A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Abril de 2019

06/03/2019 17:26

Operação contra mosquito elimina 3,4 mil depósitos de água nas Moreninhas

Foram visitados 3,5 mil imóveis, o que significa que 97,14% dos locais poderiam produzir focos ativos do mosquito

Silvia Frias
(Foto/Divulgação: prefeitura)(Foto/Divulgação: prefeitura)

Em quatro dias de trabalho, a força-tarefa de combate ao Aedes aegypti em Campo Grande eliminou 3,4 mil depósitos de água em 3,5 mil imóveis inspecionados pela equipe, somente na região das Moreninhas. Isso significa que 97,14% dos locais tinham possibilidade de produzir focos ativos do mosquito.

Foram encontrados 175 focos do mosquito em residências e terrenos baldios. A fiscalização foi realizada nos dias 2, 3, 4 e 5 de março, envolvendo 60 agentes que removeram materiais inservíveis, eliminaram os focos e orientaram os moradores para que limpassem terrenos e quintais.

Além da Moreninha, apresentam alto índice de casos notificados os bairros Centro-Oeste, Los Angeles, Veraneio e Jardim Noroeste, com números acima de 1 mil notificações de dengue para cada 100 mil habitantes.

Segundo o coordenador da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV), Eliasze Guimarães, o trabalho deve se estender e será reforçado também para estes locais.

“Vamos intensificar durante essa semana as ações nos bairros onde a situação está mais crítica e durante o fim de semana vamos trabalhar em regime de mutirão aumentando assim a efetividade da ação”, disse.

De janeiro até o dia 26 de fevereiro foram notificados em Campo Grande 6.414 casos de dengue. O número expressivo coloca o município em situação de epidemia da doença, considerando o limite de 300 casos para cada 100 mil habitantes.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions