LAMENTAVEL
 
renato santos em 02/07/2011 04:21:24
A OAB está no seu papel, claro, afinal, é o dinheiro dos advogados que lhes paga os salários e lhes garante mordomias. Mas a PM também tem sua associação. Cadê a ACS PM/BM do Estado, a AOFMS, será que a instituição vai desamparar seus filhos e deixá-los à mercê dos lobos, no caso de uma ariranha (pq não posso escrever outra coisa) irresponsável, arrogante e mentirosa?
 
marly siqueira caramalack em 02/07/2011 01:52:11
Problema de fácil resolução:
1) Suspensão imediata, dos policiais envolvidos, das atividades operacionais ostensivas;
2) Abertura, imediata, de procedimento administrativo para apuração dos fatos;
somente assim, a Instituição Polícia Militar, estará dando uma resposta satisfatória para a população.
 
Roberto Souza em 01/07/2011 12:48:06
a lei de falar no celular foi feita p/tds, a inflaçao sim. principalmente para os advogados
 
ester reis em 01/07/2011 12:44:35
Quem precisa ser algemado é o bandido, mas isso não acontece porque esses maus policiais são parceiros dos meliantes. Fica aquí a minha indignação e o meu protesto. Haroldo de Barros - Advogado - Corumbá Ms.
 
HAROLDO AMARAL DE BARROS em 01/07/2011 12:30:27
Na semana que vem os portões das penitenciárias serão abertos. Entre a sociedade e os infratores da lei, existirá, somente, a polícia. Então, cuidado com julgamentos precipitados. A polícia também merece respeito. A cidadania começa em casa e com respeito às leis. Ninguém é maior do que a lei. O policial não é obrigado a ouvir calado e sem atitude ofensas proferidas por quem quer que seja. O policial é um profissional, mas também um cidadão. Um cidadão que paga seus impostos. Um cidadão que muitas vezes não tem o reconhecimento de seu trabalho porque infelizmente boa parte da sociedade se coloca acima da lei. Entretanto, essa mesma parte da sociedade quer que a polícia proceda com rigor quando, no trânsito, alguém que fala ao telefone celular ou passa o sinal vermelho atinge seu carro novo ou mata seu filho...reflitam.
 
Patrícia Carvalho em 01/07/2011 11:24:24
Então um advogado trabalhista não pode atuar em outra área? os policiais do CIGCOE elocubraram que a nobre causidica iria fugir, e por isso fizeram uso de algemas. se ela tivesse me procurado eu iria fazer igual ao que eu orientei vários clientes que é armar um barraco daquele na porta do CIGCOE. todo mundo me teme, por causa da ONG Brasil de verdade ao qual tenho participaçao no cargo de presidente de honra, a doutora mestra claudinha magalhaes tambem poderia dar seu veredicto sobre esse caso intrincao e preocupante pois estao nos algemando a toa ultimamente e primeiramente eu queria dizer a esses policiais sem preparo, sem cultura e saber juridico que advogado inscrito na ordem tudo pode desde que esteja em dia com suas obrigaóces fiduciarais.
 
Paulo Magalhães Araujo de Carvalho Oliveira em 01/07/2011 11:14:12
Advogado e um profissional como qualquer outro, um padeiro, carpinteiro ou verdureiro, com a unica diferênça que os três ultimos, eu tenho respeito.
 
Nilda Santos em 01/07/2011 10:56:31
O Sr. Alan Otavio fez uma coerente análise e como professor merece o título de mestre ao invés desses defensores da infratora de trânsito que gostam de ser tratados com o titulo de Dr. sem nunca terem feito doutorado, meros bacharéis de direito em muitos casos e a ilustre OAB ao invés de se posicionar pelo cumprimento da lei mostra-se como sempre um órgão ora corporativista ora pólitico para se galgar um lugar no TJ pelo famoso quinto constitucional ou em outro cargo público (Congresso ou AL).
 
Airton Santos em 01/07/2011 10:09:59
E como dizia um sábio "Pau que dá em Chico, também dá em Francisco"
 
sandra lima em 01/07/2011 09:13:21
Nem todos os policiais podem autuar(notificar) no trânsito, mas todos podem e devem policiar, sob pena de prevaricação se assim não o fizerem.
 
Kelly Lúcio Queiroz Pereira em 01/07/2011 08:27:16
NOSSA QUANTOS COMENTÁRIOS....Gostaria de dizer ao ispicialista Dutor Luis de Direito Militar, a Tereza, a Ana Claudia, ao ALAN, ao Professor, que ninguém precisa duvidar que todos vocês além de não saberem o que dizem e não entenderem nada de lei e muito menos de direito de qualquer cidadão, tratam-se todos vocês de POLICIAIS MILITARES. Engraçado, por que não se identificam como Policiais Militares??? Não sou ADVOGADO, pelo contrário, sou POLICIAL MILITAR e gosto de ser policial. Vou ser imparcial e meus colegas se é que assim posso chamar aqueles que trabalham na CIGCOE, pois julgam-se melhores do que qualquer um outro policial de batalhão que estão no dia a adia dando um duro na rua, colocando a vida em perigo, que os policiais da cigcoe estão muito errado, estão mesmo. Tem o costume de acelerar viaturas atrás de veiculos para chamar a atenção do condutor, gritam e xingam os motoristas dos carros que vem pela frente. Conheço essa guarnição que abordou essa advogada, e todos eles não são flor que se cheira, é só olhar quantas vezes já foram eles mesmos vítimas de muitos desacatos ou desobediências?. Coincidência?e resolvi postar o meu comentário, pois pensando em DEUS, não posso deixar essa advogada ser massacrada quando ela não teve qualquer culpa, estava indefesa e mesmo assim foi agredida em sua honra e em sua integridade física. Parabens Presidente da OAB pela sua atitude, e vou dizer mais, pertenço a essa POLICIA MILITAR DE MS, mas essas denúncias não vai dar em nada, não vai haver apuração, vai acabar em pizza. Até o corregedor da polícia militar anterior ao judice foi exonerado porque queria apurar os puliciais da CIGCOE, imagine se uma andorinha vai fazer qualquer verão? A CIGCOE cumpre favores a políticos que não posso aqui dizer, imagine se as costas da CIGCOE não é quente? Vou definir aqui, nem mesmo se os policiais da CIGCOE quisesse multar a advogada quando falava ao celular, não poderia, porque a CIGCOE não é agente de trânsito, é só os policiais do Trânsito. Eles chamaram uma outra guarnição do trânsito para multar a advogada, pode conferir mais uma ilegalidade, e se os policiais do trânsito não viram ela conduzindo o veiculo e falando ao celular, não poderiam multá-la baseado em informações da CIGCOE. Não vou dizer mais nada, porque mesmo sendo policial militar, tenho vergonha de ver o que os meus colegas elitizados fazem com as pessoas, irritaram tanto essa advogada quando a algemaram na rua, fizeram tanta palhaçada com ela, ao ponto de ela retribuir as agressões verbais, e só aí começaram a filmar e filmaram mesmo ela xingando e para quem assisti, parece que a advogada que ofendeu. QUEM DUVIDA ESPERA SER ABORDADO PELA CIGCOE E VAI PEDIR AJUDA PARA A OAB, PORQUE VOCÊ VAI SER A PRÓXIMA VÍTIMA.
 
paulo lacerda em 01/07/2011 08:26:28
A defesa de um direito é inerente à natureza dos direitos. A Constituição Federal de 1988 assegura as prerrogativas, verdadeiros direitos do advogado, desde a mera ameaça até sua lesão (artigo 5º, XXXV da Constituição Federal/88) cominando pela indenização pelo dano material ou moral decorrente da violação de sua intimidade, vida privada, honra e imagem no livre exercício de seu ofício, limitado apenas pela lei. Na defesa destas prerrogativas é importante que se ressalte, não se encontra o profissional da advocacia, sozinho, mas acompanhado de toda a classe e da entidade que o representa, a Ordem dos Advogados do Brasil, e suas seccionais e subseções, consoante dispõe o artigo 44, II do Estatuto da Advocacia e da OAB. Em hipótese alguma, defende-se o corporativismo cego, mas, a defesa solidária do advogado, enquanto alvo de ilegalidade e abuso de poder. Parabéns Dr. Leonardo Duarte,pelo belo trabalho exercido em nossa OAB, contribuindo assim para a valorização da justiça e preservação do Estado Democrático de Direito.

 
Reinaldo Santos Monteiro em 01/07/2011 08:23:32
Sou soldado da Polícia Militar em Mundo Novo e Bacharel em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, tendo me formado em 2010. Entendo que minha opinião é extremamente suspeita, pois vou defender meus irmãos de farda, apesar de alguns pesares. Conheco o alto nível de treinamento da Companhia de Gerenciamento de Crises, e acredito que se os Militares agiram daquela forma, foi a alternativa que restou para deter alguém que talvez acredite ser "autoridade", mas na verdade é uma profissional liberal, assim como um dentista ou operário da construcão civil, todos trabalhadores que merecem ser bem tratados, a não ser que cometa algum erro e precise ser algemado para a seguranca dele (detido) ou da equipe policial responsável pela prisão.
 
Nilson O. da Silva em 01/07/2011 08:22:04
Parabéns à Drª. Ana Cláudia pelo feliz comentário.
A OAB deveria sim, se preocupar com questões de interesse coletivo e deixar o corporativismo de lado.
Quantas pessoas são algemadas todos os dias e nem por isso ouvimos os "gritos" estridentes da Ordem dos Advogados do Brasil.
Advogados também estão sujeitos à lei.
 
JOAO PEDRO em 01/07/2011 08:18:25
Se essa advogada,não quero nem citar o nome dela, entendesse um pouquinho só do que deveria ter aprendido em sua formação teria descoberto a sequência de erros cometidos, descobriria também que, recorrendo da infração praticada pela mesma, talvez nem a multa precisaria pagar... no tocante a sumula do STF ela é clara; se houver perigo de fuga ou iminente perigo a integridade física do preso, dos policiais ou de terceiros o uso é legal, leia o códogo de transito e descubra que a Policia Militar tem competência para fiscalizar o trânsito, vale ressaltar que a CIGCOE é uma CIA da PM, por último "vossa magnitude" descubriria que desacatar funcionário público no exercicio da função ou em razão dela é crime.
Por isso se a Polícia mandar parar pare, se for infração de trânsito você será liberado após sanar a irregularidade, é simples assim.
 
Rosilaudo Vaz da Silva em 01/07/2011 07:47:49
EI CIGGOE OLHA A FORÇA, É UMA INFRAÇÃO DE TRÂNSITO COMETIDA POR UMA MULHER SÓ, NÃO É A GUERRA NO MORRO DO ALEMÃO,NÃO VIAJA, TOMA GUARNIÇÃO, OH CHEFE DE VIATURA PRESTA A ATENÇÃO!! SAIBA DOSAR E USAR A FORÇA DE SEUS SUBORDINADOS, UMA OCORRÊNCIA PEBA DESSA E SUJA O NOME DE UMA COMPANHIA INTEIRA, AGORA AGUENTA A PRESSÃO.
 
RODOLFO DA SILVA LOPES em 01/07/2011 07:42:36
Policia para quem precisa de policia, vergonha de âmbos, dirigindo de celular em via pública é brincadeira, policiais cujo nome é de policia de elite, brincadeira. Volto a perguntar como foi os treinamentos e instruções desses policiais, vergonhosa atitude , OAB neles.
 
Carlos Miranda em 01/07/2011 07:38:23
Faço as palavra da Dra. Ana Cláudia, as minhas. Ficamos perplexos com a atitude da OAB, reconhecemos que possivelmente houve excesso em algemá-la, mas não é porque é advogada não tem que cumprir a lei que é dever de todos, inclusive dos profissionais que as defendem ( ou pelo menos o juramento foi esse). Deveriam sim é correr atrás de declarações do Ari Rigo, que aos poucos estão pedindo para serem arquivadas, mesmo antes de investigar a veracidade.Se por ventura a Dra. estivesse sendo punida ou presa por ser advogada, com certeza a OAB deveria tomar suas dores, mas ela transgrediu a lei como qualquer outro cidadão comum, ou ela por ser advogada não tem necessidade de cumprir algo? É uma pena mais um caso para servir de chacota nosso Estado mais uma vez, já não bastam os noticiários de corrupção sem que ninguém tomem providências? Se estivesemos num país sério, todos seríamos iguais perante a lei, pois aqui conforme o diploma e a carteira que carregamos no bolso, temos uma lei para cada.
 
Kamél El Kadri em 01/07/2011 07:35:31
É uma lastima as pessoas comentarem sem saber realmenteo que aconteceu... pois bem
a Sr. em questao estava falando ao celular e dirigindo, recebeu ordem (legal) de parada e nao obedeceu, e ainda xingou os policiais.
Esta cometeu os seguintes erros: infringir o codigo de transito, desobedecer ordem de parada, desacato a autoridade, e resistencia.
Ela NÃO foi presa porque estava falando ao celular, e sim porque DESACATOU os policiais, sem falar da contravenção de resistencia a prisão.
ufa... era so ela parar, entregar os documentos para ser notificada, e ir embora, afinal ela estava errada.
 
dayanna nascimento em 01/07/2011 07:30:13
"Duarte afirma que não é do dever dos policiais militares da Cigcoe fiscalizar as questões de trânsito"

Fiscalizar é dever até mesmo da população, se os policiais não tivessem tomado atitude diante da clara infração da advogada estariam prevaricando.
Já a abordagem sim deve ser investigada para apurar se houve abuso de autoridade.
 
JEAN SANCHES em 01/07/2011 07:29:46
"Será que uma mulher, só, representou perigo aos destemidos policiais militares?"
"remetente: Paulo Cunha em 01 de julho de 2011 - sexta às 15:47"

Só uma correção enviada pelo colega Paulo Cunha. O uso de algemas, não é só para proteger a vida dos policias, como também a vida da prórpia advogada, pois nessas horas, quando descontrolada, nunca se sabe o que passa na cebeça da pessoa.
Outra coisa, se até o mesmo o nosso ilustre Senhor Governador do nosso Estado obedece a órdem de parada, por que a advogada não pode parar? fica ai essa pergunta.
 
Dougla Sanshes em 01/07/2011 07:24:47
espera, imagens falam mais que palavras, vocês vão conhecer a verdadeira face da inocente "dotora", ESPEEEEEEEEEEEEEEEEEEEERA!!! só pra esclarecer as vezes é necessário o uso das algemas para proteger pessoas que entram em histeria ao perceberem a Merda que fizeram, Sr. Presidente da OAB , fala pra ela te contar a verdade, antes de tomar decisões. micro-cameras, celulares, maquinas fotograficas que filmam hoje todo mundo tem, e sempre tem alguem filmando por ai ,kkkkkkkkkkkkkkkk.
 
Marcelo santos em 01/07/2011 07:20:09
nossa despreparo mesmo da pra ver nos comentarios rsrs
 
jose carlos em 01/07/2011 07:19:44
CIDADÃO E CIDADÃO BANDIDO E BANDIDO, VAMOS SER REALISTA TEM ALGO ERRADO AQDVOGADA FALANDO NO CELULAR PROXIMO A PRESIDIO O PESSOAL ESTAVA MONITORANDO E FOI REALIZADO UMA ABORDAGEM

ACHO QUE A OAB DEVERIA SE PREOCUPAR COM SEUS PROFISSIONAIS QUE APLICAM CALOTE NOS CLIENTES... E ENVOLVIDO COM A BANDIDAGEM
 
paulo henrique em 01/07/2011 07:13:46
Um absurdo o que esses policiais fizeram à nobre advogada que exercia seu irrestrito direito de falar ao telefone enquanto dirigia em uma via pública. Todos nós sabemos que em nosso país a OAB está muito acima do bem e do mal e seus integrantes podem fazer o que bem entenderem. A OAB age conforme o esperado e, certamente, lutará para que sejam punidos severamente os algozes da distraída profissional das leis. Data venia!
 
Eduardo Figueiredo em 01/07/2011 06:50:35
Bem, se a advogada estava infringindo a norma de transito ela pode, com certeza, ser parada pela Cigcoe que tomará as medidas cabíveis.
Quanto a sua prisao, ela pode SIM ser presa em flagrante desobediencia, resistencia ou desacato. Caso sua reacao tivesse causado transtornos à ocorrencia como: perigo à integridade fisica dos policias ou mesmo resistencia, o uso da algema é totalmente permitido(ver súmula vinculante: 11 STF).
Porém, isso tudo tem de ser provado. Ou seja, nao vai dar em nada. kkkkk
E diga-se de passagem, quem fica preso hoje são os 3 pes: PUTA, POBRE E PRETO. Dias atrás, o Procurador de Justica Zeolla foi a juri popular pela prática de um homicidio qualificado, assassinando pelas costas, com um tiro na cabeça o próprio sobrinho--E NAO VAI FICAR UM DIA NA CADEIA....kkkkkkkkkkkkkkkk....--graças a nossa "justiça", graças a autação do promotor tb( que já disse que nao vai recorrer, pq achou boa a condenação (li isso no correio do estado) kkkkk e seu advogado Ricardo Trad. Queria ver se fosse um pé rapado, que lástima....VIVA A NOSSA LEI!!!kkkkkk

 
tatiana alencar em 01/07/2011 06:40:23
muito bem sr milton martins, quando sua familia estiver sendo ssaltada ou molestada por marginais, o sr pode chamar a OAB pra te socorrer........
 
paulo coelho em 01/07/2011 06:39:50
Para aqueles que ainda não entenderam: A OAB/MS não está defendendo ou acusando ninguém. Quer simplesmente que se investigue o que aconteceu, afinal de contas, como já dito aqui nesse debate, para quem não sabe e nem ouviu falar, o Brasil vive em um ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO, não mais em um Estado policialesco (coisa que nosso ex-presidente molusco tentou fazer). É difícil entender ou tem que desenhar?
 
Frederico Lobato em 01/07/2011 06:33:55
O que me impressiona é a burrice do BOPE PANTANEIRO, os caras estavam com a faca e o queijo na mão, podendo chamar a tal CIAPETRAN, multar a Doutora, denuncia la junto a imprensa, de maneira Legal e Moral, mas a adrenalina cegou estes homens e por mais correto que estivessem, perderam a razão, haja vista que o servidor público é pago pelo meu, pelo seu dinheiro, perderam a razão legal e agora a doutora que até imagino quem seja pelas características do veículo e por estar saindo da Denar, ali no vilas boas, esta junto a OAB irão até as ultimas consequências e enquanto não verem os heróis da CIGCOE sendo punidos de qualquer maneira, não irá parar, que pena, deveriam pensar com a cabeça e não com o corpo, quem trabalha com o corpo é jumento e cavalo edesta maneira quem estaria respondendo seria advogada e não os policiais, outro caso onde a lei será cumprida, mas a justiça não!
 
Gustavo César Capilé Gonçalves em 01/07/2011 06:25:19
No Brasil pode-se tudo, foi criado o CTB, só para infeito e para bonito, quando uma advogada esta conduzindo veiculo automotor em via publica falando ao celular causando risco de vida, a outros que circulam pela via, não pode ser abordada por agentes da lei, que a policia esta cometendo abuso de autoridade, falta de vergonha na cara de uma pessoa que conhece das leis de transito tomar uma atitude dessas, e ainda querer denunciar os policiais porque estão fazendo seu dever, 'E´PARAR REFLETIR QUANTAS PESSOAS PERDEM A VIDA NO TRANSITO POR ATITUDES IRRESPONSAVEIS DE CERTOS MOTORISTAS".
 
marilson santos em 01/07/2011 06:24:52
Engraçado, se ja nao basta a policia prende e a justiça solta a maioria imediatamente, desde que se paga um bom dinheiro para advogados, agora advogados nao pódem serem presos que ja vem a ordem dos advogados se doerem por que esta errado só porque é advogado, grandes coisas, nao sao cidadaos comuns????, nao pode ser preso e pagar pelos seus atos de erros???, pelo que se sabe, na democracia os direitos sao iguais, entao errou cadeia nela. parabens aos policiais.
 
Gerson Pereira em 01/07/2011 06:21:13
O PRESIDENTE DA ( OAB) O SENHOR TEM QUE SE INFORMAR MELHOR QUANTO DE QUEM É A RESPONSABILIDADE DE CUIDAR DO TRANSITO, QNTES DE FICAR FALANDO. O SENHOR NAO É ADIVOGADO? SE INFORMA DIREITO. SE NAO FOR RESPONSABILIDADE DA PM, VAI SER DE QUEM? DOS ADIVOGADOS?
 
PAULO HENRIQUE em 01/07/2011 06:20:48
Parabéns Drª Advogada Ana Claudia, vc merece ser chamada de Drª, seu comentário foi exemplar, colocou no chinelo todos os outros, acho que o exemplo vem de casa e vc está dando este. Parabéns mais uma vez.
 
Silas Santos em 01/07/2011 06:04:19
Sra. Tereza, ou vc é policial, parenta de policial ou não tem o mínimo conhecimento das Leis. O que ocorreu foi no mínimo abuso de autoridade, pra não falar em outros crimes. O que a nossa polícia gosta é de ser mais importante que as Leis. Isso é o que de vez em quando a gente vê. Imaginem o que acontece na calada da noite, ou em algum lugar sem testemunhas, nem gosto de pensar no que acontece. Lamento muito Sra. Tereza.
 
MILTON MARTINS em 01/07/2011 05:50:13
os cara tao mais do que certo!
já dizia minha vó quem vê cara não vê coração!
e advogados tem tudo que tomar uns sacode pra ficar esperto, só servem pra enxer o saco dos outros!
 
Rudney Ramos em 01/07/2011 05:48:09
Quantos comentários,por uma ação da Policia envolvendo uma SrªAdvogada,repercutiu mais que a "chacina em realengo-RJ".Tempo jogado fora,porque isso não dará em nada mesmo,a Advogada ganhou os "holofotes da midia e população",os Polciais sempre são julgados "certos ou errados",sempre levam a fama.Mas tudo isso por causa da própria população,que "endeusam" ambos:ADVOGADOS são os deuses da justiça,tudo podem tudo resolvem,tudo se metem,"mas se não fosse por eles, NÓS não precisariamos de Advogados"(entenderam??).Esta Policia de "elite",que até hoje não mostrou nada de "diferente",pelo contrário só entra em casos polêmicos,uma roupa diferente e ja se acham o verdadeiro BOPE carioca,alias em toda cidade que se tem este tipo de polica "bravinha",eles ficam nos quartéis só para casos "especiais",não ficam "fazendo ronda"não,isso é trabalhao para a radio patrulha normal,ou então passar todos para este grupo de "elite" então,pois se julgam os melhors,por causa do trinamento,que DIZ passarem,caveira,e algo mais,pelo que mostra no filme,que eles se entitularam de BOPE pantaneiro,LA SE LEVA CUSPARADA NA CARA,COME RESTOS NO CHAÃO,APANHAM E TUDO MAIS,aqui esta "elite"não pode ouvir um "não" ou "um palavrão"que se transformam em "he-mans"??o certo é igual natida entre carro de pobres(sem preconceito hein gente),cada um paga o seu e vai pra casa.
 
Cristina Mendes Alencar em 01/07/2011 05:45:17
Engraçado!!!!!!!!! Presidente da OAB dizendo que não é dever de um policial cuidar do trânsito, pode ser da cavalaria, da Cigcoe, do DOF, da Ambiental, o policial tendo o curso e sendo credenciado pelo Detran- MS está apto a notificar, se não o fizer aí sim pode cometer um crime de prevaricação.
 
ricardo da silva em 01/07/2011 05:39:48
Sou professor e ja fui parado inumeras vezes por policiais que não sejam de transito por que meu automovel um Corcel 76 é meio "invocado". NUNCA, em nenhum momento tomei atitude que não de respeito diante os policias e a reciproca foi a mesma. Inclusive um perguntou a minha pessoa algumas coisas de restauração do carango pois ele possui um automovel antigo e estava algum tempo mexendo nele. Ou seja, respeitei as ordens que me foram dadas (e olha que o coitado do corcel eu não passo dos 90 km, isso na estrada...rsssss) e fui respeitado. Ou seja, se a Advogada em questão não respeitou as ordens, fica claro que ja se posiciona errado. A matéria e a informação dada é que foi solicitado para ela parar pois estava no celular, mas talvez seja ou prerrogativa que esta oculta neste tema, pois mesmo sendo um cidadão de bem, a policia pode fazer averiguação do cidadão para comprvar idoneidade do mesmo. No caso, a CIGCOE pode ter desconfiado da advogada ou do veiculo em situação suspeita e solicitado para que ela parasse o automovel. A advogada na sua declaração pode ter informado que foi usado da violencia com sua pessoa, mas garanto que não apresentou a violencia (pessoal) diante os poilicias. Um fato é certo, NUNCA mais esta advogada, mesmo sobre seu "quo status" ira desacatar novamente uma guarnição policial. Se não devesse senhora advogada, parasse o automovel, perguntasse o que havia ocorrido, e pedia desculpas, simples, na humildade. É assim que faço e NUNCA fui algemado, nem desrespeitado pelos policiais. Sigo meu caminho e desejo um bom serviço a eles. Não me sinto ofendido em nenhum momento, pelo contrário, vejo que estão exercendo o juramento que fizeram no quartel general protegendo a população. Quem não deve, não teme. E Senhor Presidente da OAB, ha tempos não vemos nenhuma ação dignificante desta instituição em temas que tenham horrorizados nossa sociedade. Por que nos senhores não aproveitam e võa questionar a lei que ira soltar inumeros presidiarios? Fica a sugestão de um simples professor.
 
Alan Otavio em 01/07/2011 05:35:45
isso só pode acontecer mesmo na cigcoe,pois la só tem antigao problema e novinho que gosta de ser mandado....quero ver a correge na cola deles.....
 
joao antonio em 01/07/2011 05:32:04
Senhores leitores!! Chega de abusos.. A ploicia tem realmente que cumprir seu dever sem descumprir a lei, ou abusar do poder, como é de costume.. As algemas foram abolidas pelo STF atraves de sumulas... Não pode usar mais por qualquer coisa.. Tudo tem ser dentro da norma e sem pré julgamento.. O povo adora julgar e ver a coisa pegar fogo.... Para gente..
 
Carlo Lima em 01/07/2011 05:16:43
Se nos EUA já tão revendo as acusações contra o Strauss-Khan, fico imaginando o quanto são precipitados certos leitores do site, pois afirmam coisas que não viram. Deduzem que a advogada fez isso ou aquilo. Lamentável. Não é à-toa que o Brasil está no Terceiro Mundo!!!!!!!
 
Francisco Rodrigues em 01/07/2011 05:04:43
Engraçado,como muitos pensam,se a policia cumpre seu dever punindo os que erram,"está errada" se não pune, "está errada" se arrisca a vida prendendo bandido "esta errada"se leva o larapio preso,"esta errada"e a lei solta. se vai tomar cerveja ,ai então complicou! puxa!os policiais não acertam uma! ...Vai entender!
 
Teresa Moura em 01/07/2011 05:04:05
Não defendo aquilo que não desejo para mim e para as pessoas de bem. Absurdo condenarem a postura da OAB. Tem que apurar os fatos e que cada qual pague pelo seu erro, seja a advogada ou os policiais. Não podemos aplaudir abusos, seja de quem for. A próxima vítima pode ser qualquer um de nós.
 
Genivaldo Antunes Filho em 01/07/2011 05:01:04
Sinceramente não entendo as críticas feitas à OAB. Ora, pedir providências para apurar se houve abuso ou não da abordagem dos policias é o que preconiza a Constituição quando estabelece que vivemos num Estado Democrático de Direito. Não devemos incentivar que se faça "justiça" com as próprias mãs. A postura da Ordem está correta, afnal vivemos num Estado civilizado....ou não?
 
Daniele Borges Miranda em 01/07/2011 04:58:05
Respeito todos os comentarios sobre a matéria, mas acho que está havendo muita precipitação em defender a advogada ou os policiais. Nenhum de nós é testemunha do fato. Vamos com calma e bom senso. É preciso apurar os fatos. Basta ver a reviravolta no caso Strauss-Khan nos EUA, pelo visto a camareira do Hotel mentiu....Calma e caldo de galinha não fazem mal a ninguém, segundo dizia a vovó!!!! Parabéns OAB! Deve-se procurar a legalidade sempre!
 
Eliza Pascoal Santos em 01/07/2011 04:54:07
não tiro a autoridade da policia, mas será que uma mulher ia trazer tanto perigo para este quatro policiais fortemente armados. e ainda mais por tratar de um pelotão especializado
 
antonio freitas em 01/07/2011 04:53:23
Queria ver se algum dos "comentaristas" desta matéria, por um motivo ou outro tivesse que "furar" um sinal e se deparasse com uma viatura policial - Cigcoe. p. ex. - e os policiais descessem do veículo e o algemasse. Pois é, foi isso que aconteceu. Infração de trânsito cometido por uma pessoa. Legal, né?
 
Frederico Lobato em 01/07/2011 04:52:58
É divertido ler os comentários. Sempre tem gente que não entende nada do assunto dando pitaco. Mas o tal Luiz, que se diz "Especialista em Direito Penal Militar", foi ilário! Se é tão especialista assim, deveria saber que o CPM se aplica aos crimes militares, e, s.m.j., falar ao celular não é tipificado naquela lei. Vamos estudar mais, Dr.? Diga que sim que eu prometo não comentar os erros de português presentes no seu texto.
Houve abuso sim - a notícia não traz nada que demonstre o contrário - por parte dos policiais.
 
Denise de Macedo em 01/07/2011 04:51:13
essa advogada nao deve conhecer de compêndios e o pres. da OAB tinha que abrir um processo por quebra de decorro com a classe dos advogados digo de passagem bons adv que temos no estado , ou seja suspender das funçoes esta ma advogada por alguns periodo
 
marcelo vargas em 01/07/2011 04:48:38
Advogada "delinquente"?? Será que li corretamente? Nem rindo isto soa razoável. Dizer que uma cidadã violentamente constrangida por policiais da "Elite" é uma delinquente é realmente incompreensível. E se fosse vc na situação da advogada, o que faria? Muito provavelmente procuraria um advogado, talvez quem sabe a própria advogada "delinquente" citada na reportagem. E tenho certeza de que, mesmo sem conhecê-la, ela te defenderia com vontade, visto se tratar de um abuso, um excesso repugnante.P.S: Vale dizer que ninguém deveria utilizar o celular ao dirigir.
 
Euclides vargas em 01/07/2011 04:46:32
o gozado que eles tbm cometem este tipo de infração e so vc rodar por campo grande que vc pode ver policiais civis ou militares fazendo uso do aparelho celular enqto dirigem veiculos oficiais prq as leis de transito não se aplicam a eles, so aos cidadãos comuns
 
jose alexander em 01/07/2011 04:46:14
Quanto a Advogada muito bem o trabalho da Ciggoe, porém se fosse um PM no celular, gostaria de saber se a PM teria feito isso. ((a polícia e o corporativismo)).
 
Valter Vieira em 01/07/2011 04:45:52
no brasil só pobre é algemado ricos e pessoas que tem cargos elevados ou tem status
tem que ser tratos com carinho pela policia depoi dissem que a lei é para todos .
 
luiz carlos medeiros em 01/07/2011 04:39:20
"Como uma advogada iria fugir de quatro policiais de elite da PM, que, ainda por cima, estavam armados?”, questiona Leonardo Duarte." RESPOSTA: ela poderia fugir fazendo uso do mais antigo meio de locomoção do ser humano, fazendo uso de suas pernas e correr, Sr. Leonardo Duarte. Pensei que pelo menos isso o sr. soubesse. Mais: quando o cidadão foge, há outra lei que impede os policias de atirarem. Então, para prevenir a fuga, é preciso usar de algum meio de contenção. No caso acima, a algema.
 
Adriano Roberto dos Santos em 01/07/2011 04:35:21
Para armar um barraco desses no mínimo a "Baixarel" não estava só falando ao aparelho, devia ter mais irregularidades!
 
José Silva em 01/07/2011 04:31:12
SINCERAMENTE: É MELHOR ESSE LEONARDO PROCURAR O QUE FAZER...ACHO NA AOB TÁ FALTANDO SERVIÇO...advogado é o quê? É cidadão como qualquer um sim...se desacatou os policiais tem mesmo é que ir algemada...essa adv deve se achar a bacana, intocável...gostei da ação policial, é isso aí!
 
IAGO FISCHER em 01/07/2011 04:31:03
Excetuando dirigir alcoolizado, infração de trânsito dá cadeia????? Não entra apenas no âmbito da multa e pontuação na carteira de motorista???? Se for assim, não vai ter cadeia para todos que cometem infração de trânsito, que é todo dia e toda hora no país inteiro, o que é errado claro. Mas se estão até querendo soltar os bandidos que já estão presos porque já não tem cadeia para todos eles, como é que a Polícia ainda prende quem faz infração de trânsito??????????? Ah, srs. policiais, vão tomar coragem para pegar bandido de verdade, que esses, vcs parecem que não conseguem enxergar pq têm medo deles, para não dizer outras coisas....
 
Ana Paula Catiolo em 01/07/2011 04:11:33
O POLICIAL MILITAR SÓ DESCANSA QUANDO MORRE. Por isso Sr Presidente da OAB, o Policial tem direito de fiscalizar qualquer contravenção.
 
luiz mario rodrigues em 01/07/2011 03:57:09
Está havendo muito comentário por pessoas sem o mínimo conhecimento, seja do Direito, seja da própria cidadania. Primeiramente, o Advogado não tem privilégio ou regalias. Esses direitos contantes em Lei e na própria Constituição Federal são para proteger o Estado Democrático de Direito, ou seja, o próprio cidadão. A OAB não está defendendo quem quer que seja. Está apenas defendendo uma cidadã que teve seus direitos violados, como faria a qualquer cidadão que sofresse tal agressão. Quando o presidente da OAB/MS diz que houve excesso, inclusive se referindo à súmula vinculante n.° 11 do STF, é porque o Supremo já decidiu que o uso de algemas está restrito a certos casos, como resistir à prisão ou perigo de fuga. Agora sim vem o questionamento que, ao que parece, quem aqui se expressa não entendeu: Será que uma mulher, só, representou perigo aos destemidos policiais militares? Parabéns Presidente por mais uma vez a OAB/MS sair em defesa da cidadania(não de um membro da classe) em nome do ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.
 
Paulo Cunha em 01/07/2011 03:47:34
Tem muito advogado que acha que é autoridade e age com arrogância. Policiais do Cigcoe são autoridades mas também arrogantes. É possível que tenha havido um embate de arrogância, e venceu o mais forte.
 
Jorge Souza em 01/07/2011 03:46:19
Em primeiro lugar elogiar um dos comentários de razão aqui neste espaço "SrªAna Cláudia ".Segundo,quando se esta em perigo de quem lembramos 1º DEUS,2ºPOLICIA,3ºMÃE,outra coisa quando se ta em "enrrascada"IN ou Felizmente,temos que recorrer aos advogado(as),neste caso então seria de bom tamanho,dar uma de "arbitro de futebol" punir os dois lados,não é isso que ele faz quando os dosi se "agridem",não tem santinhos na história.Mas o que mais me choca,é que a O.A.B,grande e respeitada em qualque rlocal do País,deveria é se preocupar com:"segundo a CNJ",juizes,desembargadores e funcionarios do judiciario,que estão "arrumando"decisões por ai,hj por exemplo,foi preso em MG um Desembargador vendendo sentença,lá a OAB e a PF,fizeram o que realmente a nossa "querida"O.A.B tem que fazer,mas aqui não é feito e que bastou um "grito" mais alto de um certa pessoa "di origine non-brasiliano"que tudo foi esquecido,inclusive pela midia.Então é muita coisa acionar a O.A.B,e mais ainda dar nota em midia,por uma "coisinha"destas,absurdo e lamentavel onde chegou nossos cidadãos.
 
ricardo terra em 01/07/2011 03:45:38
Se a CIGCOE é a elite da polícia Militar, então estamos ferrados.
Nada justifica esse teatro por causa de uma simples infração que como sabemos, todos nós cometemos, mesmo que seja uma vez na vida.
Policial desconhecer a súmula 11 é pior do que ser chamado de analfabeto.
Triste também é ver Advogados que deveriam conhecer o mínimo do que é constrangimento para argumentar á favor de certos policiais que não honram a farda como deveriam honrar.
Sou a favor do rigor da lei aos policiais da mesma forma que aplicaram o rigor da lei á Advogada.

João Luiz
Acedêmico de Direito
 
João Luiz em 01/07/2011 03:45:21
Parabéns OAB continuem assim, é assim com agem grupos corporativistas, sempre defendendo seus "pupilos", acima que qualquer coisa, como se não tivessem nada mais importante para fazer !! Que palhaçada é essa.
E como todos já imaginavam, coitado dos Policiais, dos quais eu me orgulho muito !!!
 
anderson canale em 01/07/2011 03:37:17
Quando existe o dever de agir, não agem...cada qual em sua competência não compete a eles agir nesse caso, que façam o trabalho lhe é devido e não mandar parar a cidadã por que estava no celular. Sabemos que fazem uso do poder para sobresairem nas situações, são totalmente desprerados. PARABÉNS! OAB os fatos devem ser verificados e caso haja necessidade de punição compete o ESTADO agir conforme a lei. Eles com certeza sabiam que não poderiam atuar dessa forma.
HUHUUHUUHUUUU ! DALI OAB DE MS....
 
Suzana Maroli em 01/07/2011 03:33:33
Nossa! quantos doutores em segurança publica, transito etc.... corretíssima a PM em fazer a prisão dessa delinquente disfarçada de advogada!
E diga-se de passagem, a classe dos advogados tem mais é que ser unida mesmo, pois só assim os crimes do ESPM continuarão ocorrendo....ou não seriam eles os leva e traz da máxima? Tem muitos bons mas essazinha aí tem mais é que se f........
 
carlos alberto em 01/07/2011 03:31:28
Parabens a CIGCOE, agiu em estrito cumprimento do dever, seja qual for a cor da farda a manutençao da ordem publica deve ser mantida, essa é a funçao da nossa Pm.
 
josimar albuquerque em 01/07/2011 03:25:36
Se a dita advogada atropelasse alguém por estar falando ao celular na direção: será que a OAB e os comentarista raivosos c/ a polícia iriam pedir à pessoa atropelada perdão pelo incidente. Patética declaração do advogado Duarte em que o policial está focado em nichos... Neste caso os bombeiros não deveriam socorrer acidentados, já que, inicialmente, a função deles era apagar incêndios.
 
marcos antonio em 01/07/2011 03:23:37
a policia agiu certo sim,tem advogada ai so porque tem aob acha q nao deve obedecer uma abordagem policial,ela tem q dar exemplo e se indentificar sim e respeitar por que ela e igual a outra condutora qualquer,sao metidas e se acham ,parabens aos policiais e continuem fazendo o bom trabalho.
 
jorge pereira de oliveira em 01/07/2011 03:21:57
Pelo que eu pude avaliar, houve abuso em ambos os lados. Tanto da advogada, que desacatou os agentes da Autoridade, quanto dos policiais, que descumpriram o que determina o STF com relação ao uso de algemas. Orgulho, prepotência e arrogância são algumas das causas deste imbróglio.
 
Gilberto Ramos em 01/07/2011 03:21:08
O problema desse País, é que cada vez mais o errado se torna certo e o certo se torna errado. É a inversão de valores cada vez mais presente na sociedade. A dita cidadã cometia uma infração de transito, e por ser doutora advogada não poderia, não admitia ser abordada pelos ^terriveis^ policiais do CIGCOE que apenas zelavam pelo cumprimento do dever. Parabéns OAB...contiunue sempre assim, prestando um deserviço ao cidadão comum que quer ver ordem de fato nesta baderna que esta se transformando esse Pais.
 
adalberto ortale jr em 01/07/2011 03:18:39
Parabéns ao Dr. Leonardo pela atitude contra os policiais. O Presidente da Ordem dos Advogados deve agir de forma corporativista, pois além de defender direitos da sociedade como um órgão de vital importância ao Estado, deve primeiramente defender a classe que comanda. Tenha certeza também que nós advogados deste Estado estamos na grande maioria apoiando suas atitudes contra os demandos daqueles que estão investidos em alguma forma de poder e espero também que sempre atue em favor das prerrogativas do advogado e pelo devida aplicação da lei.
 
Charlles Poveda em 01/07/2011 03:18:00
É uma pena que o Cigcoe não veja o que acontece nos finais de semana nos altos da Af. Pena. Não punem ninguém. Aliás em baixo do nariz deles. A LEI NÃO É PARA TODOS??????????????O mé e a droga corre solto e eles não fazem nada.
 
Jorge Capillé em 01/07/2011 03:15:39
Que me perdoem todos ou quase todos que postaram comentários aqui, na verdade acho que os dois lados estão COMPLETAMENTE ERRADOS, os policiais por haverem exagerado nas suas funções, nesse caso, algemar a advogada, soa muito mais como uma penitencia ou castigo, do que qualquer outra coisa, desnecessario né?... Quanto a advogada, fez tudo errado, não se fala ao celular dirigindo, e não se desrespeita uma autoridade policial quando da pratica do seu trabalho.É assim: NA CASA QUE FALTA PÃO, TODO MUNDO GRITA E NINGUEM TEM RAZÂO.
 
João Carlos Maciel em 01/07/2011 03:15:22
O USO DAS ALGEMAS CERTAMENTE FOI COM INTUITO DE SALVAGARDAR A INTEGRIDADE FÍSICA DA AUTORA, DEVEMOS NOS ORGULHAR DA POLÍCIA QUE TEMOS. TODOS, COM O SACRÍFICIO DA PRÓPRIA VIDA DIOTURNAMENTE ESTÃO NAS RUAS PARA QUE POSSAMOS DORMIR TRANQUILOS. CONHECER A LEI NÃO DA A NINGUEM O DIREITO DE PASSAR POR CIMA DELA. O QUÊ DIZER Sº HAROLDO AMARAL DE BARROS SOBRE OS INDICES DE APROVAÇÃO NO EXAME DA "ORDEM", OU NOTAS DO ENAD. HÁ NÃO SE ESQUEÇA DO Nº190 ELE CERTAMENTE SERA ÚITL UM DIA EM SUA VIDA, TALVEZ UM DESSES MAUS PM PODERÁ ESTAR LÁ PARA LHE AJUDAR. ELA DEVE TER TIDO MUITAS FALTAS QUANDO CURSAVA JURISPRUDÊNCIA.
 
marcio de oliveira silva em 01/07/2011 03:14:24
Se esse procedimento de abordagem é efetuado após um longo período de treinamento desses policiais, considerados os " de Elite" do MS, imaginem se realmente a Drª em questão oferecesse perigo aos policias, analisando friamente o caso, temos que nos dar por satisfeitos de não terem confundido seu celular com uma arma de fogo ou até mesmo um detonador de alguma arma de grande poder de ataque, pois ai sim teríamos uma tragédia.
 
Paulo Amaral Vasconcelos em 01/07/2011 03:09:22
Brincadeira o presidente da OAB dar uma declaração dessa, os membros da ordem devem sentir-se envergonhados, realmente lamentável.
 
Rafael Cruz em 01/07/2011 03:05:43
Parabéns a OAB, tem é mais mesmo que entrar com representação, o que o policial tinha que fazer era notifica-la se que é copetente pra isso e acabou, não precisaria fazer esse celeuma cinematografica, pois ela cometeu um simples infração de transito.
 
Felipe Salinas em 01/07/2011 02:31:46
... afirmaram a abordagem foi necessária, pois a advogada estava dirigindo e falando ao celular ao mesmo tempo, infringindo o código de trânsito. Ela também teria se recusado a parar o carro, quando solicitado pela guarnição e ainda teria ofendido os policiais.
ISSO QUE É A "ELITE" DA POLÍCIA!!!!
ABSURDO!!!
 
Douglas Corrêa em 01/07/2011 02:31:37
CAROS ADVOGADO O ART 5º DIZ QUE TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI.
O ADVOGADO É UM PROFESSIONAL LIBERAL COMO OUTRO QUALQUER.
OU ADVOGADO PODE FALAR NO CELULAR DIRIGINDO, DESOBEDECER A ORDEM DE PARADA DA POLICIA E AINDA IGNORAR SIRENE?
PELO QUE EU SEI QUEM TEM O PODER DE POLICIA ALI NAQUELE MOMENTO SÃO OS POLICIAIS, QUE DEVEM E TEM QUE SEREM RESPEITADOS.
PORQUE A SRª ADVOGADA QUANDO SOLICITADA NÃO DESLIGOU O CELULAR TERIA EVITADO TODO ESSE PROBLEMA, MAS SE ACHA ACIMA DO BEM E DO MAL.
 
JOAO SIMOES em 01/07/2011 02:27:27
Esses policiais devem ser punidos ao rigor da Lei, ma pelo visto irá acabar em piza.
A sociedade não aguenta mais o abuso de autoridades na utilização de farda.
A OAB deve acompahar este caso até o final.
Parabéns a OAB por esta iniciativa.
 
APARECIDO TOSTA DE QUEIROZ em 01/07/2011 02:15:33
Parabéns OAB/MS. A classe dos Advogados deve sempre estar unida!
 
CHRISTOPHER PINHO FERRO SCAPINELLI em 01/07/2011 02:11:29
A OAB está é sendo corporativista. Está chancelando um péssimo exemplo dado por esta "advogada". Até agora não ouvimos o outro lado da estória. somente foi veiculada a versão sem pé nem cabeça da advogada. Quanto ao argumento da OAB de que não seria necessário o "uso de algemas em uma profissional que não representava qualquer perigo para os policiais", não se trata de risco aos policiais, mas de conter a ação de uma pessoa que podia oferecer riscos a terceiros, a si mesma e de fuga, que como se verificou, foi o que ocorreu com a descontrolada advogada, que não obedeceu ordem de parada e empreendeu fuga e que, para piorar a situação, promoveu um verdadeiro show em via pública. Aliás, situações vexatórias que esta causídica costuma promover. A OAB deveria agir com imparcialidade ao invés de já sair disparando contra os policiais. Outrossim, quero ver se, uma vez comprovado o péssimo comportamento da Advogada, qual vai ser a postura da Ordem. Será que continuarão passando a mão na cabeça? Acredito que sim, pois é uma filiada sua e não o policial. Estamos de olho.
 
Juvenal de Sousa Neto em 01/07/2011 02:10:37
POLICIAL É POLICIAL 24HRS POR DIA! E não é por que é especializad, de trãnsito montado ou do Batalhão de operações especiais, que vai deixar de agir quando necessário.
Ou quer dizer que a cavalaria só pode chamar a atençãod e quem está a cavalo?

Essa OAB é um órgão midiático, e político, e só serve para resguardar culpados! e quem comete ilícitos! deveriam é nesse caso chamar esta advogada para se justificar, informando o por que não parou o veículo quando O ESTADO, na pessoas dos seus policiais Solicitou!

Isso é mais uma prova da inversão de valores na sociedade, e a OAB está acelerando esse processo com suas comisões de direito dos MANOS e atitudes como essa!
 
Ygor Romanov em 01/07/2011 02:07:28
Esse presidente da OAB é muito fraco. E com um bom advogado, eles vão conseguir um bom dinheiro da oab ou da advogada.
 
juliano paulo em 01/07/2011 02:02:55
Dr. Leonardo, também sou advogada, e não concordo com a postura da OAB de denunciar policiais que estavam zelando pela segurança, ou seja, cumprindo a função que lhes cabe. Aliás, não só pela segurança da colega, mas também das demais pessoas, tais como pedestres, cicliatas e outros motoristas, tendo em vista que é de conhecimento público e notório que o uso de celular ao mesmo tempo em que se dirige diminuem os reflexos. Além disso, ela estava errada, descumprindo a lei. Por outro lado, não sei se a OAB teve acesso às declarações dos policiais, mas a colega, insinuou que eles queriam propina. Fato triste, pois quem conhece a lei devia dar exemplo. Por outro lado, acredito que a OAB deve se preocupar com outros problemas que afligem a advocacia no MS ao invés de passar a mão na cabeça de quem descumpre a lei. Como está a investigação sobre a corrupção envolvendo o Judiciario e o Legistlativo, aquela em que envolve o deputado Ary Rigo??? E problema da Vara de Sucessões??? Estive ontem lá e aquilo está uma anarquia. Francamente, a OAB embora possa não parecer deve zelar pelo cumprimento da lei, em defesa da sociedade e nao chancelar infrações às normas de trântisto, por exemplo.
 
Ana Cláudia em 01/07/2011 01:57:28
A Lei diz que qualquer cidadão pode e a polícia deve prender em flagrante. Então se é o CIGCOE, DERF, DEFURV, Depol de HOMICÍDIOS, Delpol de MENORES ouqualquer que seja a especialidade, estão fazendo as suas OBRIGAÇÕES. Então, a polícia de qualquer natureza DEVE fazer a prisão em flagrante.
O que aconteceu no local para que esses policiais tomassem tal atitude não podemos julgar, porém, com certeza essa advogada deve ter extrapolado o extremo do bom senso como é comum na maioria desses profissionais por se acharem acima da Lei.
 
Ezio José em 01/07/2011 01:57:13
Porque a OAB ao invés de ficar pelando o saco por pecuinhas como essa não faz algo em util em prol da sociedade como por exemplo discutir os efeitos REAIS da nova lei de prisões?
Parabéns aos policiais que agiram de maneira exemplar, advogado não está acima da lei se ela resistiu a abordagem e desacatou os policias DEVIA sim ser algemada, sem choro nem vela, juiz tem que ser algemado, politico tem que ser algemado, ladrão de galinha tem que ser algemado, a lei DEVE ser igual para todos.
 
Roberto Inzagaki em 01/07/2011 01:56:25
Mas porquê que em se tratando de uma advogada, não poderia ser algemada, quando houve desacato a autoridade dos policiais ???, por acaso ela gosa de prerrogativas que lhe confere o direito a desacatar qualquer um :???.
A algema é pra ser usada em qualquer cidadão, quando há desacato e resistência. e ela não é melhor que ninguém.
Acho melhor o pres. da OAB/MS, ver com mais detalhes o código penal militar, e não o código penal comum.

Luiz; Especialista em Direito Penal Militar
 
Luiz em 01/07/2011 01:52:02
A prepotente além de ter cometido uma infração não obedeceu a ordem policial, mereceu, portanto, ser algemada. Quem garante que ela não poderia - do alto de sua majestade - tentar evadir mais uma vez do local?
 
ricardo rodrigues em 01/07/2011 01:49:40
quer diser q os policiais do transito não podem prender ninguem, somente em crime de transito? aaa esse Duarte ta de brincadeira né? POLICIA é POLICIA seja DELEGADO ESCRIVÃO SOLDADO CORONEL TRANSITO ou BOMBEIRO....
 
RODRIGO YOSHIMURA em 01/07/2011 01:42:37
Essa é a nossa "Puliça" totamente despreparada, esse tipo de abordagem é um absurdo!!!!
 
Paulo Pereira em 01/07/2011 01:26:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions